Solfejo

Solfejo no YouTube

Solfejo 71 – Sequencias Numéricas 4

Solfejo 70 – Sequencias Numéricas 3

Solfejo 69 – Sequências na pauta

Solfejo 68 – Ditados Sequencias Numéricas

Solfejo 67 – Sequencias Numéricas 2

Solfejo 66 – Software para Windows – Sequencias Numéricas

Solfejo 65 – App Sequencias Numéricas

Solfejo 64 – Sequencias Numéricas – 1

Solfejo 63 – Modo lócrio

Solfejo 62 – Modo eólio

Solfejo 61 – Modo mixolídio

Solfejo 60 – Modo lídio

Solfejo 59 – Modo frígio

Solfejo 58 – Modo dórico

Solfejo 57 – Modo jônio

Solfejo 56 – Anacruse, Tético e Acéfalo

Solfejo 55 – Síncopes

Solfejo 54 – Ligaduras e ponto de aumento

Solfejo 53 – Relação entre as claves

Solfejo 52 – Clave de dó

Solfejo 51 – Ligaduras de duração

Solfejo 50 – Compassos compostos

Solfejo 49 – Tercinas ou quiálteras de 3

Solfejo 48 – Grupos rítmicos

Solfejo 47 – Escala bachiana

Solfejo 46 – Escala menor melódica

Solfejo 45 – Escala menor harmônica

Solfejo 44 – Ditado melódico

Solfejo 43 – Treinando leitura e escrita

Solfejo 42 – Escala menor primitiva

Solfejo 41 – Exemplos clave de fá

Solfejo 40 – Clave de fá

Solfejo 39 – Subdivisão binária

Solfejo 38 – Inversão de intervalos

Solfejo 37 – Sétimas Maiores e menores

Solfejo 36 – Sextas Maiores e menores

Solfejo 35 – Intervalos Justos x Maiores e menores

Solfejo 34 – Oitava justa

Solfejo 33 – Terças Maiores e menores

Solfejo 32 – Segundas Maiores e menores

Solfejo 31 – Intervalos

Solfejo 30 – Dois Exemplos

Solfejo 29 – Armaduras com bemóis

Solfejo 28 – Armaduras com sustenidos

Solfejo 27 – Dobro x Metade

Solfejo 26 – Exemplos quaternários

Solfejo 25 – Compassos quaternários

Solfejo 24 – Exemplos ternários

Solfejo 23 – Compassos ternários

Solfejo 22 – Exemplos binários

Solfejo 21 – Compassos binários

Solfejo 20 – Compassos

Solfejo 19 – Símbolos rítmicos

Solfejo 18 – Elementos rítmicos

Solfejo 17 – Partes de coral

Solfejo 16 – Segundo Solfejo

Solfejo 15 – Primeiro solfejo

Solfejo 14 – Ré Maior

Solfejo 13 – Lá Maior

Solfejo 12 – Sol Maior 2

Solfejo 11 – Clave de sol

Solfejo 10 – Claves

Solfejo 09 – Armaduras

Solfejo 08 – Sustenido

Solfejo 07 – Sol Maior

Solfejo 06 – Exercícios

Solfejo 05 – Estrutura da escala maior

Solfejo 04 – Pentagrama

Solfejo 03 – Software

Solfejo 02 – Tônica


Solfejo 01 – Introdução

  1. 27/10/2014 às 7:51 pm

    Olá Carlinhos o que é melhor aprender primeiro?

    • 28/10/2014 às 11:03 am

      Oi, Andrea, comece pela tab solfejo. Solfejo 01 – Introdução
      Abraço

  2. Danielle Barbosa
    23/10/2014 às 10:56 pm

    Olá Carlinhos! Sempre cantei de forma amadora, mas sempre tive o sonho de estudar música e nossa…assistir suas aulas me deixa imensamente feliz e muito realizada. Muito obrigada por compartilhar seu conhecimento! = )))

  3. 16/10/2014 às 9:52 am

    Carlos, que trabalho maravilhoso para ajudar estudantes de música é o seu! Estou boba! Parabéns. E um Suuuper obrigada!

  4. 27/09/2014 às 6:33 am

    Boa tarde Carlos
    Estou a seguir as suas lições, muito obrigada. São mesmo muito boas.
    Vou na terceira lição de solfejo. Constatei que não posso baixar o software, pois só tenho um Mac. Por acaso tem alguma solução? Se puder informar-me, agradeço. É bem vindo para me enviar a resposta para o meu email também, se quiser, obrigada.

    • 02/10/2014 às 10:40 pm

      Olá, Madrepérola.
      Tem as soluções para IOS (iPhone e iPod). Mas estou começando a organizar o material para desenvolver em HTML5, ou seja, vai ficar na internet e todo mundo acessa. Entretanto, só devo ter tempo de desenvolver isso em janeiro.
      Obrigado pela mensagem.
      Um abraço

  5. Zulmar
    12/09/2014 às 8:34 pm

    Olá Carlinhos! A cada dia que assisto seus vídeos, eu me apaixono mais pela música! Você é demais. É realmente um mestre. Nasceu para ensinar. Que Deus continue te abençoando, te dando muita saúde, para que possamos continuar desfrutando dessa preciosidade. Sua vida é uma bênção de Deus! : Tenho uma dúvida: para iniciar o estudo de transcrições, eu preciso já estar solfejando sem dificuldade ou posso ir fazendo os dois?Muito obrigada!! Zulmar

    • 13/09/2014 às 8:15 am

      Oi, Zulmar, com certeza um melhor conhecimento no solfejo vai te dar uma maior habilidade, um maior suporte na questão do ditado. Entretanto nada impede que você vá praticando ambos e, inclusive, vá verificando o seu desenvolvimento.
      Jogue duro!!
      Um abraço,
      Carlinhos

  6. 11/09/2014 às 2:21 pm

    hoje foi que conheci esta pagina comecei estudar o bona sozinho e quando tenho duvida procuro na internete e hoje quando escrevi (como solfejar de maneira correta) achei teu trabalho e comecei a velo e gostei pelo que pude ver vai ser mais facil do que eu imaginava aprender a ser um bom musico

  7. Rangel
    25/08/2014 às 3:19 am

    Eu sempre gostei de violão, o problema é que sempre que eu começava a praticar deixava de lado, mas já tem 2 meses que sigo praticando e não pretendo parar, por acaso vi um vídeo de seu solfejo, comecei a ver mas não imaginava que tinha tanto material pra estudo, não tenho nem palavras pra expressar minha gratidão, obrigado por está me ajudando com os seus conhecimentos nessa minha nova caminhada em meus estudos musicais.

    • 25/08/2014 às 7:22 am

      Oi, Rangel, a parte inicial sempre é mais trabalhosa. Em tudo.
      Depois fica mais divertido porque as músicas começas a surgir com alguns acordes e autonomia é o que você deve buscar.
      Pratique músicas simples no violão e gaste tempo treinando a mudança de acordes. Vale a pena.
      Vamos em frente.
      Abração,
      Carlinhos

  8. Anna Luiza
    03/08/2014 às 11:21 pm

    Olá! estou maravilhada com seu curso. Muito bem explicado e realmente tira todas as dúvidas e ainda mais estimula a cada exercício. Estou me sentindo super estimulada em aprender cada vez mais. muito grata! abç,

  9. Francisca Mariana
    26/07/2014 às 12:19 pm

    Olá Carlos,
    Seus vídeos são bem explicativos, estou sempre assistindo alguma aula sua. Te parabenizo pela dedicação em produzir um trabalho de excelente qualidade e disponibilizar gratuitamente, no mundo capitalista em que vivemos isso é raro. Que Deus esteja sempre contigo. Estou no terceiro ano de teoria musical e tenho dificuldade no solfejo, na parte da contagem do tempo de cada nota.
    Grata
    Francisca Mariana-
    Porto Velho RO

    • 27/07/2014 às 11:51 pm

      Oi, Francisca, obrigado pela mensagem.
      Estude ritmos simples com o metronomo e com algum colega que esteja mais firme.
      Aqui nos tutoriais tem os de leitura rítmica e compasso que vão te ajudar bastante.
      Abração

  10. Niki
    23/07/2014 às 12:14 pm

    Ola Carlos, estou começando a fazer esse curso de solfejo, vi a primeira aula e gostaria de saber durante quanto tempo devo fazer os exercicios da primeira aula? Durante uma semana e depois ja estou pronta para assistir o video num 2 e fazer os exercicios que la estao?
    Obrigada
    Niki

    • 23/07/2014 às 2:26 pm

      Oi, Niki. Como os videos são curtos, você pode assisti-los em sequencia sem problema algum, logo um após o outro, enquanto a cabeça aguentar.
      Quando acontecer de não enter alguma coisa, aí assiste de novo dentro de uma semana, mas vai assistindo sempre.
      Mesmo quando não entender algo, não significa que precisa parar ali. Pode seguir. Depois volta. Enfim… Pode ser de muitas maneiras.
      Vai estudando e qualquer dúvida pode perguntar.
      Valeu
      Carlinhos

  11. 27/06/2014 às 9:17 am

    Por gentileza, maestro tenho uma observação a fazer em relação ao solfejo da prática 25 do Pozzoli 2ª série, nesta o maestro solfeja, mas não solfeja a semicolcheia e as pausas da mesma, isto é praxe? O método do Pozzoli é diferente do Bona, na realidade o Pozzoli ensina o solfejo, ao passo que o Bona de Pedron as notas na pauta do pentagrama estão em forma de música, é isso mesmo? Pode me explicar a respeito? Muito obrigado pelas excelentes aulas.

    Samuel Dantas

    • 23/07/2014 às 2:27 pm

      Valeu, Samuel.
      Sem o Metronomo é difícil manter uma precisão correta.
      Por isso que em novos videos o metronomo é usado.
      Abração
      Carlinhos

  12. Lilian lomeu
    17/05/2014 às 6:34 pm

    Obrigada,a cada dia aprendo mais com vcs…

  13. Felipe
    11/05/2014 às 4:24 pm

    Olá Carlos, tudo bem??

    Primeiramente gostaria de dar os parabéns pelo trabalho! Muito boa a sua iniciativa em ajudar-nos com seu conhecimento.
    Bom, queria saber de você se você recomenda algum método, ou alguma forma eficiente de se estudar Acordeon. Tenho muito interesse em começar a aprender a tocar. Já toco bateria e violão faz uns 7 anos. Você acha que saber tocar esses instrumentos pode ajudar de alguma forma no aprendizado do acordeon?
    Agradeço desde já!

    • 18/05/2014 às 9:21 am

      Oi, Felipe, realmente não conheço métodos de acordeon mas acho um instrumento incrível pelas possibilidades harmônicas criadas pelos baixos.
      O meu conselho é ouvir bastante (e pensar) Luis Gonzaga e acompanhar o desenvolvimento das harmonias. Depois disso ouvir muito Dominguinhos que era um mestre de harmonização.
      Abração
      Carlinhos

  14. dieison
    29/04/2014 às 4:20 pm

    Boa tarde Carlos… Gostaria de te parabenizar, já assisti quase todos os seus videos… Sempre quis aprender teoria musical e agora tive acesso a um excelente material, to aprendendo muito.. parabéns mesmo, estarei divulgando o seu site para que outras pessoas também tenham oportunidade de aprender… não para de postar!!!… Abraço.

    • 18/05/2014 às 9:33 am

      Vamos em frente, dieison!!
      Obrigadíssimo!!!
      Abração

  15. Ciro Gomes Soares
    18/04/2014 às 4:27 pm

    syryusblack :
    Caro Carlos, boa tarde, estou precisando de material sobre rallentando e poco rallentando, como executar, sua origem, tem como me ajudar.?
    Abração

  16. Ciro Gomes Soares
    15/04/2014 às 2:58 pm

    Caro Carlos, boa tarde, estou precisando de material sobre rallentando e poco rallentando, como executar, sua origem, tem como me ajudar.?
    Abração

    • 18/05/2014 às 9:37 am

      Oi, Ciro, procurei nos meus arquivos aqui sobre a origem e não encontrei.
      Pesquisei em alguns dicionários de música e nada.
      Mas talvez seja nos livros de história ou nos dicionários que você vai encontrar respostas.
      Abração

      • jose francisco dos santos francisco
        18/05/2014 às 10:21 am

        Carlinhos: desejo fazer canto musical e gostaria de receber aulas referentes. Caso V. tenha alguma solução favor remeter pelo meu email. Grato: Zequinha Date: Sun, 18 May 2014 12:37:18 +0000 To: beloze42111@hotmail.com

      • 24/05/2014 às 8:25 am

        Oi, Jose!!!!
        A solução é estudar os tutoriais mesmo.
        Aqui pelo blog fica organizado e fácil de seguir.
        Abração

      • jose francisco dos santos francisco
        26/05/2014 às 9:22 am

        Carlinhos; em relação ao canto musical, gostaria que V. indicasse os locais ou as lições onde poderia encontrar. Desculpa minhas exigências. Zequinha. Date: Sat, 24 May 2014 11:25:25 +0000 To: beloze42111@hotmail.com

  17. Amanda
    05/04/2014 às 5:10 pm

    Parabéns pelo trabalho irmão Deus te abençõe!!!

    • 05/04/2014 às 10:16 pm

      obrigadíssimo!!
      Abração

      • syryusblack
        18/04/2014 às 4:26 pm

        Caro Carlos, boa tarde, estou precisando de material sobre rallentando e poco rallentando, como executar, sua origem, tem como me ajudar.?
        Abração

  18. Matheus Queiroz
    03/04/2014 às 12:46 am

    Olá, Carlinhos, td certo? Legal esse trabalho seu, to aprendendo pra caramba! E como estava vendo os intervalos de 2ª, 3ª, 4ª, etc, encontrei uma ferramenta que ajuda a reconhecer esses intervalos, está no site classic.musictheory.net/90 . Me ajudou muito, mas é preciso saber o mínimo de inglês. É isso aí. Fiquem na paz!!!

    • 03/04/2014 às 7:19 am

      Muito bom, Matheus!!
      Obrigadíssimo!!
      Vou adicionar nos links.
      Abração

  19. gregianin@via-rs.net
    27/03/2014 às 1:48 pm

    Olá Carlinhos!
    Tenho 73 anos e studo violão há 3. Adoro as tuas aulas. Gostaria de saber se é possível fazer download de todos os tutoriais para que possa estudar em viagens no notebook. Abraços
    Benjamim

    • 27/03/2014 às 9:47 pm

      Olá, Amigo, é possível sim!!!
      Dá um trabalho mas é o seguinte:
      Fique com duas janelas (ou abas) de navegador abertas. Uma no video que você quer baixar e você copia o endereço. Na outra você vai colocar o site savefrom.net
      Nesse site você cola o endereço do meu video e cliva para baixar.
      É a forma que eu conheço.
      Não sei se existem outras.
      Abração

  20. 24/03/2014 às 8:51 am

    Bom dia Carlinhos encontrei teus vídeos tutoriais no Facebook… e tem me ajudado muitíssimo. Toco violão desde os 7 anos de idade, já transitei por cavaco, violino, teclado, bongôs e agora minha atual paixão é o clarinete que a 8 meses tenho estudado com afinco. Todos os vídeos têm me ajudado muito, principalmente os de solfejo e harmonia. Muito obrigado pelas dicas. Como você sempre diz: “Não paro de ouvir e não paro de pensar”…rssrs Este virou um dos meus lemas. Abraços aqui de São Paulo capital.

    • 24/03/2014 às 10:39 am

      Maravilha, Wanderson!!!
      Obrigadíssimo!!!
      Vamos em frente!!!
      Abração

  21. Santiago
    23/03/2014 às 4:19 pm

    Oi Carlinhnos, me estão ajudando imenso seus videos não pare e faça muitos mais

  22. 17/03/2014 às 3:16 pm

    Carlinhos,por favor me ajude,eu toco violão há uns 5 anos , conheço os campos harmônicos as escalas,mas ainda não consigo tocar de ouvido ,apenas vendo as cifras,O que vc me indicaria para desenvolver minha percepção?desde já te agradeço e parabéns pelo seu trabalho.

    • 20/03/2014 às 11:50 pm

      Oi, Sergio!!!
      Comece trabalhando melodias simples!!!
      Cantigas de roda são excelentes para isso pois todo mundo conhece e elas são curtas. Mas é só sugestão.
      Pratique tocar a melodia primeiro.
      Depois você começa a se acostumar a pegar o acompanhamento!!!
      Lembre sempre que é um processo!!!
      Faça um pouco hoje e amanhã você já terá mais facilidade!!!
      Abração

      • 26/03/2014 às 6:39 am

        Obrigado Carlinhos pela sua dedicação e atenção,com certeza seu trabalho não é em vão e tem abençoado muita gente.

      • 26/03/2014 às 11:33 am

        Obrigadíssimo, Sergio!!!
        Abração

  23. soeli aparecida rodrigues
    16/03/2014 às 9:49 pm

    ola boa noite quero aprender violino qual e o meu primeiro passo.

    • 16/03/2014 às 11:10 pm

      Oi, Soeli!!!
      O ideal nesse caso é conseguir um instrumento e algum professor. Pode ser em uma igreja, uma orquestra de aprendizes, enfim.
      O início no violino realmente precisa de orientação presencial.
      Tem alguns vídeos em outros idiomas no youtube mas acho que para começar você deve procurar alguma pessoa.
      Abração

  24. mauricio
    14/03/2014 às 3:39 pm

    Ola Carlinhos, tudo em paz, posta um video explicando o Cantus Firmus e o contra ponto modal de primeira especie a partir do CF. Valeu mestre , abração.

    • 16/03/2014 às 11:11 pm

      Oi, Mauricio!!!
      Deve rolar uns videos sobre contraponto esse ano.
      Vamos nessa!!
      Abração

  25. Rodrigo
    14/03/2014 às 12:15 am

    E quando a nota está fora do meu alcance vocal? Minha voz é grave, só aguento até a segunda oitava, rs

    • 16/03/2014 às 11:13 pm

      Você deve oitavar para ficar confortável para a sua voz.
      Cante uma oitava abaixo, enfim.
      No treino das seqüências você pode começar a partir de uma nota que fique confortável, independente de qual seja a nota.
      Abração

  26. José Acácio
    12/03/2014 às 2:24 pm

    Ola, Carlinhos encontrei um tutorial de música seu ! Caiu do céu cara, pois é meu sonho aprender solfejo, sem sair de casa então, maravilha, copiei, agora é estudar. Um abraço, saúde e paz.

    • 16/03/2014 às 11:20 pm

      Vamos nessa!!!
      É só estudar um pouco todos os dias!!!
      Um abraço

  27. Santiago
    10/03/2014 às 2:25 pm

    no solfejo 17 nao devia ser o numero 5 abaixo do 1

    • 16/03/2014 às 11:25 pm

      Em qual lugar do video??
      Vou verificar!!!
      Obrigado!!!

  28. Santiago
    09/03/2014 às 2:18 pm

    Oi carlos ,os teus solfejos ajudam muito e agora que vou ter testes no conservatório é como um milagre !!!!!!!!
    Continue assim, não pare

  29. jorge
    25/02/2014 às 6:58 pm

    Olá estou iniciando o estudo em clarinete e gostaria de saber se a parte teórica é voltada também para este instrumentos, assim como a prática. E pra começar do 0 inicio por qual parte de seu site? Obrigado!!!!! E aguardo sua resposta!!!!!!

    • 26/02/2014 às 2:38 pm

      Oi, Jorge!!
      O solfejo serve para você praticar a leitura (que com certeza você vai precisar para o instrumento).
      Você deve clicar na tab Solfejo e procurar o video 01 – Introdução.
      Depois é só seguir a lista.
      Abração
      Carlinhos

  30. Marília A.
    25/02/2014 às 8:49 am

    Oi, Carlinhos gostei muito dos seus tutorias, que Deus continue aumentando ainda mais a sua sabedoria.

  31. sergio R Vieira
    22/02/2014 às 7:31 pm

    AI CARLINHOS TUDO MASSA TOCO SAX A DOIS ANOS, APRENDI MUITO COM OS SOLFEJOS E TUAS TÉCNICAS DE ENSSINO. VALEU MANO, MAAAASSA.

  32. Adelino Cadete
    21/02/2014 às 9:41 am

    Olá Carlinhos
    Antes de mais o meu agradecimento pelo seu excelente trabalho com as aulas de solfejo. Bem haja!
    Do lado de cá do Atlântico, porventura, o primeiro português a aceder às suas aulas, estou no entanto com muita dificuldade em conseguir aceder ao Software Graus da Escala Maior, apesar de estar há vários dias fazendo tentativas e de sempre instalar vários programas que são pedidos, mas sem sucesso.
    Será que é possível enviar por e-mail? Se for possível o endereço é: acadete51@gmail.com.
    Muito grato pela sua atenção.
    Adelino Cadete

    • 22/02/2014 às 11:10 am

      Olá, Adelino, obrigado pela mensagem.
      Já mandei o software.
      Conseguiu instalar??
      Abração

  33. Marcos
    01/02/2014 às 1:37 pm

    hello I am an admirer of Michael Brecker and am learning to play the saxophone and if possible how do I get the sheet music and play back of music common ground?

    thanks for listening

    Mark
    marcos.sax007@bol.com.br

  34. Marcos
    01/02/2014 às 1:36 pm

    hello I am an admirer of Michael Brecker and am learning to play the saxophone and if possible how do I get the sheet music and play back of music common ground?

    thanks for listening

    Mark

    • 04/02/2014 às 8:57 am

      Google search “sax score” or “sax sheet music” might help you.
      “sax play along”might help as well.

  35. Lana Fabricio
    30/01/2014 às 3:03 pm

    Olá, Carlos, boa tarde! Quero deixar a minha sugestão acerca de um video-aula que gostaria de ver é…. “como usar o pedal sustain no teclado ou piano”. Desde já agradeço.

    • 04/02/2014 às 8:51 am

      Boa sugestão.
      A dica básica é: utilize mas não deixe o som embolar.
      Treine com mudança de acordes inicialmente. Facilita pois enquanto você troca a posição dos dedos o som ainda está presente. Aí você aperta o novo acorde e rapidamente solta o pedal (corta o som antigo, fica só o novo acorde) e aperta novamente o pedal para preparar o próximo acorde.
      Acorde 1, pedal, acorde 2, solta pedal, aperta pedal, acorde 3, solta pedal, aperta pedal,…
      Lembre que soltar o pedal e voltar o pedal é um movimento rápido e deve ser feito logo após a chegada do novo acorde.
      Abração

  36. Anderson valverde
    29/01/2014 às 8:26 am

    Seus videos tem me ajudado muito!
    Obrigado!!!

  37. Ana
    20/12/2013 às 11:50 am

    Olá, Carlinhos! Tudo bem? Tenho uma dúvida em relação a intervalos. Poderia, por favor, me informar qual é o intervalo presente entre Solb e Lá#? E entre Sol e Lá#?

    • 21/12/2013 às 9:44 am

      Solb e Lá# = Segunda super aumentada
      Sol e Lá# – Segunda aumentada

      • Ana
        21/12/2013 às 8:27 pm

        Obrigada!

    • 28/12/2013 às 1:41 pm

      Ola dentro da armadura de clave ou seja é onde organizamos as tonalidade não podemos fazer referência a esses intervalos, pois uma alteração é sustenido e a outra é bemol, vamos passar isso para algo lógico qual é o intervalo presente entre Solb e Bb?
      intervalo de terça maior, espero ter ajudado.

      • 28/12/2013 às 6:59 pm

        Olá, atenção apenas ao fato dela ter perguntado sobre o intervalo solb – lá#.
        Isso é possível. Incomum, mas possível.
        E diferente de solb – sib.
        Abração

  38. 16/12/2013 às 1:38 pm

    senhor sua dica e muito importante mas eu preciso saber como passar a colcheia por favor tire a minha duvida

    • 21/12/2013 às 9:45 am

      Dê uma olhada nos vídeos sobre as figuras musicais na tab solfejo.
      Veja também os vídeos com os exercícios do Pozzoli.

  39. Marcio
    16/12/2013 às 7:58 am

    Parabéns Professor, sua iniciativa é excelente!
    Gostaria de perguntar se é permitido baixar os videos de solfejo do youtube, pois somente possuo acesso à internet em casa e gostaria de estudar em outros locais onde possuo tempo disponível. Caso não haja impedimento como fazê-lo?

    Atenciosamente,

    Marcio

    • 21/12/2013 às 9:47 am

      Existe um site chamado “savefrom.net”.
      É só você colocar o endereço do video que você quer baixar e clicar no formato desejado.
      Experimente.

  40. Walter Steiniger
    27/11/2013 às 11:19 am

    Olá Carlinhos, em um de seus vídeos você nos alerta p/ o fato de o último # da armadura representar a sensível. Assistindo hoje o solfejo 43 reparei na armadura de lá maior que os sustenidos não entram em ordem pois o primeiro que aparece é F# seguido de C# e por último (sensível) G#. Existe alguma convenção p/ escrever as armaduras? Eu achei que os sustenidos deveriam entrar na mesma ordem da escala.
    Obrigado!

    • 21/12/2013 às 9:48 am

      Eles possuem uma ordem específica sim mas não é a ordem da escala.
      Verifique os vidéos sobre armaduras na taba solfejo.

      • Walter Steiniger
        23/12/2013 às 9:47 am

        Muito obrigado!

  41. Walter Steiniger
    22/11/2013 às 11:16 am

    Olá Carlinhos, comecei a usar esse sistema de graus numéricos nas partituras/tabs de guitarra e surgiu uma dúvida. No caso da escala de blues existe alguma convenção para numerar a blue note?

    • 21/12/2013 às 9:50 am

      Não mas você pode criar para seu uso.
      b3, talvez, ou blue:
      1, 2, blue, 3
      Abração

      • Walter Steiniger
        23/12/2013 às 9:48 am

        Muito obrigado!

  42. Neia Alves
    14/11/2013 às 1:42 pm

    Carlinhos boa tarde,
    1º lugar parabens pela iniciativa e pelo seu altruismo.Em 2º lugar não consegui encontrar no site o links dos exercicos Escala maior Solfejo 01.Onde se localiza?

    • 21/12/2013 às 9:53 am

      Na página principal do blog. Tem uma seção chamada links no 4shared.
      Se você não tiver uma conta no 4shared é precisa criar uma.
      É fácil, rápido e de graça.
      Aí você conseguirá baixar.

  43. Diogo R. Candia
    11/11/2013 às 6:03 pm

    Professor muito obrigado pelo seu altruísmo, e por sua didática, já toco a muito tempo mas nunca estudei da forma adequada por vários motivos, pela primeira vez tenho conseguido entender os conceitos abordados, e isso de forma comoda por não precisar sair da minha casa para estudar, muito obrigado mais uma vez por dar esta oportunidade a muitas pessoas que se interessam por musica e por muitas vezes tem acesso ou recursos limitados para poder se iniciar ao estudo teórico da música!

  44. Junio Cruz
    11/11/2013 às 3:19 pm

    Penso que existissem palavras para externar a minha gratidão, ainda assim seriam insuficientes, diante de sua grandiosa nobreza.
    Agradeço de coração por sua iniciativa. E através deste comentário quero te encorajar a continuar, a prosseguir em seu ato de tamanha grandeza.
    Pode até parecer pouco, mas para mim é muito.
    Obrigado Carlos. Deus abençoe a tua vida!

  45. Paulo Souza
    15/10/2013 às 6:25 pm

    Carlos estou assistindo o video solfejo-introdução; http://www.youtube.com/watch?v=qqw3War57BQ
    como faço para encontrar o link : dos exercícios.

    Paulo Souza

  46. jonas vicensi
    27/09/2013 às 1:09 pm

    Olá Professor Carlos tudo bem…..Tenho umas pequenas duvidas aqui, gostaria que o professor exclarecesse…..
    Intervalos:
    Sexta aumentada ascendente apartir da nota la#?
    Sexta diminuta ascendente apartir da nota reb?
    Sétima aumentada ascendente apartir da nota re#?
    – – – – – – sol#?
    ——————————————————–la#?
    ————————descendente—————solb?
    ————————descendente————–lab?

    Desde já professor lhe agradeço e parabenizo- o pelo teu fantástico trabalho, Deus abençoe a tua vida e te proteja……..,muito obrigado….

    • 21/12/2013 às 10:03 am

      Sexta aumentada ascendente a partir da nota la# – Fá###
      Sexta diminuta ascendente apartir da nota reb – Sibb
      Sétima aumentada ascendente apartir da nota re# – Dó###

      Papo teórico visto que o sexta aumentada tem o mesmo som da sétima menor, a sexta diminuta o mesmo som da quinta justa e a sétima aumentada o mesmo som da oitava justa.
      Desses 3 apenas a sexta aumentada aparece de vez em quando.

  47. almir dias d SILVA
    24/09/2013 às 10:36 pm

    ola crlinhos seu tutoriais estão me ajudando muito cara vc é uns dos melhores

  48. 23/09/2013 às 10:34 am

    Ola Carlinhos ,estava pesquisando algumas aulas teóricas e encontrei seus vídeos no YouTube . Dez de já quero dar os parabéns foi o melhor que encontrei. Sou amantes da musica popular especialmente samba e choro .Tenho 36 anos, toco cavaquinho dez dos 18 . Com todo este tempo já tocando cavaquinho, tenho uma boa percepção na linha melódica, tiro musica de ouvido tranquilamente . Mas o choro e uma coisa bem mais complexa para tirar de ouvido ,quando criança tinha mais tempo e disposição para ouvir nota por nota, hoje com a correria desta vida não da mais .O choro exige mais do musico ,tanto na parte da execução. quanto na parte de leitura, por isso estou endereçado em aprender partitura.
    Queria saber de você se seu tutoriais vão me ajudar nesta parte do choro.
    Grande abraço . e Deus abençoes .

    • 21/12/2013 às 10:04 am

      Com certeza vão te ajudar mas o ideal é que você pratique também usando o instrumento.
      Abração

  49. 20/09/2013 às 6:59 pm

    Carlinhos mandou bem na didática

  50. 19/09/2013 às 6:09 pm

    muito bom estes tutoriais em musicas so não aprende quem não quer !!!! obrigado por esta oportunidade ,valeu Carlos.

  51. Zulmar
    17/09/2013 às 8:01 pm

    Oi, Carlinhos! lembra de mim? Precisei parar logo no inicio do curso, mas estou de volta, graças a Deus! E espero conseguir realizar o meu grande sonho! Conto com a sua ajuda! Abraços! Pretendo não parar mais de pensar.

    • 21/12/2013 às 10:06 am

      Claro que sim, Zulmar.
      O bacana da internet é que você estuda quando pode.
      Abração

  52. Leonardo
    17/09/2013 às 12:32 am

    Carlos seus vídeos são demais, simplesmente ótimos, possuo uma pequena dúvida, quando eu possuo uma ligadura em linhas diferentes da partitura, o que significam?Um slide ou prolongamento do som em notas diferentes?

    • 21/12/2013 às 10:08 am

      São as chamadas ligaduras de expressão.
      Tente tocar todas as notas ligadas o mais junto possível, sem quebrar o som.
      O contrário dela, por exemplo, é o staccatto, onde as notas que tem um ponto em cima são tocadas bem separadas umas das outras.

  53. Ana Sabrina
    11/09/2013 às 5:48 pm

    oi Carlos eu queria saber se para fazer curso de musica precisa saber tocar algum estrumento? faço o segundo ano e sempre quis fazer curso de musica mas não sei tocar nada só canto

    • 13/09/2013 às 9:07 am

      Oi, Ana, existem os cursos voltados para o canto também. Em um curso deste você vai aprender algum instrumento também mas o foco é o canto. Aqui em Salvador tem o curso de canto erudito e o de canto popular na Universidade Federal. Você deve olhar com calma o que o curso oferece e como você vai ingressar nele. Muitas vezes é pedido solfejo e leitura de peças a primeira vista (para o cantor também). Muitas pessoas também se desapontam com o curso de música por esperarem outras coisas. Sempre é bom olhar o curso de perto e conversar com alguns estudantes.
      Espero ter ajudado.
      Abração

  54. 09/09/2013 às 1:29 pm

    Carlinhos tudo bem?? olha não to parando de ouvir e nem de pensar rsrsrs, vc está falando do video prática 16 introdução aos modos, mas esse vídeo está em qual aba? não encontrei e preciso ouvir pra entender melhor… grata pela aulas, é excelente, muito obrigada!!!

  55. Renato
    29/08/2013 às 11:50 am

    Olá Carlinhos. Uma dúvida de caráter prático. É verdade que na escrita as notas não possuem acento agudo? Por exemplo: do, re, mi, fa, sol, la, si. Ou tanto faz?
    Obrigado.

    • 08/09/2013 às 3:01 pm

      Oi, Renato, acho que tanto faz!!!
      Eu sempre uso o acento e nunca li algo falando sobre a proibição de acentuar.
      Abração

  56. Junior Montagna
    29/08/2013 às 11:12 am

    Carlinhos.. suas aulas são o máximo….Vi seu vídeo e comecei hj mesmo rs… baixei o Escala Maior 1,2 e 3 mas tenho uma dúvida… Na primeira escala acompanho a sequência normal, ou seja: 1, 2 … 8. e na segunda e terceira ??? começa do 1 tb ou já de outro número ??? eu estou no começo e ainda não consigo identificar que nota é… vc pode me ajudar ???

    • 08/09/2013 às 3:01 pm

      Oi, Junior, comece sempre do 1.
      Mesmo que você mude a tonalidade, comece sempre do 1.
      Abração

  57. Heron Neves de Freitas
    29/08/2013 às 12:12 am

    Ola Carlinhos. Bem tenho 48 anos e inventei que quero aprender algo sobre música, mais especificamente quero aprender a tocar acordeon. Felizmente encontrei seu site que é MUITO BOM. Sou, ou era, analfabeto musical e “desafinado” até para chorar. Mas chegarei lá, pois como dizes é só treinar com afinco. Agradeço muito sua dedicação ao ensino, da forma como estas fazendo, pela net e de graça acessível a todos que tenham vontade de aprender. OBRIGADO

    • 08/09/2013 às 3:02 pm

      Oi, Heron, conte comigo para o que precisar!!!
      Um abração

  58. Renato
    25/08/2013 às 8:40 pm

    O que eu mais gosto é: ” Não parem de pensar…”. Isso é filosofia que nos tempos de hoje não encontra estímulo. Esse site é uma jóia rara. Obrigado.

    • 08/09/2013 às 3:03 pm

      Obrigadíssimo, Renato!!
      Fico feliz em ajudar e poder ler mensagens como a sua.
      Abração

  59. Clandes Thomé de Souza Dias
    08/08/2013 às 10:38 pm

    Olá Carlinhos, cheguei à conclusão que é bem melhor estudar por aqui. Tenho vários vídeos seus editados a partir do youtube, mas aqui de fato segue a uma organização lógica.
    É isso. Muito obrigada por seu excelente trabalho, viu? Beijão
    Estou estudando firme e seus vídeos me auxiliam muito. Não pare de postar. Não pare de criar. ….. rsrs

    • jose francisco dos santos francisco
      12/08/2013 às 3:31 pm

      Carlinhos: Gostaria receber como iniciar o curso de msica, pois quando iniciei aqui, j estava bem adiantado. Como receber as primeiras aulas do seu curso. Ficarei muito contente em receber alguma informao. Grato: Prof. Jos F. Santos Date: Fri, 9 Aug 2013 01:38:22 +0000 To: beloze42111@hotmail.com

      • 22/08/2013 às 10:25 pm

        Comece pela tab solfejo. É o início de tudo.
        Tem o solfejo 01 – introdução.
        Forte abraço.

    • 22/08/2013 às 10:28 pm

      Valeu, Clandes, sempre bom saber que você se dedica mesmo.
      Por aqui é mais organizado.
      Beijão

      • cthomedesouza
        22/08/2013 às 10:37 pm

        Beijos e boa noite. Clandes

        Enviado por Samsung Mobile

  60. José Francisco dos Santos
    02/08/2013 às 11:46 am

    Desejo aprender, com muito carinho CANTO e como iniciar?
    Estou querendo iniciar música, porém já estou com a idade avançada. Será possível?

    • 22/08/2013 às 10:41 pm

      Oi, Francisco, uma boa opção é procurar um bom coral. Outra opção (que costuma se mais técnica e não tão prática) é uma aula particular.
      Cantar com amigos também é ótimo.
      E te digo: nunca é tarde para começar.
      Um forte abraço e conte sempre comigo.
      Carlinhos

  61. 30/07/2013 às 9:21 pm

    oi carlos estou na luta p/mim é uma batalha espero vencer comecei tarde enquanto a vida vou aprender agradeço pelos vidios pois tem me ajudado muito ok abraço

  62. Jhonatan
    17/07/2013 às 5:03 pm

    Vou fazer Faculdade de Música, moro em Maringá – PR. Farei Bacharel em Composição na UEM e está me ajudando muito as aulas, estou assistindo todas elas e me esclareceu muitas dúvidas e me ensinou muito. Obrigado por estar ajudando a quem precisa com o seu tempo. Que Deus te abençoe! Uma pergunta: Do Solfejo, quando eu terminar de ver todos os vídeos vou pra qual?

    • 23/07/2013 às 9:15 pm

      Valeu, Jhonatan!!
      Tem a série prática que tem muitos exercícios e ditados.
      Vestibular e links também podem te ajudar muito.
      O conhecimento de harmonia normalmente também é cobrado.
      Trabalhe bastante os ditados.
      Abração

      • 22/08/2013 às 9:56 pm

        Cara, Procura no Facebook uma pessoa chamada Jamberê Cerqueira. Ele foi meu aluno e é tubista. Pode te ajudar nisso mais do que eu.
        Abração
        Carlinhos

  63. 14/07/2013 às 3:32 pm

    Impressionada com sua disposição em expor este trabalho, excelente sua didática. Tudo o que eu sempre quis e agora encontrei na maior qualidade, parabéns!!!

    • 14/07/2013 às 11:38 pm

      Obrigadíssimo, Crystiane!
      Qualquer dúvida, pode perguntar.
      Valeu
      Carlinhos

  64. jonas
    06/07/2013 às 12:00 pm

    Olá professor mestre Carlos, está de parabéns pelo seu trabalho e pela sua inciativa, tenho assistidos seus videos, me ajudou muito, fico feliz por isso, continue esse trabalho maravilhoso, Deus abençoe a tua vida. Tenho uma pequena sugestão, e uma dúvida sobre harmonia, condução de vozes. Lhe agradeço desde já, muito obrigado. Abraço.

    • 06/07/2013 às 4:52 pm

      Valeu, Jonas!!
      Pode perguntar!!
      Sugiro também que você pegue o livro do kostka que tem o pdf aqui no blog.
      A parte sobre condução de vozes dele é excelente!!
      Abração
      Carlinhos

  65. 04/07/2013 às 9:39 am

    nossa as aulas xta a me correr bem.

  66. Marina
    25/06/2013 às 10:26 am

    Adorei as Video Aulas que voce faz!!
    Consigo entender muito melhor a matéria e sempre posso praticá-la com os seus videos! :)

    • 02/07/2013 às 9:11 am

      Oi, Marina, fico feliz em ajudar!!
      Qualquer dúvida, pode perguntar.
      Abração

  67. 24/06/2013 às 1:02 am

    Caro Carlinhos, to assistindo a todos seus videos. toco ha um tempo ja, mas nunca estudei. vc abriu minha cabeça para os estudos.. muitissimo obrigado!!

  68. Alan
    22/06/2013 às 10:20 pm

    Parabéns Carlos!! muito legal a iniciativa.. tem me ajudado bastante.. Abçss

  69. Inácio Chaves
    22/06/2013 às 8:01 am

    Carlos, louvo a Deus por sua vida! Você e seus tutoriais em música têm me ajudado a ser uma pessoa melhor, louvando a Deus. Obrigado, em O Nome Santo de Jesus, sejas plenamente abençoado! Mantenha este trabalho, que através dele, muitas vidas sejam alcançadas para Cristo. A música veio do céu, e para o céu, um dia, há de voltar. Nos encontraremos lá, com o coração cheio de música e louvor ao nosso Deus. Gratíssimo!

  70. THABATA
    13/06/2013 às 3:21 pm

    Obrigada..pela ajuda, está sendo muito importante para mim, que agora decidir iniciar na aula de canto!

    • 02/07/2013 às 8:46 am

      Maravilha, Thabata!!
      Qualquer dúvida, pode perguntar!!
      Abração

  71. Manuel Joaquim Veiga
    10/06/2013 às 10:53 pm

    Caro tutor/prof Carlos Veiga, peço o apoio referido o meu anterior comentário – não consigo descarregar o software explicado no solfejo 03
    Muito obrigado

    • 13/06/2013 às 9:19 am

      Desculpe a demora, Manuel!!!
      MAndei pro seu e-mail.
      Me diga se chegou direitinho!!
      Abração

    • Manuel Joaquim Veiga
      13/06/2013 às 10:10 am

      Caro tutor/professor: chegou ‘direitinho’…seguindo as instruções, funcionou bem. Aqui no meu quarto de estudo também tenho um orgão/piano…também é util utiliza-lo com as lições…já que as musicas que eu conheço, toco todas…

      • 02/07/2013 às 8:46 am

        Que maravilha, Manuel!!
        Qualquer dúvida, pode escrever.
        Um forte abraço!!

  72. 10/06/2013 às 12:36 pm

    Otimo muito Obrigada o t rabalho que voces fazem e maravilhoso.Namaste

  73. Manuel Joaquim Veiga
    07/06/2013 às 8:27 pm

    Caro tutor Carlos Veiga Filho: não consigo ‘descarregar’ o software exemplificado no solfejo 03…o ‘menu’ que se me apresenta, não é o mesmo que vejo o Senhor utilizar no solfejo 03. Gostaria de ‘sair’ deste ‘bloqueio’ porque acho a sua forma de ensinar, uma maravilha. Abraço. M.Veiga

    • 13/06/2013 às 9:15 am

      Oi, Manuel, peço perdão pela demora.
      Acabei de enviar para o seu e-mail o software. Tem umas instruções.
      Basta segui-las que o software vai rodar.
      Me diga depois se conseguiu.
      Abração

  74. Jediel Oliveira Barbosa
    31/05/2013 às 10:39 pm

    Boa noite prof.Carlos Veiga e abençoado irmão! Não tenho palavras para agradecer por esse maravilhoso site que nos proporcionou. Pela primeira vez posso dizer que tenho um professor de música, pois, no nosso Pais são poucas as escolas de música ainda mais aqui para a região sul do pais. Meu agradecimento porque são pessoas como a vossa senhoria que o Brasil precisa! Muito obrigado abençoado irmão Carlinhos Veiga Filho.Obrigado mais uma vez por essa escola virtual de grandíssimo valor. Que Deus nosso Pai vos abençõe ricamente! Abraços!

    • 31/05/2013 às 11:53 pm

      Obrigadíssimo, Jediel!!!
      São mensagens assim que me fazem produzir novos tutorais sempre!!
      O povo brasileiro é extremamente carente de coisas boas: boas atitudes, boas ações, bons exemplos, bons modelos, boas escolas. Claro que existem coisas boas no nosso país mas infelizmente não atingem a grande maioria da população.
      Além de difundir esse conhecimento eu quero também inspirar pessoas.
      Um forte abraço e conte sempre comigo e com os tutoriais.
      Carlinhos

  75. Manuel Veiga
    29/05/2013 às 9:36 am

    Caro tutor/professor…tenho 70 anos e desde há muito admiro como vejo uma crança ‘ler’ uma partitura e eu não consigo isso. Dizem que tenho bom ouvido, e toco no orgão todas as musicas que estão ‘gravadas’ no meu cérebro, desde musicas populares a musicas classicas…descobri aqui uma forma simples de aprender ( sei a parte básica da simbologia) a começar a ‘ler’…já tentei várias vezes, ‘carregar’ o software para fazer os exercícios e não consigo…vou ter a B1FreeArchiver_1.1.0.exe…. Pode ajudar-me. Muito obrigado
    Manuel Veiga

    • 30/05/2013 às 10:21 am

      Oi, Manuel, comece pelas sequencias numericas.
      Vá para a tab solfejo e pegue o solfejo 01 – introdução.
      Depois pode ir seguindo que você vai conseguir!!
      Se tiver dúvida pode perguntar!!!
      Vamos em frente!!
      Abração

  76. Vandinha
    23/05/2013 às 11:35 am

    BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE MENINO ABENÇOADO. MUITO OBRIGADA MESMO, SEUS VIDEOS TEM ME AJUDADO MUIIIIIIIIIIIIIIIITO. A IDADE FOI CHEGANDO E EU QUERENDO APRENDER ALGO NOVO, (nao quero cair na mesmice de trico e croche rsrsrs). JA TO NO 3ºANO DE MUSICA E TIRO MINHAS DÚVIDAS COM VOCE. MUITO OBRIGADA. VOU LEMBRAR DE VOCE NAS MINHAS ORAÇOES. ABRAÇOS MENINO.

    • 30/05/2013 às 9:56 am

      Obrigadíssimo, Vandinha!!!
      Fica com Deus!!
      Qualquer dúvida, pode escrever!!
      Beijão

  77. israel
    23/05/2013 às 10:03 am

    EXTRAORDINÁRIO, EU SÓ GOSTARIA DE SABER COMO COLOCAR O SOM NAQUELA ESCADINHA DE TONS QUE BAXEI PARA TREINAR. BRGADÃO, DEUS TE ABENÇOE

  78. 13/05/2013 às 10:33 am

    Nossa sem, mais ter o que dizer, as video aulas estão me ajudando muito e acho que vou progredir de mais. Parabens pelas aulas que estão expetaculares.

  79. Maurício
    09/05/2013 às 5:26 pm

    Olá Prof.!! Primeiramente parabéns pelo blog!
    sou estudante de música amador; estou estudando solfejo por meio de suas video-aulas e estou gostando muito!! Também gosto de estudar utilizando livros; qual é a sua opinião sobre os livros SOLFEJO (bohumil Med) e SOLFEJO CURSO ELEMENTAR (Edgar Willems)? Vale apena comprá-los?

    Um abraço!!

  80. 08/05/2013 às 10:47 pm

    Obrigade de coração, amigo. Com a ajuda de Deus e da sua boa vontade já passei numa prova teórica e agora tenho outra prática. Vai despencar ditado melódico e rítimico. Pelo visto estou na sua cola de novo. Forte abraço, Deus te abençoe…. vamos jogar duro que a prova ta chegando.

    • 11/05/2013 às 3:17 pm

      É isso aí!!!
      Vou preparar mais uns ditados para treino!!
      Abração
      Carlinhos
      Jogue duro!!

  81. felipe L. G.
    06/05/2013 às 3:31 pm

    Ola Carlos.. Primeiramente,parabens pela iniciativa do blog… nota 10 ! Entao, estou me preparando para comecar uma faculdade de musica, tenho 21 anos e comecei a tocar a apenas 1 ano , ja tive contato com o violao a alguns anos atras, mas nao levei a serio…agora estou decidido do que quero… Sou de SP, gostaria de saber algumas BOAS faculdades daqui do estado, pode ser particular ou publica… Eu queria mesmo era passar em uma federal, mas estou desanimado pelo nivel de dificuldade, acho que nao sera possivel me preparar ate o final do ano… o que voce me aconselha? Obrigado mestre!

    • 11/05/2013 às 3:12 pm

      Oi, Felipe!!
      Não desanime não!!
      Estude que você passa em uma federal.
      Já que você pensa em gastar um dinheiro com uma faculdade particular (que vai levar uns 4 anos), gaste um dinheiro agora para se preparar (que vai levar uns 6 meses) e passe na federal. Olha que economia!!! :)
      Mas se você se dedicar bastante com a ajuda de amigos e com aulas na internet talvez nem precise gastar.
      É o que eu acho.
      Infelizmente não conheço as universidades de Sampa para poder te indicar alguma. Normalmente as federais possuem excelentes instrumentistas (mas que nem sempre são excelentes professores).
      Sugiro que você visite algumas e converse com alunos. Normalmente elas promovem audições.
      Abração
      Carlinhos

  82. marcio angelo
    29/04/2013 às 12:37 pm

    Professor, estudo pelo Youtube, vou terminar, quero dizer, vou começar a parte dos modos gregos e daí e termino a parte de Solfejo… Qual sequência eu devo seguir com os estudos? Obrigado e abraço!

    • 30/04/2013 às 10:50 am

      Oi, Marcio, tem muita coisa que você pode fazer.
      Se quiser se aprofundar mais no solfejo, basta baixar o liebermann e sair cantando tudo que tem lá.
      Quanto aos tutoriais, experimente fazer a parte prática, a de transcrições. São um ótimo treino.
      Tem a de harmonia também…
      Só não pode parar de ouvir nem de pensar!!!
      Abração

  83. silvano
    24/04/2013 às 9:49 pm

    muito bom! estou aproveitando o maximo que posso do blog valew Prof.

    • 25/04/2013 às 7:56 am

      Vamos em frente, Silvano!!!
      Abração

    • marcio angelo
      09/05/2013 às 5:54 pm

      Tá bem então Obrigado!! :D

  84. Leo Castro
    20/04/2013 às 5:17 pm

    Prf Carlinhos, como faço para baixar o GNU Solfege? O meu deu bug, não emite o som.
    Obrigado
    Leo de Blem Pará

    • 22/04/2013 às 8:20 am

      Oi, Leo, verifique se não é o som do computador que está baixo.
      Dê um duplo clique no alto-falante perto do relógio.
      Vai abrir uma janela com muitos volumes.
      Aumente todos para testar e depois veja qual o que controla o volume do software (normalmente é o Sintetizador de SW, pode estar também Synth de SW).
      Abração

      • Leo Castro
        22/04/2013 às 4:34 pm

        Valeu prof Carlinhos.
        Leo de Belem Pará

      • 24/04/2013 às 7:48 am

        Valeu, Leo!!
        Abração

  85. Maria
    19/04/2013 às 10:06 pm

    Boa noite, Carlos!!

    Obrigada pelas aulas, são ótimas. Só tive um problema em fazer o download do software, o anti vírus detectou uma ameaça. O que devo fazer para conseguir. Agradeço a atenção.

  86. Zulmar Guerra Peixe Vieira
    11/04/2013 às 6:52 am

    Prof. Carlos, estou acompanhando as suas aulas, estou gostando demais, pois aquilo que eu pensava ser tão difícil, está se tornando tão fácil,para mim. Você realmente é um grande professor. Muito obrigada! Que Deus continue te concedendo esse dom maravilhoso, que, com certeza, tem ajudado a muitos. Porém estou encontrando um problema que não sei como resolver, não consigo assistir os vídeos do 7 ao 17. tive que pular para o 18 em diante, aparece a mensagem “este vídeo não está disponível no momento”, sendo assim, perdi 10 aulas. Obrigada! Zulmar

    • 11/04/2013 às 8:27 am

      Oi, Zulmar, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Veja só, cliquei agora nos videos que você falou e consegui abrir!! Tenta de novo porque deve ter sido falha momentânea.
      Valeu
      Abração

  87. Zulmar Guerra Peixe Vieira
    04/04/2013 às 10:00 pm

    Prof. Carlos
    Estou há bastante tempo pesquisando, e finalmente encontrei os seus vídeos. Há algum tempo atrás, comecei a estudar solfejo, mas adoeci e acabei desistindo. Agora estou encantada com o seu trabalho! Muito bom! Acho que vou conseguir o que tanto desejo, que é ajudar a levantar o coral da minha igreja.
    Tenho 77 anos. Sou evangélica, apaixonada pela música, estudei um pouco de teoria, bem pouco mesmo, mas conheço as notas na pauta, os tempos, os compassos simples, toco algumas músicas no teclado, ( melodia e acordes ) não sei fazer acompanhamento, e tenho muito pouca agilidade com os dedos. Toco com a partitura, porém, com a mão esquerda só sei fazer os acordes e com a direita apenas o soprano.
    Tenho alguns hinos de coral, de minha autoria, que o nosso maestro (que já é falecido ) fez um arranjo das 4 vozes, de ouvido. Porém eu gostaria muito de passar as vozes para a pauta. Será muito difícil? Existe alguma regra para se encontrar na melodia, o contralto, o baixo e o tenor? Aguardo a sua resposta com muita ansiedade e desde agora fico-lhe imensamente grata, desejando que sua vida e seu trabalho continuem sendo uma grande bênção para todos nós!
    Deus te abençoe! Um grande abraço!

    Obrigada! Zulmar

    • 11/04/2013 às 8:37 am

      Oi, Zulmar, vamos lá!!
      Veja só, o solfejo vai te dar essa habilidade de ouvir uma melodia e escrevê-la e você poderá fazer isso com o arranjo sim. É só pedir para cada naipe cantar a melodia que você escreve. Claro que isso requer uma prática. Eu sugiro que você comece treinando as transcrições e os ditados que tem por aqui. Isso vai trabalhar essa habilidade em você. O mais tranquilo, entretanto, será você pedir para gravar essa melodia de cada naipe e passar para o corista estudar. A não ser que você esteja disposta a ensinar a leitura da partitura aos seus coristas. Mas eu tenho ensinado muito através de gravações. Fica mais fácil para eles.
      Um abração
      Carlinhos

      • Zulmar Guerra Peixe Vieira
        12/04/2013 às 9:01 pm

        Obrigada, Carlinhos! Eu consegui abrir no facebook. Um abração!

      • 22/04/2013 às 8:09 am

        Maravilha!!

  88. alcidez
    31/03/2013 às 6:20 pm

    ola carlos.
    No solfejo 50 o primeiro exemplo e o 12 por 8 pode-se considerar tercina?

    • 11/04/2013 às 8:45 am

      Isso!!! Na verdade isso é que quero dizer com “subdivisão ternária”. É como se tivéssemos tercinas dentro de cada tempo.
      Abração
      Carlinhos

  89. katia lima
    29/03/2013 às 8:48 pm

    Muito prazer meste, meu nome é Kátia Lima, estudo música na minha cidade e vou passar a acompanhar as suas aulas. Grata pelo material disponibilizado.

    • 11/04/2013 às 8:45 am

      Valeu, Katia!!
      Qualquer dúvida pode escrever!!
      Abração
      Carlinhos

  90. 27/03/2013 às 1:11 pm

    Professor vim aqui pois estou muito grato à você pois consegui passar no conservatório TOM JOBIM-EMESP aqui em SP. Só não consegui entrar no cursinho pré-vestibular do instituto de artes da UNESP, mas espero que haja vagas remanescentes. Mas continuarei aluno assíduo seu :)

    • 11/04/2013 às 8:48 am

      Maravilha, Anderson, Parabéns!!!
      Não pare de ouvir nem de pensar!!!
      Abração
      Carlinhos

  91. mary lucy
    19/03/2013 às 10:41 pm

    porque não me responde….

    • 20/03/2013 às 9:41 am

      Porque estou numa correria!!
      Dia 26 eu responderei tudo com calma.
      Abração
      Carlinhos

  92. mary lucy
    19/03/2013 às 10:40 pm

    mary lucy :
    muito bom este vídeos , poderia postar algo sobre relação entre harmonia e improviso…..e difícil encontrar algo sobre isto de maneira que aja um bom entendimento , pelo menos comigo eu não consigo compreender como tocar harmonia e ao mesmo tempo improvisar ………

  93. Drauzio Marcondes Barbosa
    17/03/2013 às 1:44 pm

    Carlos Que Deus abençoe você pelo trabalho apresentado, dando a oportunidade das pessoas que não tem como acessar uma escola ter esta gama de informações.
    Estou somente com um problema não consigo baixar o software pois ele me lança para outras coisas mas não consigo poderia me ajudar nisso.
    Grato

  94. 10/03/2013 às 11:32 am

    Olá Carlinhos tudo em paz? Espero que sim. No Solfejo 56 – Anacruse, Tético e Acéfalo, você explica que o último compasso também não precisa completar com pausas. É obrigatório que o último compasso complete o primeiro?

  95. mary lucy
    08/03/2013 às 9:21 pm

    muito bom este vídeos , poderia postar algo sobre relação entre harmonia e improviso…..e difícil encontrar algo sobre isto de maneira que aja um bom entendimento , pelo menos comigo eu não consigo compreender como tocar harmonia e ao mesmo tempo improvisar ………

    • 22/03/2013 às 9:01 pm

      Isso será mais pra frente, Mary!!!
      Meu foco inicial é na teoria!!
      Valeu

  96. 08/03/2013 às 11:19 am

    Professor olha eu aqui de novo :) voltei hehhe
    me tira uma dúvida no tutorial 42 vc fala que a merma armadura da escala maior é utilizada tbm na escala menor primitiva, então por exemplo a armadura de ré tbm pode ser a de Bm como que eu faço pra saber se é D ou Bm?

    • 08/03/2013 às 3:30 pm

      mesma*

    • 22/03/2013 às 9:00 pm

      Uma boa maneira é observar o acorde final, se termina em D ou Bm. Lembre também que normalmente no campo harmônico menor aparece a alteração para criar a sensível.
      Abração

  97. idelson soares da silva
    06/03/2013 às 2:02 pm

    oi, carlinhos
    quero lhe dar os parabéns pelo seu magífico trabalho, acho estou me encontrando na música através de seus tutoriais, dizem que burro velho não pega andadura, acho que
    isso não procede pois estou chegando nos meus 67 e estou pegando andadura direitinho
    na música com o auxílio de didática que eu acho excelente. estou estudando teclado mas
    ja tocava de ouvido cavaquinho em grupo de chorinho. com certesa pra voce é uma
    missão para levar esses conhecimentos a muitas ¨pessoas¨.

    • 06/03/2013 às 4:10 pm

      É isso aí, Idelson, quem acredita sempre alcança.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  98. Andresa Rosa
    04/03/2013 às 1:52 pm

    Olá Carlinhos! Tive uma primeira semana de aula de percepção e tive bastante dificuldades com as subdivisões dentro dos ritmos, solfejar então…quase desisti… Mas hoje mesmo começei a pesquisar e achei teus tutoriais e assisti teus videos justamente onde eu tava mais precisando… entendi mais com as suas aulas, do que com o meu professor na faculdade! A linguagem e a tranquilidade que tu ensinas é demais! Tá me ajudando muito… É difícil encontrar alguém disposto e que queira compartilhar seus conhecimentos a outros… Não para não! Deus te abençõe muito e com certeza o que plantamos na vida de outras pessoas também colheremos e és um exemplo! Abraço

    • 05/03/2013 às 11:18 am

      Maravilha, Andresa, conte sempre comigo e com os tutoriais.
      Forte abraço,
      Carlinhos.

  99. Genesis
    02/03/2013 às 12:44 pm

    Deus te abençoe por esta disponibilização, porque é muito difícil encontrar uma pessoa assim, dinâmico com seu conhecimento e compartilhar com os outros… abçss

  100. Jorge
    27/02/2013 às 1:22 pm

    Parabéns, amigo. Fiquei comovido com a sua iniciativa. Simples e espontâneo e completo. Eis aqui a importância dos mestres na nossa vida.

  101. Rich
    20/02/2013 às 6:30 pm

    cara muito bom o seu site parabéns!!!

  102. Leir
    19/02/2013 às 7:14 pm

    Muito bom, Carlos
    Iniciativas como essa nos leva a pensar que nem tudo está perdido nesse nosso planeta Terra, ainda existem pessoas com tamanha generosidade. Ainda existe esperança!!!!
    Faço questão de divulgar seu belíssimo trabalho

    • 23/02/2013 às 12:23 am

      Maravilha, Leir!! Conte comigo e com os tutoriais!!
      Abração

    • Edigerais
      03/03/2013 às 11:10 pm

      Falou tudo!

  103. Arlan
    13/02/2013 às 11:28 pm

    MUITO BOM, PARABÉNS CARLINHO!
    No solfejo do inicio da musica “Over the Rainbow” do 1 para o 8 grau indentificamos a oitava justa, porem achei estranho ao montar os acordes , exemplo:
    C Am Em
    Somewhere over the rainbow,

    porque no salto para a oitava encaixa o sexto grau (acorde) relativa da tonica ao invez da oitava da tonica? sou leigo peço q me ajude a entender.

    • 14/02/2013 às 10:55 pm

      Oi, Arlan, a melodia faz 1 e depois 8 enquanto a harmonia faz I e depois vi.
      Isso funciona bem porque o 8 é a terça do vi.
      Ajudou??
      Abração

  104. 12/02/2013 às 12:49 pm

    Estou encantada com a forma que você tem de simplificar algo tão complexo. Parabéns não consigo parar de assistir os tutorias. Agora tenho certeza vou aprender musica.

  105. 09/02/2013 às 6:18 pm

    Caro professor parabéns pelo seu magnifico trabalho! Algo me chamou atenção:
    Eu tenho um grande amigo que é o Maestro Carlos Veiga, o qual tive a honra de conviver com ele na UFBA durante muitos anos. Eu gostaria de saber se você tem algum parentesco com ele? Um abraço.

    • 14/02/2013 às 10:48 pm

      Oi, Adoniran, ele é meu pai. Infelizmente ele faleceu em junho de 2011.
      Continuo fazendo música e lembrando dele sempre!!
      Abração

  106. 09/02/2013 às 11:38 am

    Aprecio a boa música, por enquanto minha relação com a música para ai. Na verdade estou começando aprender tocar piano, ler partitura, confesso que estou tendo muita dificuldade, ao mesmo tempos que instiga minha curiosidade. Disponho de pouquíssimo tempo, estou adorando as aulas. Parabéns!!!

    • 14/02/2013 às 10:46 pm

      Pois é, vai devagarinho que chega lá!!
      Lembre que o começo é o mais difícil.
      Não desista!!
      Abração

      • 15/02/2013 às 11:15 pm

        E como é difícil!!! Estou encantada com o seu trabalho.É inspirador, sem falar é claro como é bom aprender com um professor que nos convida a todo momento para viajar no mundo mágico da música. OBRIGADA!!!!
        Abração.

      • 23/02/2013 às 12:22 am

        Valeu, Joelma, vamos em frente.
        Abração

  107. Flordelis
    08/02/2013 às 12:07 pm

    Oi, por ser uma pessoa pública gostaria de me comunicar com o professor através de Email.Seria possível me enviar o seu ?

  108. Arlan
    07/02/2013 às 11:13 pm

    Parabéns! Poderia postar sobre modos Gregos e suas aplicações na prática.
    Vi no canal cavaconline algumas dicas no uso para tirar musica de ouvido.
    Gostaria da sua opinião.

    • 09/02/2013 às 9:51 am

      Oi, Arlan, minhas dicas para tirar música de ouvido são sempre essas:
      1-Estude percepção (comece nos tutoriais de solfejo e depois vá pra os de harmonia),
      2-Treine tirar músicas mas comece com músicas simples.
      Lembre que é um processo até conseguir isso.
      Abração
      Carlinhos

  109. 05/02/2013 às 12:18 pm

    Tudo bom professor?

    Gostaria que comentasse e exemplificasse as fermatas no solfejo.

    Abs;

    Helder de Sá

    http://www.linkedin.com/in/helderdesa

    • 05/02/2013 às 2:18 pm

      Perdoe o erro na frase, a solicitação no português correto é “Gostaria de seus comentários e exemplos sobre fermata no solfejo” rs Abs

      • 09/02/2013 às 9:47 am

        Oi, Helder, quando encontramos fermatas em músicas até o período de J.S.Bach, elas servem para indicar finais de frases (e por isso aparecem toda hora). A partir do classicismo ela ganha a conotação interpretativa que conhecemos hoje de congelar a nota no tempo até o líder resolver prosseguir.
        Abração

  110. Emilson Vicari
    03/02/2013 às 6:00 pm

    Emilson Vicari :
    Carlinhos!…. … … Quero parabeniza-ló pela iniciativa! Que te abençoe; Seus tutoriais estão me ajudando em muito!, Muito obrigado pelos ensinamento; você tem o dom de ensinar; continue assim. Grato por partilhar esses conhecimento comigo. Abraço amigo!

    • 03/02/2013 às 9:46 pm

      Amém, Emilson!!!
      Obrigadíssimo e vamos em frente!!
      Abração

  111. 01/02/2013 às 11:55 pm

    Parabenizo-o pelo zelo dispensado ao ensino da música no País. Sou amante da arte e pretendo aprender sempre mais. Também desenvolvo ações solidárias em relação ao ensino da arte. Obrigado por ser assim Carlinhos. Deus o ilumine.

  112. Wellyson
    01/02/2013 às 10:47 am

    Cara,
    Gostei muito dessa aulas ainda estou vendo algumas e é muito útil e eficaz. Obrigado!

    • 03/02/2013 às 9:41 pm

      Obrigado, Wellyson, qualquer dúvida pode perguntar.
      Abração

  113. Jairo da silva pinto
    29/01/2013 às 8:48 am

    carlinho tudo que eu queria para Regência vc está ensinando.Deus te abençoe meu irmão

    • Jairo da silva pinto
      02/02/2013 às 10:36 am

      carlinho dá pra fazer uma video aula de Regência primeira, segunda, tenor e quarta voz se posivel hino agnus dey aleluia.aguado/abrço

      • 03/02/2013 às 9:43 pm

        Oi, Jairo, isso deve levar um tempo. Estou com foco nos de harmonia e ainda pensando em como fazer os de regência.
        Mas valeu a dica.
        Abração
        Carlinhos

    • 03/02/2013 às 9:26 pm

      Maravilha, Jairo!!!
      A teoría e a percepção nos ajudam em tudo!!
      Abração
      Carlinhos

  114. Edilza Medeiros
    22/01/2013 às 3:27 am

    Olá, Carlos! No primeiro vídeo sobre solfejo vc nos dá três exercícios e diz que eles estão na categoria links dos exercícios,escalas maiores solfejo 1, mas não estou encontrando de jeito nenhum este link! pode me ajudar? desde já muito grata!

    • Edilza Medeiros
      22/01/2013 às 4:32 pm

      Professor (já posso chamá-lo assim – rsrsrsrsr), já encontrei os exercícios! Abração!

      • Edilza Medeiros
        22/01/2013 às 4:38 pm

        Noooossa, muito bom fazer estes exercícios! Realmente não há mistério! O que precisamos, na verdade, é termos disciplinas para estudarmos com muito carinho, só assim alcançaremos tamanho resultado! Precisava muito disso, professor, de treinar meus ouvidinhos! Tô ficando craque na tõnica dedó maior e sol maior, hein? rsrsrrsrs

      • 28/01/2013 às 9:04 pm

        Maravilha, Edilza!!!
        Qualquer coisa, pode perguntar!!
        Jogue duro!!
        Valeu

  115. Jorge Martins
    21/01/2013 às 2:09 pm

    Carlos por favor, voce irá fazer algum trabalho em video de progressões em circulo, vi alguma coisa na net, mas espero por suas definições, ai sim ficará bem claro para mim.
    Abração.
    Martins

    • 28/01/2013 às 9:01 pm

      Oi, Jorge, seria o ciclo das quintas? ou seria progressões que ficam se repetindo?
      Abração

  116. Ebenezer Alves
    13/01/2013 às 3:47 pm

    Olá Carlos.
    tem como vc me indicar um método de aprendizado rápido para eu tocar teclado em tempo rápido, pois tenho uma mente musicalizada, mas não tenho condição agora de pagar para pegar aula, conheço as formações básicas das cifras, vc pode me ajudar tocar teclado e piano?

    • 18/01/2013 às 6:28 pm

      Oi, Ebenezer, sugiro duas coisas: video aulas no youtube com musicas populares que você queira aprender. A outra coisa é pegar dois materiais para treinar a leitura da partitura no piano: mikrokosmos (vol 1) e hannon. O hannon tem nos links do 4shared. O mikrokosmos é fácil de achar na net.
      É só estudar isso seriamente que você vai longe!!!
      Abração
      Carlinhos

  117. Jairo da silva pinto
    11/01/2013 às 7:00 pm

    Carlinho; encontrei o que tanto procurava video aula de solfejos Deus te de muitas graças por tudo que vc tem feito por músicos Brasileiro.Abraço

  118. Erich Sander
    09/01/2013 às 5:57 pm

    Carlinhos, pesquisando na net hoje sobre a arte do solfejo, me deparei com seu tutorial. FANTÁSTICO! Já tive oportunidade de visitar outros sites e o método de outros professores, mas não me adaptei com eles, pois eu objetivo aprender um pouco mais detalhadamente e com profundidade, coisa que vc consegue muito bem em suas aulas. Parabéns pelo material e paciência em ensinar. Assisti ao primeiro e quero seguir todos os tutoriais. Um abraço!

    • 18/01/2013 às 6:20 pm

      Maravilha, Erich!!!
      Não par de ouvir nem de pensar!!!
      Abração
      Carlinhos

  119. Evaldo
    05/01/2013 às 5:51 pm

    Boa tarde Carlos, gostaria de tomar emprestado seus conhecimentos, aqui esplanados de uma forma tão clara e objetiva, para formar um grupo de alunos com conhecimento básico em música na igreja onde sou membro. São alunos entre 10 e 12 anos e de 18 a 40 anos. Informo ainda que será um pleito muito árduo, pois não tenho experiencia em ministrar aulas, mas tenho observado varios videos seus “olá pessoas!” rsrsrs e, confesso que estou me adptando para este grande empreendimento. daqui uns meses lhe digo os frutos que estes alunos produziram. Irei postar um video com eles em “ação” e, espero que goste, pois o que nos faz mais feliz nessa vida e ver nossos legados serem repassados aos outros. Desde já lhe agradeço por este vasto conteúdo musical em nome da Igreja Assembléia de Deus do Campo de Jurumenha, em São Gonçalo_RJ, (pastor presidente: Kleber moura) e de minha Congreção: Igreja Assembléia de Deus em Floresta (congregação do campo de jurumenha). Meu nome Evaldo Leite. Um grande abraço!

    • 05/01/2013 às 7:45 pm

      Oi, Evaldo, fique a vontade para usar o material. Teve gente no interior aqui da Bahia que comprou um datashow para poder mostrar os videos em sala de aula.
      Gostaria sempre de receber feedback e sempre ter notícias e dúvidas dos alunos e suas.
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

      • Evaldo
        07/01/2013 às 2:30 pm

        ok, em breve terás noticias do andamento das aulas. um abrç

      • 07/01/2013 às 5:39 pm

        Maravilha, Evaldo!!
        Conte comigo!!
        Abração
        Carlinhos

  120. António Manuel Gomes Ferreira
    02/01/2013 às 2:03 pm

    MUITO OBRIGADO! É o mínimo que eu posso dizer a quem, desta forma tão acessível e gratuita, disponibiliza tão importante informação.

    • 05/01/2013 às 12:00 am

      Valeu, Antonio!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  121. jairo da silva pinto
    12/12/2012 às 3:44 pm

    gostari de fazer regência como faço para me escrever?grato

    • 19/12/2012 às 9:32 am

      Oi, Jairo, regência é melhor um curso presencial mesmo.
      Ou então procure um bom coral (com um bom regente) e converse para ser assistente dele.
      Comecei assim.
      Abração
      Carlinhos

  122. Daniel
    10/12/2012 às 1:57 pm

    Olá professor, andei dando uma olhada em alguns dos tutoriais, fiquei muito impressionado. meu sonho é aprender ler e tocar violao pela partitura. gostaria de aprender também sobre campo harmonico. qual tutorial devo começar primeiro ? abraço

    • 19/12/2012 às 9:30 am

      Oi, Daniel, o começo de tudo é o solfejo 01 – introdução.
      Depois é só seguir a lista.
      Abração
      Carlinhos

  123. AlexanderLira
    10/12/2012 às 1:39 pm

    Iniciando o curso de solfejo ;D

    • 19/12/2012 às 9:29 am

      Vamos em frente, Alexander, espero que você curta.
      Abração
      Carlinhos

  124. Gunnar
    07/12/2012 às 10:13 pm

    O PROFESSOR ME DA UMA DICA PRA TOCAR DE OUVIDO QUAL TEORIA TENHU Q PRATICAR PRA APRENDER?

    • 19/12/2012 às 9:24 am

      Oi, Gunnar, tirar música de ouvido é uma prática. Comece com melodias simples, depois melodias mais complexas e depois harmonias. A teoria e a percepção vão te ajudar bastante.
      Abração
      Carlinhos

  125. Luwiwilson
    07/12/2012 às 9:58 pm

    Gostaria de saber se tem lições de aquecimento vocal para coral.

    • 19/12/2012 às 9:22 am

      Oi, Luwiwilson, veja o canal de “Marcio Guerra Canto” no youtube. Aquecimento para coral e outras coisinhas mais para os cantores.
      Abração
      Carlinhos

  126. Luwiwilson
    07/12/2012 às 9:56 pm

    Ola Carlinhos, tudo bem, estou acompanhando as lições de solfejo, porem tenho uma duvida a respeito do números de lições e postagens, e a minha pergunta seria a respeito da quantidades de lições sobre o “solfejo! parei na numero 57, tem mais?

    • 19/12/2012 às 9:20 am

      Oi, Luwiwilson, o de solfejo por enquanto termina aí.
      Mas tem as outras abas para estudar também.
      Abração
      Carlinhos

  127. Gunar
    03/12/2012 às 6:38 pm

    Professor comecei estudar hoje o seus tutoriais ! comprei um um contrabaixo a uns 8 meses atras to loco pra aprender musica acho que agora vou conseguir aprende obrigado por disponibilizar esses materiais.

    • 04/12/2012 às 8:12 am

      Maravilha!!! Junta uma turma e começa a tocar!!
      Isso dá o maior ânimo!!
      Conte comigo!!
      Abração
      Carlinhos

  128. 27/11/2012 às 5:26 pm

    Professor onde baixo aquele teclado virtual do tutorial 53? e como é o nome do programa? Obrigado!

    • 28/11/2012 às 11:57 pm

      Oi, Andeson, aquele está no finale 2009.
      Mas você deve achar por aí algum para baixar!!
      Abração
      Carlinhos

      • 30/11/2012 às 12:29 pm

        Ok professor vou baixá-lo! Valeu

  129. 22/11/2012 às 7:12 pm

    Professor me ajuda em outra coisa?É que eu não tô conseguindo mt entender o tutorial 45 em relação a escala menor harmônica, talvez pq o senhor tenha utilizado as tríades para montar a escala e eu não tô conseguindo assimilar as informações desse tutorial! Obrigado!

    • 28/11/2012 às 11:50 pm

      Escala menor harmônica com tríades?? Isso tem a ver com campo harmônico menor e ainda não falamos disso.
      Assiste de novo que deve clarear. E muitas vezes é melhor não assistir de novo logo em seguida. Deixa uma semana e depois assiste de novo. Está lá e é de graça. :)
      Abração
      Carlinhos

  130. 21/11/2012 às 9:51 pm

    Professor tenho uma dúvida de anos, pq que sempre o penúltimo bemol é que indica a tonalidade? Pq no sustenido se eu entendi é que como as alterações acontecem por espelho da escala maior então temos que alterar para que determinada escala fique com a mesma estrutura da escala maior e isso faz com que se altere alguns graus e nisso o último sustenido aparece na sensível que fica meio tom abaixo da tônica ou seja do número 1. Eu só não entendi muito no caso do bemol pq que o penúltimo é que dar a tonalidade determinada. Abraços!

    • 22/11/2012 às 10:17 am

      Oi, Andeson, isso é apenas o pulo do gato. É só uma regrinha para facilitar a vida da gente. Na verdade a sequência dos bemois é inversa à dos sustenidos. E se analisarmos direitinho, tudo fecha:
      quartas e quintas são complementares para fechar a oitava. quarta ascendente é igual à quinta descendente e vice-versa. Pode pensar nos bemois, portanto, como quartas ascendentes ou quintas descendentes. E no caso dos bemóis também tem a ver com a escala maior. A demonstração acontece da mesma forma. Abração
      Carlinhos

  131. Johnathan
    14/11/2012 às 5:37 pm

    Boa tarde professor, uma dúvida com relação aos compassos? No tutorial de compassos ternário há um exemplo de um compasso 3/16, onde a semi colcheia valerá 1 tempo. Nesse caso, a colcheia vale 2?
    Sou iniciante e ainda sinto um pouco de dificuldade nesses aspectos. Suas aulas tem me sido de boa ajuda, sou imensamente grato!

    • 22/11/2012 às 10:01 am

      Exatamente, Johnathan!!!
      Num compasso X/16 a semicolcheia vale 1 tempo e a colcheia 2 tempos.
      Abração
      Carlinhos

  132. Alexandre
    14/11/2012 às 8:27 am

    Carlinhos,conclui agora os tutoriais de solfejo depois de muito estudo.Obrigado querido! não vou parar mais de estudar.Eu e meus filhos estamos aprendendo muito e juntos.Estas em minha orações.Valeuuuuuuuuu!
    Alexandre RecifePE

    • 22/11/2012 às 9:57 am

      Maravilha, Alexandre!!!
      Qualquer dúvida é só teclar!!
      Abração
      Carlinhos

  133. 13/11/2012 às 2:46 pm

    andesonmarcos :
    Obrigado professor, eu tinha viajado totalmente, agora com o exemplo de diminuta C,Ebb ficou claro! Muito Obrigado.

  134. 12/11/2012 às 6:39 pm

    Professor eu de novo heheheh espero que não se chatei com minhas perguntas. Quando o senhor fala de diminuta e aumentada no tutorial 33 sobre terças pelo que eu entendi é assim: C-E essa é uma terça maior para ela ser aumentada teria que ter meio tom a mais que a maior então seria C-E#? E em relação a diminuta teria que ser meio tom a menos que a maior? No caso C-E maior diminuta= (bemol)C-E? Abraços Obrigado!

    • 12/11/2012 às 11:51 pm

      Opa, cuidado!!
      Considere aqui todos os intervalos ascendentes:
      C , E = Terça maior
      C , E# = Terça aumentada
      C , Eb = Terça menor
      C , Ebb (mi dobrado bemol) = Terça diminuta

      Não existe maior aumentada nem maior diminuta. Existe como está escrito aí acima. Só pode ser uma coisa de cada vez.
      Abração
      Carlinhos

      • 13/11/2012 às 2:42 pm

        Obrigado professor, eu tinha viajado totalmente agora com o exemplo de diminuta C,Ebb ficou claro! Muito Obrigado.

      • 22/11/2012 às 12:50 am

        Professor se C, Ebb é uma terça diminuta consequentemente eu estou descendo 1 tom somando-se os dois bemóis então ficaria C,D que é uma segunda maior então nesse caso eu poderia dizer que essa diminuta é equivalente a uma segunda maior ou eu brisei de boa agora?

      • 22/11/2012 às 10:19 am

        Oi, Andeson, o seu raciocínio está corretíssimo no que diz respeito ao som. E sempre dê a resposta mais simples, no caso, segunda maior. Mas na partitura (a efeito de análise) segunda maior é uma coisa e terça diminuta é outra.
        Abração
        Carlinhos

  135. 11/11/2012 às 9:17 pm

    Olá, professor. Estou aprendendo a tocar sax alto na orquestra da igreja, estamos fazendo teoria e prática. Que maravilha encontrar seus tutoriais, conteúdos de alto nível em todos os gêneros: a linguagem, a ética, o domínio da informação. Felicidade ter acesso a coisas assim na internet. Deus o abençoe muito.

    • 12/11/2012 às 8:52 am

      Amém, Lilian!!
      Vamos em frente!!
      Jogue duro aí e qualquer coisa pode perguntar!!
      Beijão
      Carlinhos

  136. Adriano
    11/11/2012 às 1:04 pm

    Adriano :
    muito interesante suas aulas. Parabens!
    Não entendo de musica…. mas tenho um violino, vou tentar aprender.

    • 12/11/2012 às 8:53 am

      Valeu, Adriano!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  137. Adriano
    11/11/2012 às 12:58 pm

    muito interesante suas aulas. Parabens!

  138. 08/11/2012 às 6:44 pm

    Professor me perdi em outra coisa não entendi direito quando vc fala no tutorial 28 que a cada duas quintas justas eu tenho um intervalo de nona maior e em seguida vc fala que uma nona maior é o equivalente a uma segunda maior, isso não ficou mt claro pra mim, me ajuda? kkkkkkkkkkkkkkkkk Abraços!

    • 12/11/2012 às 8:59 am

      Oi Andeson!!
      Uma nona é o equivalente a uma segunda, só que separada por uma oitava.
      Repare:
      Dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, dó, Ré
      Pode contar aí que tem 9 notas, ou seja, uma nona. Repare como é igual à segunda.
      Só que tem uma oitava no meio dessa história.
      Com relação às quintas:
      Do, ré, mi, fá, Sol
      Dó – Sol = quinta
      Sol, lá, si, dó, ré
      Sol – ré = quinta
      Dó – ré = Nona
      Sacou??
      Abração
      Carlinhos

      • 12/11/2012 às 2:39 pm

        Agora sim professor, muito obrigado mesmo. Estou vendo seus vídeos todos os dias! Abraços!

      • 12/11/2012 às 11:47 pm

        Vamos em frente!!
        Valeu!!

  139. 07/11/2012 às 10:50 pm

    Professor me tira uma dúvida eu queria entender melhor o intervalo de meio tom entre( E-F) e (B-C) na verdade eu não entendi direito porque que só entre essas notas existe um intervalo de meio tom! Tem alguma coisa a ver com frequência ou algo assim? ha minha pergunta é referente ao intervalo de dó maior! Abraços

    • 12/11/2012 às 9:05 am

      Oi, Andeson, vamos lá!!!
      O semitom na verdade existe porque no nosso sistema tonal uma oitava foi dividida em doze partes iguais (ou teoricamente iguais) e por isso vem o nome sistema dodecafônico.
      Dessa maneira, o semitom é o menor intervalo que existe no nosso sistema tonal. Quando eu digo nosso, me refiro ao lado ocidental do mundo. Outras culturas possuem sistemas de afinação diferentes.
      Na escala de dó maior (cuidado, não é intervalo de dó maior), os semitons estão entre essas notas que você falou.
      Mas isso acontece por causa da estrutura da escala maior. Tem um tutorial com esse nome. Dê uma conferida.
      Em uma escala de ré maior, por exemplo, os semitons estão envolvendo outras notas.
      Agora, naturalmente (ou seja, sem usar alterações) os semitons estão entre essas notas que você falou porque as notas foram batizadas com as primeiras sílabas de um hino a São João que começava com cada uma dessas notas e aí ficou assim.
      Abração
      Carlinhos

      • 12/11/2012 às 2:45 pm

        Obrigado professor me tirou uma dúvida que tinha à muito tempo e meus professores nunca sabiam explicar com certeza! Abraços.

      • 12/11/2012 às 11:48 pm

        Maravilha!!
        Pode perguntar!!
        Abração
        Carlinhos

  140. josiane santos de camargo
    06/11/2012 às 12:47 am

    Parabéns Carlinhos, gostei demais das tuas aulas. Eu já tenho um conhecimento prático de canto mas as tuas aulas me fizeram enxergar a música de uma forma bem diferente. Legal mesmo. Abraço, Josiane.

    • 06/11/2012 às 7:52 am

      É isso aí, Josiane!!
      Jogue duro!!
      Abração
      Carlinhos

  141. 05/11/2012 às 11:47 pm

    Nossa professor gosto muito dos seus vídeos sou cantor popular e amo teoria musical, e meus amigos não conseguem tirar sarro comigo, pq eles zoam que cantores não leem partituras e eu sim hehehhehehe! Vlw bom trabalho e obrigado pelo presente!

  142. Alessandra Ferrari
    04/11/2012 às 3:48 pm

    Boa tarde Carlos
    Sou professora de Arte em uma escola pública estadual, como você deve imaginar meus recursos são poucos diante da grandiosidade da educação musical. A minha formação é em artes visuais e para lecionar música estudo bastante para que os meus pequenos tenham ao menos uma introdução.Estava pesquisando para elaboração de aulas e encontrei os seus tutoriais, estou estudando e adaptando alguns exercícios para os alunos.

    Tenha certeza de que você está ajudando uma professora e seus 400 alunos.
    Grata
    Parabéns pelo blog

    • 06/11/2012 às 7:45 am

      Obrigadíssimo pela mensagem, Alessandra!!
      Conte comigo e com os tutoriais para ajudar!!
      Abração
      Carlinhos

  143. Márcio
    29/10/2012 às 12:32 pm

    Gostei, sou apenas curioso e aprendiz em instrumento (trompete).Eu só não consegui fazer download no 4 shared, aguardo resposta, preciso aprender um pouco mais.
    Fique com Deus.

  144. Márcio
    29/10/2012 às 12:26 pm

    Adorei, ensino muito importante para quem gosta de musica e instrumento musical.Deus te abençoe.

    • 03/11/2012 às 5:19 pm

      Valeu, Marcio!!!
      Vamos em frente!!!
      Estou estudando como disponibilizar esses arquivos de outra maneira.
      Abração
      Carlinhos

  145. 27/10/2012 às 3:58 pm

    Olá Carlos. É, para mim, uma alegria imensa poder encontrar disponibilização de conteúdo com essa qualidade, gratuitamente. Sou estudante de música, mas já trabalho profissionalmente há muito tempo. Suas aulas têm me ajudando bastante. Muito grata pela doação musical e receba os meus mais cinceros parabéns por tão importante iniciativa. Demais! Sonia Sinimbu

    • 27/10/2012 às 6:54 pm

      Valeu, Sonia, obrigadíssimo pela mensagem.
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  146. Alison
    25/10/2012 às 6:57 pm

    Carlos já acompanho a mais ou menos um ano seu blog, precisei fazer seleção para o curso técnico em saxofone na UFRN e procurava apoio pra os meus estudos. Hoje retorno vendo um pouco de harmonia e buscando mim aperfeiçoar no difícil caminho do solfejo. As relações rítmicas é uma beleza, também canto afinadinho, o problema é cantar com exatidão as alturas das notas nos mais variados intervalos. Como vc avalia o ensino do solfejo nas escolas? Todo mundo pode chegar adquirir essa habilidade?

    • 26/10/2012 às 9:03 pm

      Oi, Alison, obrigado pela mensagem!
      Eu realmente acredito que música se aprende. Alguns com mais facilidade que outros, é bem verdade.
      Mas acho que o ensino nas escolas (que voltou a ser obrigatório) ainda deixa a desejar por vários motivos: pela situação em que se encontra a sociedade brasileira (que acredita que o papel da escola é educar), pela falta de investimentos nos professores e nas escolas, pela mídia que não oferece variedade cultural, enfim…
      Mas eu acredito que o estudo sério transpõe barreiras, e o próprio Joaquim Barbosa é um exemplo disso. Começou limpando os corredores e hoje é relator de um dos processos mais importantes da história do Brasil.
      Quando me referi à escola, acho que o papel da escola deve ser ensinar, e, não, educar. A escola tem que ensinar a matemática, o português, a música, a história. Quem deve educar é a família. Os pais é que têm que dizer que a criança tem que respeitar os mais velhos, evitar as más companhias, sair de perto das drogas.
      Entretanto os pais esperam que a escola faça isso e a escola (de maneira geral) não está dando conta.
      É por isso que eu gasto meu tempo gravando esses videos.
      Acredito que quando alguém quer realmente alguma coisa, deve correr atrás.
      Material para isso, está aí!!!
      De maneira geral, apenas para finalizar, o ensino do solfejo nas escolas vai demorar muito para ser bom porque muitos professores não solfejam bem. Isso porque não tiveram bons professores.
      Abração
      Carlinhos.

  147. Gabriela Bravin Lacerda
    22/10/2012 às 9:36 am

    Olá pessoa! Gostaria de agradecer pelos tutorias disponibilizados. Esses tem me ajudado MUITO em relação a percepção musical. São tutorias e software de alta qualidade, um riquíssimo material!
    Já aprendi muito e olha que não estou nem na metade…
    Obrigada por sua disposição em ajudar.
    Que Deus te abençoe gigantementeee!!!

    • 24/10/2012 às 11:31 pm

      Valeu, Gabriela!!!
      Vamos em frente!!
      Qualquer dúvida, pode perguntar!!
      Abração
      Carlinhos

  148. velsaojose@gmail.com
    17/10/2012 às 6:40 pm

    Olá professor!!Que sorte minha achar seu blog e seus vídeos no youtube…eu canto e estava justamente procurando algo que me ajudasse a solfejar sem a ajuda do instrumento…pois sempre desafino qdo solfejo sem o piano ou o violão. Acho que com essa didática dos números eu vou conseguir!!!O senhor poderia me enviar o programa?Não cnsegui baixar pelo site. Meu e-mail é velsaojose@gmail.com. Muito obrigada. Axé!!

    • 20/10/2012 às 8:14 am

      Beleza, Vel!!
      Já enviei o software!!
      Jogue duro aí e qualquer dúvida é só teclar!
      Beijão
      Carlinhos

  149. Kaio Morais
    17/10/2012 às 1:56 pm

    Obrigado Carlinhos, ENFIM vou aprender a solfejar!!! Sou pianista, já domino a leitura musical no instrumento (bacharelando em piano na UFRN) mas quando se trata de solfejar nunca fui bom, pois a UFRN não possui um curso voltado para o Solfejo. A gente vê isso com muito pouco tempo em Percepção.

    Nunca pensei que eu poderia pensar de forma tão lógica para o solfejo, parecido com a forma que eu penso ao tocar. Parabéns, já estou indicando para todo mundo aqui da UFRN, grande abraço.

    • 20/10/2012 às 8:13 am

      Bacana, Kaio, na verdade o ensino é que precisa melhorar.
      As pessoas ensinam como se estivessem no século XVII.
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  150. ROSE LESSA
    15/10/2012 às 11:19 pm

    Carlinhos, desculpe a intimidade, mas tu é o cara !!! Isso é que é professor!!!A impressão que dá, é que a gente tá na sala de aula contigo cara…suas explicações são simples, diretas, sem mais, mais mais, como a gente fala aqui no Rio, (rs),Sou uma dona de casa, tenho 48 anos, e resolvi estudar contrabaixo elétrico na escola de música Villa Lobos, aqui no Rio de Janeiro, porque gosto do som grave, mas, as vezes na aula, a gente tem um pouco de dificuldade nas matérias. Eu tinha a esperança que um dia encontraria uma pessoa séria, que postasse coisas sérias, não esse monte de bobagens que uns bobalhões que querem aparecer colocam só pra enrolar, e blá, blá, blá, e no final a gente fica sem entender bulhufas…PARABÉNS pelo seu dia, parabéns por você estar ajudando tantas “pessoas” , como vc mesmo diz, pela sua simplicidade, e principalmente pela sua disposição em ensinar.Que Deus te proteja e te guarde, sobre ti levante o rosto, e te abençoe abundantemente durante toda a sua vida.De coração, ROSE.

    • 15/10/2012 às 11:27 pm

      Obrigadíssimo, Rose!!!
      Viva os graves do baixo!!!
      Vamos em frente!!
      Valeu!! Jogue duro!!
      Carlinhos

  151. 14/10/2012 às 11:36 am

    Amigo, obrigado mesmo. Música para todos! Trabalho social, Deus continue te abençoando!

    • 14/10/2012 às 1:15 pm

      Valeu, Raimundo!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  152. Marcos Damazio
    11/10/2012 às 11:48 am

    Oi carlinhos me chamo Marcos adoro cantar, geralmente eu canto muito em notas femininas, por não saber utilizar a voz tive muitos problemas vocais e hoje meu tom foi reduzido, mas aos poucos estou voltando ao normal, quero te parabenizar pela iniciativa de ajudar milhões de pessoas a estudarem musica, hoje foi a primeira vez que vi os seus videos no youtube e fiquei maravilhado e grato pela ajuda, que Deus te abençoe cada vez mais!! Em qual dos seus menus eu posso começar a estudar? Sua pagina já está em favoritos! Obrigado!

    • 14/10/2012 às 8:43 am

      Oi, Marcos, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Devagar e sempre para uma recuperação tranquila!
      O ideal é você começar pela tab solfjo!!
      Lá no final da página tem o 01-introdução.
      Aí depois é só seguir!!
      Qualquer dúvida é só escrever!!
      Abração
      Carlinhos

      • eduardo
        19/10/2012 às 9:55 am

        ola professor eu estava desesperado pois meu testeja é no proximo mes mais achei seu blog, agora com essas aulas eu to mais preparado pra minha prova valeu mesmo

      • 20/10/2012 às 8:15 am

        Beleza, Eduardo!!
        Depois escreva o resultado aqui pra gente!!
        Abração
        Carlinhos

    • 14/10/2012 às 8:43 am

      Oi, Marcos, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Devagar e sempre para uma recuperação tranquila!
      O ideal é você começar pela tab solfjo!!
      Lá no final da página tem o 01-introdução.
      Aí depois é só seguir!!
      Qualquer dúvida é só escrever!!
      Abração
      Carlinhos

  153. Míria
    02/10/2012 às 2:02 pm

    Oi Carlos ! muito bommmmm mesmo os seus videos!….Mas será que consigo aprender? eu amo musica, nasci no meio da musica , tenho parentes formado em musicas etc… mas como diz o ditado :Santo de casa não faz milagre e ninguém tem paciência em ensinar , tenho facilidade em aprender de ouvidor,qualquer musica e saber o qual a tonalidade….mas eu quero mmaisss sera q consigo aprender partitura? Vou te ser sincera qndo vejo partitura eu fico receosa, minha mente trava….sera q consigo???!!!!
    braço!

    • 11/10/2012 às 7:22 am

      Oi, Míria, que bacana ler sua mensagem!!
      Com certeza consegue sim!!
      Só precisa um pouco de estudo sério (principalmente no início).
      Pegue os primeiros tutoriais de solfejo e mande brasa e depois me diga o resultado!!
      Qualquer dúvida, pode perguntar!!
      Beijão
      Carlinhos

  154. Alexandre Lima
    01/10/2012 às 11:41 pm

    Obrigado por tudo isso Carlinhos!! Saúde e Paz. Uma dúvida: Eu consigo “transpor” todo esse conteúdo para o estudo do cavaquinho? Abços

    • 09/10/2012 às 8:45 am

      Oi, Alexandre, esse material é mais teórico mas pode ser aplicado a (ou com) qualquer instrumento!!
      Abração
      Carlinhos

  155. carlos
    01/10/2012 às 4:27 am

    Carlos, estou estudando pelo seu método, muito legal sua abordagem dos assuntos. Apenas, não estou conseguindo baixar pelo 4 shared o software de solfejo. Gostaria de pedir uma gentileza, se possível, enviar o software para meu email: carlossomdesala@gmail.com
    Desde já, agradeço sua atenção. Gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa do site…
    Grande abraço!

  156. cleia
    28/09/2012 às 3:51 pm

    Estou impressinada como agente aprende com seu tutorial parabéns adorei,nao tinha nenhuma noção você clariou minha mente obrigada!

    • 29/09/2012 às 2:51 pm

      Obrigadíssimo, Cleia!!!
      Mande brasa!!!
      Abração
      Carlinhos

  157. Rosemary Botelho
    28/09/2012 às 10:20 am

    Bom dia! Tem algum tempo que estou vendo vídeos seu e acho que explica muito bem. Eu iniciei o meu estudo de música com mais de 50 anos, mas tenho me dedicado bastante não só a parte prática. Acho fundamental a teoria. Gostaria que tivesse mais vídeos de solfejo na clave de sol, senti essa necessidade… Obrigada e parabéns

    • 29/09/2012 às 2:50 pm

      Oi, Rosemary, obrigadíssimo pela mensagem.
      Você conseguiu baixar o Lieberman? Lá tem muitos exemplos para treinar.
      Abração
      Carlinhos

  158. Tânia Regina
    26/09/2012 às 6:27 pm

    Boa noite, Carlinhos
    Meu nome é Tânia e tenho 50 anos. Há alguns anos comecei a estudar música, pois sempre quis aprender tocar teclado, mas esbarrei na dificuldade para ler partitura e desisti, pois o solfejo não foi ensinado. Quando achei as suas aulas de solfejo tudo ficou mais claro e fácil, pois consigo identificar muitos elementos até então confusos para mim. Agradeço imensamente a sua disponibilidade em ajudar as pessoas que queriam entrar no mundo musical, mas não conseguiam abrir a porta. Você me deu a chave certa.
    Muito obrigada!!

    • 29/09/2012 às 2:47 pm

      Pois é, Tânia, a percepção é essencial para o instrumentista.
      A divisão rítmica, a afinação, tudo, tudo, tudo.
      Jogue duro e qualquer dúvida pode perguntar.
      Abração
      Carlinhos

  159. 22/09/2012 às 12:14 pm

    Oi Carlinhos!!!!
    Não conseguia acreditar que havia encontrado o que tanto buscava……
    Mais do que um “achado”…um verdadeiro presente.!!!
    Fiquei tão agitada que não conseguia me controlar para adotar o método….rsrsrsrsrs pulando de um para outro tutorial.
    Mas agora já estou conseguindo seguir didáticamente as suas preciosas aulas.
    Um abraço e muuuuuito obrigada por vc estar doando seu conhecimento de forma tão desprendida e altruísta.

    • 23/09/2012 às 7:24 am

      Obrigadíssimo, Marcia!!
      Pode acreditar e estudar bastante.
      Qualquer dúvida pode perguntar.
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  160. 20/09/2012 às 11:03 am

    Gostei muito de suas aulas,sua linguagem é muito simples e clara para a gente enteder.Obrigado !!

    • 21/09/2012 às 11:16 pm

      Valeu, Ricardo!!
      Vamos estudando!!
      Abração
      Carlinhos

  161. José Antônio Lima
    17/09/2012 às 10:38 pm

    Carlinhos,
    Verifique o tutorial 17. Não se consegue assisti-lo.
    Na oportunidade, parabéns pelo trabalho!

    • 18/09/2012 às 11:16 am

      Oi, Antonio, passei por ele agora e rodou normalmente.
      Tente de novo.
      Obrigadíssimo.
      Abração
      Carlinhos

  162. marcos antonio de faria
    17/09/2012 às 10:08 pm

    OLÁ PROF. GOSTARIA SE POSSÍVEL SABER MAIS SOBRE OS MODOS ECLESIÁSTICO.
    ESTOU ESTANDO ESSA MATERIA NA FACULDADE E ESTOU ACHANDO COMPLICADA.
    SE PUDER AJUDAR COM ALGUMA DICA FICAREI GRATO.
    ABRAÇO
    MARCOS ANTONIO – BH

    • 18/09/2012 às 11:20 am

      Oi, Marcos Antonio, obrigado pela mensagem.
      São os modos eclesiasticos mesmo? Os modos sofreram mudanças com o passar do tempo. Me diga se são os modos como conhecemos atualmente (Jônio, Dórico, Frígio, Lídio, Mixolídio, Eólio e Lócrio) ou se são o (Dórico, Hipodórico, Frígio, Hipofrígio, Lídio, Hipolídio, Mixolídio e Hipomixolídio).
      Abração
      Carlinhos

    • marcos antonio de faria
      30/09/2012 às 9:22 pm

      obrigado, Professor!
      são os modos Jônio, dórico, frigio,lidio, mixolidio e eolio.
      Boa noite
      marcos

      • 09/10/2012 às 8:41 am

        Ok, Marcos, vou aprofundar os modos.
        Mas já tem um de introdução que talvez ajude um pouco.
        Abração
        Carlinhos

  163. 13/09/2012 às 3:36 pm

    Carlos, descobri hoje seu Tutorial, parabéns e obrigado. Canto na noite há dois anos e não sabia pra onde ir pra buscar esse conhecimento, tendo em vista a falta de tempo por trabalhar a noite. Já salvei o Tutorial nos meus favoritos. Vou tentar estudar contigo. Um abraço e parabéns!!

    • 18/09/2012 às 11:22 am

      Valeu, Adão Camilo. Isso que é bacana: o profissional sentir o desejo de conhecer mais.
      Qualquer dúvida é só pertguntar.
      Abração
      Carlinhos

      • fabio
        19/09/2012 às 6:14 pm

        Carlos, boa tarde cara que iniciativa corajosa. Eu digo porque para um capitalista isso é um prejuízo financeiro. Mais é isso ai Carlos, a rapaziada precisa entender a musica em todo seu conceito didático. Carlos eu canto e reconheço que o meu conhecimento de teoria é muito pequeno eu agradeço pela a sua iniciativa cara. Você nem imagina o quanto essa sua disponibilidade de ajudar está ajudando um abraço.

      • 19/09/2012 às 11:05 pm

        Valeu, Fabio!!!
        Não podemos só pensar em dinheiro!! Isso é o que a maioria das pessoas do mundo está fazendo e é por isso que o mundo está assim.
        Vamos em frente.
        Abração
        Carlinhos

  164. 12/09/2012 às 10:20 pm

    Olá Prof. Carlinhos , me Chamo Jouhilton, mas sou conhecido como jojoca, moro no São Mateus ES , tambem sou regente e professor de musica aqui , tenho acompanhado seu trabalho e sempre que possível compartilho seu conhecimento com outros colegas, alunos e conhecidos , percebo que é mais uma ferramenta para poder ensinar e mostrar o quanto o ensino à distância nos aproxima desde que tenhamos um trabalho sério e amor ao que fazemos. pode conhecer um pouco do meu trabalho tb neste link. http://arteeducador.blogspot.com.br/

    http://praticamusical.blogspot.com.br/2011_05_01_archive.html

    http://www.cubalibre.com.br.
    Há tomei a liberdade de deixar seu link em um dos meus blogs ok.
    Grade abraço musical

    • 13/09/2012 às 3:04 pm

      Bacana, Jojoca, prazer em conhecê-lo e ver a sua iniciativa.
      Pode usar os tutoriais a vontade.
      Vou olha o seu material com mais calma no final de semana.
      Um abração
      Carlinhos

  165. Sérgio F L de Melo
    12/09/2012 às 9:16 pm

    Olá Carlinhos. Muito bom mesmo a maneira como vc ensina o solfejo. Gostei demais, estou ficando freguês do seu site. Continue assim e sempre. Um forte abraço e muito obrigado!
    Sérgio Fernando.

    • 13/09/2012 às 3:00 pm

      Valeu, Sérgio, vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  166. Simone
    10/09/2012 às 10:18 am

    Carlinhos, amo seus vídeos, mas precisamos de alguns exercícios principalmente das escalas primitiva, harmônica e melódica pra tirar toda dúvida.

    • 11/09/2012 às 7:47 am

      Oi, Simone, estou com algumas provas e pretendo resolver questões. O problema é que até o dia 15 desse mês eu estou super sem tempo. A partir daí deve chegar o que você precisa.
      Abração
      Carlinhos

  167. Ernani Medeiros
    09/09/2012 às 6:20 pm

    Muito obrigado mestre. Se vc não se importa, então eu vou repetir dois intervalos de 3ª, só para ver se eu entendi mesmo. (MI – DO#) -> MI-RE(1T), RE-DO#(1/2T), como tenho 1T+1/2T, tenho uma 3ª menor. Agora, (DO# – LA) -> DO#-SI (1T), SI-LA (1T), como tenho 2T, tenho uma 3ª Maior. É isso? Tenho que decorar uma tabela, mas eu queria fugir disso.

    • 11/09/2012 às 7:42 am

      Perfeito, Ernani, é exatamente isso!!!
      Para intervalos maiores sugiro que você estude o tutorial inversão de intervalos.
      Abração
      Carlinhos

  168. Ernani Medeiros
    08/09/2012 às 7:50 pm

    Tenho cá uma continuação dessa dúvida. Olha se tenho REb – SIb (3T + 1/2T), tenho uma 6ª Maior ou menor. O livro do Luciano Alves, nâo explica direito, na Pág 65 ele diz que um intervalo de 6ª é menor quando tem 4T e é MAIOR quando tem 4T + 1/2T, mas na página 67 tem um exercício com REb – SIb (3T + 1/2T). Podes ajudar? Obrigadão.

    • 08/09/2012 às 10:27 pm

      Posso ajudar sim. O jeito mais fácil nesse caso é fazer a inversão do intervalo: sib – réb: terça menor. Significa que quando invertemos ele será uma sexta maior.
      Abração
      Carlinhos

  169. Ernani Medeiros
    08/09/2012 às 7:29 pm

    Oi Carlinhos, eu de novo bebendo no conhecimento que só consigo aprender contigo. Tenho uma dúvida referente aos tutoriais 31 a 36. Olha se eu tenho um intervalo de FÁ-LA, tenho um intervalo de 3ª MAIOR, 2 Tons. Agora, se eu tenho FA#-LÁ, como tenho 1/2T + 1T, tenho uma 3ª menor? Fiquei na dúvida se pode ocorrer uma menor quando um sustenido ou “inimigo” está presente, rsrsrs. Ou menor sempre será na descendente (1T + 1/2T) e como esse caso é ascendente tendo 2T ou 1/2T + 1T, ambos serão MAIORES. Abração, Ernani.

    • 08/09/2012 às 10:24 pm

      Terça menor com certeza (fá#-lá). E não faz diferença se é ascendente ou descendete, ou se tem sustenidos, bemóis ou até dobrados sustenidos. Só tem que ver as notas e a distância.
      Abração
      Carlinhos

  170. Taís Tatiane
    01/09/2012 às 7:40 pm

    Meu amigo você é dez. Tudo isto está me ajudando muito, fui aprovada no técnico em canto por causa da ajuda dos tutoriais que você posta aqui. Menino, não pare de postar tutoriais, por favor não pare! Ainda estudo por eles, senão já era eu. rsrsrs… Muito massa.

    • 02/09/2012 às 9:05 am

      Oi, Taís, parabéns pela conquista!!
      Tenho me esforçado aqui também para continuar produzindo os tutoriais e, na medida do possível, isso vem acontecendo. Não vou parar não.
      Estudo muito e não pare de cantar, que é maravilhoso.
      Abração
      Carlinhos

  171. josé de Lima
    31/08/2012 às 10:57 am

    Bom dia Carlinhos, gostaria de estudar viola, qual a melhor forma de estudar clave dó maior ( solfejo) e também, e as primeiras lições para viola,

    • 02/09/2012 às 9:01 am

      Oi, José, obrigadíssimo pela mensagem.
      Tem um ou dois tutoriais que eu utilizo a clave de dó apenas para mostrar que com a idéia dos números não importa a clave nem o tom que você está cantando. Fica tudo generalizado. E com certeza estudando a viola você terá um grande contato com a clave de dó.
      Apenas cuidado com a nomenclatura: é apenas clave de dó. Uma outra coisa (que é a tonalidade) é dó maior.
      Abração
      Carlinhos

  172. Serginho@sax
    28/08/2012 às 3:54 pm

    Sensacional esse site cara parabéns pelo belo trabalho, e ainda mais gratuito…Que Deus te abençoe e continue te dando inteligencia…..
    serginho…

    • 29/08/2012 às 8:13 am

      Valeu, Serginho, obrigadíssimo!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  173. Anderson Soares
    22/08/2012 às 1:06 am

    Carlinhos professor…
    Que dica vc me daria para decorar a duração de cada tempo na tablatura..? Existem alguem meio para aprender de uma maneira rapida e eficaz a duração de tempo e a maneira certa de tocar as seminimas .. Minimas Seminimas.. e etc..? Quando a escala tem algum tipo de alteração acidental… De qual forma a partitura mostra…?

    Mais uma vez muito obrigado Professor..!!!

    • 22/08/2012 às 9:39 pm

      Oi, Anderson!!
      Veja só a tablatura e a cifra são representações menos precisas neste sentido, porque a duração não está representada. O jeito é conhecer mesmo a música e usar a tablatura apenas como um facilitador para achar as notas.
      Por isso que eu digo que aprender a ler a partitura dá muita autonomia ao músico: aprender coisas novas, registrar material novo, dentre muitas outras coisas.
      Quanto à alteração, ela pode aparecer das seguintes maneiras:
      1-Se aparecer ao lado da clave (criando uma armadura) sempre aquela nota será alterada (a não ser que venha uma outra alteração para anular alguma ocorrência dela).
      2-Se aparecer antes de uma nota dentro do compasso (ex #sol), ela vale para aquele compasso todo se não tiver outra alteração dentro do compasso (se tiver outro sol no mesmo compasso ele também será # se não tiver outra indicação). Quando termina o compasso, termina aquela alteração.
      3-Se aparecer antes de uma nota no compasso e no mesmo compasso surge outra alteração modificando uma ocorrência posterior da nota (ex #sol bsol)
      Vou fazer um video no final de semana mostrando isso.
      Será mais claro.
      Abração
      Carlinhos

  174. 21/08/2012 às 2:32 pm

    oi. preciso de um tutorial sobre modo mixolidio.a minha duvida é se ele nao tem sensivel e sim subtonica no sétimo grau, como saber se é maior ou menor o sétimo grau?bj. maria tereza ribeiro-bh-mg

    • 21/08/2012 às 10:25 pm

      Oi Tereza, é isso mesmo.
      O modo mixolídio é bem parecido com a escala maior. A única diferença está realmente no sétimo grau (que é rebaixado em meio tom) formando a subtônica e eliminando a sensível.
      Para distinguir um do outro tem tocar os dois e comparar o final. Outra maneira é estar afiado no intervalo do segunda (reconhecer sé é maior ou menor) e verificar do 7 para o 8. Comigo funcionou assim até o ouvido/cérebro reconhecer automaticamente.
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  175. Anderson Soares
    09/08/2012 às 11:55 pm

    Carlinhos muito obrigado pela dica achei um que pode me ajudar.. Mais desde ja te aviso sua ajuda para mim é indispensavel para o meu melhor entendimento de partitura.. Bom gostaria de sempre perguntar a vc se eu estiver duvida.. Por que a sua ajuda me esclareceu bastante.. Bom.. Gostaria de saber se quando a escala muda quando tem mais intervalos as chamadas no violão escalas exoticas que tipo de alteração pode haver na partitura? Existe partituras exclusivas para violão ou são todas iguais para qualquer instrumento..?
    Obrigado mais uma vez pela atenção
    Carlinhos
    Abraçãoo..!!

    • 11/08/2012 às 1:25 pm

      Oi Anderson, a partitura é um código genérico mas existem especificidades para cada instrumento. Uma ligadura de expressão, por exemplo, significa uma coisa para instrumentos de corda e outra para instrumentos de sopro.
      Da mesma maneira, existem alguns detalhes que existem na partitura de violão.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  176. Anderson Soares
    09/08/2012 às 12:43 am

    Ola Carlinhos.. Parabens pela sua iniciativa…
    Gostaria que vc me tirasse algumas duvidas.. Sou violonista e gostaria de saber como eu descubro a primeira nota na partitura.. Sendo tonica ou qualquer nota da escala..? Que tipo de clave se usa para violão..? Gostaria que vc me desse dicas para melhor aplicação no instrumento que toco… Mais uma vez Obrigado por sua iniciativa tem me ajudado muito…

    • 09/08/2012 às 11:15 am

      Oi Anderson, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, o violão normalmente utiliza a clave de sol e é um instrumento transpositor. Isso significa dizer que o som que você tocar quando ler uma determinada nota estará uma oitava abaixo do que realmente está escrito.
      Para ser um ponto de partida, a nota sol da segunda linha na clave de sol é a corda sol solta no violão.
      Dá uma busca no youtube que você deve encontrar videos mais específicos para o violão.
      Procure também por (guitar, acoustic guitar, treble clef) traduzindo: (violão, violão acústico, clave de sol).
      Abração
      Carlinhos

  177. Herold
    07/08/2012 às 9:52 am

    Fala Carlinhos!
    Professor, eu sou guitarrista e na hora de improvisar só utilizo os modos gregos, assisti os vídeos sobre as escalas Harmônica, Melódica e Bachiana e não sei bem como usa-las. Toda vez que a tonalidade for menor eu posso usa-las? Tem alguma regra ou vai de ouvido mesmo?

    • 09/08/2012 às 11:10 am

      Oi Herold, obrigadíssimo pela mensagem e desculpe a demora.
      Veja só, essas escalas menores elas aparecem eventualmente em contextos quando o trecho da música (ou a música) está no campo harmônico menor. Acontece que elas são excludentes no seguinte sentido. Se um determinado trecho usa a sensível alterada mas não usa o sexto grau alterado, então é a menor harmônica e não deve ser nenhuma das outras (sob o risco das notas baterem). Para resumir a história, o ouvido e o treino são as melhores armas nessa hora.
      Mas te confesso também não ser um exímio improvisador a ponto de poder falar sobre isso com muuuuuuita propriedade.
      Mas é isso aí: ouvido atento à harmonia e dedos nas cordas.
      Abração
      Carlinhos

      • Herold
        11/08/2012 às 2:07 pm

        Vlw meu professor! Muito obrigado!

  178. Orlando Manoel Rodrigues
    05/08/2012 às 11:41 pm

    Sempre trabalhei com coral e quarteto masculino nas Igrejas, Carlinhos; mas as suas colocações foram de grande utilidade para complementar meus parcos recursos de solfejo. Portanto, minha gratidão a Deus por sua vida e trabalho nesse ministério. Admiro a sua disponibilidade em ajudar as pessoas que precisam do seu conhecimento! Um grande abraço meu irmão!!!
    Orlando Manoel.

    • 06/08/2012 às 11:45 am

      Que bacana, Orlando!!
      Muitíssimo obrigado pela mensagem!!
      Qualquer dúvida pode escrever.
      Um abração
      Carlinhos

  179. Michel
    04/08/2012 às 3:20 am

    ola Carlos blza, estou começando a aprender partitura vendo o seus videos, vim lhe agradecer por estar fornecendo belissismos materiais de conhecimentos e sabedorias obrigado !!! eu e meu colega estamos aprendendo muito kkkkk, ainda não sabemos solfejar começamos ontem a ver seus videos mas logo conseguiremos kkkkkkkkkkkkk abraços!!!

    • 04/08/2012 às 12:27 pm

      Maravilha, Michel!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  180. Evandro
    31/07/2012 às 2:45 am

    Olá Carlinhos…
    Antes de mais nada gostaria de dizer que foi uma grata surpresa encontrar esse tutorial sobre música…, pois hoje acordei com um desejo “estranho” e muita vontade de aprender música (primeiro dominar toda a teoria, evidentemente partindo do zero, e depois apicar os conhecimentos aos instrumentos…)…Gostaria também, e principalmente, de parabenizá-lo pela iniciativa em compartilhar seus vasto e ricos conhecimentos musicais, pois afinal de contas, pelo menos para mim, a MATEMÁTICA e a MÚSICA são formas ricas e maravilhosas com as quais fomos dotados e capacitados pelo CRIADOR para estudar e aprender…e você, nesse contexto, vem comu uma luz…um ser, sem dúvidas, iluminado…
    Parabéns pela iniciativa…
    De minha parte, espero estuadar todos os dias ((comecei hoje, 31/07/12)e fazer da música uma constante em minha vida além da matemática que tanto me facina…
    Um forte abraço e PARABÉNS!!!

    • 31/07/2012 às 8:54 am

      Valeu, Evandro, vamos em frente.
      Só acho que você deve começar a prática logo também, ou com um instrumento ou cantando, mas não espere ganhar muito conhecimento em teoria para fazer música. O bom é que as coisas podem ser paralelas.
      Abraçao
      Carlinhos

  181. 30/07/2012 às 2:58 pm

    Muito bom Ms. Carlinhos.
    É o que estou precisando exatemente nesse momento.
    Terminei o curso de Extensão Musical dum dos Conservatórios onde moro e confesso que fiquei e estou deficiente em alguns aspectos, e solfejo é um deles.
    Sempre tive vontade de migrar para algum outro curso no proprio conservatório, mas como se exigia a “prova bendita” de solfejo sempre tive muito receio de fazê-la, não tinha condições de dedicar mais tempo indo ao Conservatório porque sempre tive muitas ocupações, mas agora com esse seu site com certeza ganharei mais base segurança na pratica de solfejo e assim terei coragem de fazer a mudança de curso ou pro regular ou extensão, que é o que mais pretento.
    Muito bom mesmo.
    Estou vendo todos os vídeos, já baixei o software e tal’s.
    Continue com o trabalho. Muito bom!
    Vlw.
    Muita Paz.
    Faustino

    • 31/07/2012 às 8:50 am

      É iso aí, Faustino!!!
      Que bacana você reconhecer uma lacuna e correr atrás para preenche-la.
      É isso aí!!
      Conte comigo e com os tutoriais.
      Abração
      Carlinhos

      • 31/07/2012 às 9:02 pm

        Ok.
        Muito obrigado pelo apoio.
        ‘\O/’
        ||
        ,/ \,

  182. 30/07/2012 às 8:41 am

    Oi conheci o site a pouco tempo, pois estou aprendendo sax alto e por isso descobri esse site atraves dos videos de solfejo no you tube. Quero parabeniza-lo pela iniciativa de compartilhamento de seus conhecimentos, tenho certeza que esta ajudando mta gente. Parabens!

    • 31/07/2012 às 8:43 am

      Maravilha, Johnny!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  183. marcos antonio de faria
    27/07/2012 às 5:20 pm

    GOSTEI DO SITE,POIS COMO MUITOS QUE COMENTARAM, TEMBÉM SOU ESTUDANTE DE MUSICA E APLAUDO ESSA INICIATIVA TÂO RARA DE COMPARTILHAR O CONHECIMENTO NA NET.

    OBRIGADO

    MARCOS

    • 27/07/2012 às 11:21 pm

      Maravilha, Marcos!!
      Obrigadíssimo!!!
      Abração
      Carlinhos

  184. 24/07/2012 às 8:37 pm

    Muito Bom , até hoje nunca achei tutorias tão bons em música e tão claros e exeplicativs , Parabéns pelo site , ajuda muita gente que não tempo ou condição financeira de fazer um curso.

    • 24/07/2012 às 8:56 pm

      Obrigadíssimo, Raphael.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  185. antonio jr
    23/07/2012 às 5:04 pm

    Saudações Carlinhos

    Sou músico e suas aulas tem me ajudado muito na questão do solfejo e percepção ,assunto que passei a me interessar a alguns meses e venho percebido melhorias gratificantes.Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pela sua iniciativa, pois na net é muito difícil de encontrar material de qualidade sobre esses assuntos que na verdade não são tão valorizados quanto outros assuntos como harmonia e improvisação (que também não deixam de sua importância) e etc. Aproveitando a oportunidade gostaria tirar uma dúvida, é sobre intervalos descendentes, mais especificamente gostaria de saber quais são as suas referências para perceber os intervalos descendentes já que estou tendo dificuldade em relação a este item. Você usa as mesmas músicas que as citadas nos tutoriais sobre intervalos ascendentes como referência, ou existe algum outro macete?
    Entao se puder me ajudar agradeço, ou se for possivel fazer um tutorial sobre isso, quem sabe.

    Até mais

    • 24/07/2012 às 8:54 pm

      Oi Antonio, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Rapaz, eu acabo usando a mesma referência porque treino da seguinte maneira:
      escuto, por exemplo, dó3 – Mi2 (apenas para ilustrar claramente um intervalo descendente).
      Quando escuto essas duas notas eu as canto da seguinte maneira: dó3 – mi2 – dó3. Lembre que não sei as notas, apenas canto para me apropriar e pensar mais tranquilamente.
      Já saquei que é descendente logo de cara mas qual é o intervalo eu vou pensar quando canto (e normalmente quando preciso pensar, penso na parte ascendente por já ter as minhas referências).
      Claro que alguns intervalos são diretos e não preciso mais pensar. Já os identifico rapidamente. Mas para conquistar isso foi trabalhoso.
      Com certeza farei um tutorial sobre isso.
      Abração
      Carlinhos

  186. Luis Gustavo
    12/07/2012 às 7:19 pm

    Muito bom amigo!!! Excelente aula das escalas menores. Eu nunca entendi o motivo da diferença entre a ascendência e a descendência.
    Obrigado.

    • 13/07/2012 às 10:16 am

      Valeu, Luis!!!
      Vamos em frente!!
      Conseguiu entender no tutorial ou continua a dúvida?
      Não lembro se expliquei.
      Abração
      Carlinhos

  187. 08/07/2012 às 11:20 am

    nossa eu maei tem varias coisas daora

  188. 07/07/2012 às 3:48 am

    quem quiser me mandar dicas por favor acessem paulosuperloko@hotmail.com

  189. 07/07/2012 às 3:47 am

    gente, vou fazer um teste e não tenho prática teoricamente falando, e o teste vai ser sobre solfejo, vocês poderiam me dizer o que estudo?

    • 08/07/2012 às 11:05 am

      Oi, Paulo. O solfejo você pode conseguir uma boa prática acompanhando os tutoriais. Vá na tab solfejo e no final da página tem o 01. Daí é só seguir. Com relação às provas, na tab links tem um link com provas da USP e você pode resolver e corrigir.
      Qualquer dúvida, estamos aí.
      Abração
      Carlinhos

  190. 04/07/2012 às 9:03 pm

    eii , se lembra de um exercicio no software em graus de escala maior ? pois é n prestou no meu pc :/

    • 05/07/2012 às 10:17 am

      Oi Rafaela, tudo bem??
      Me diga o que não funcionou exatamente e talvez eu possa ajudar.
      Valeu
      Carlinhos

      • 08/07/2012 às 9:57 pm

        tipo , consegui baixar e tudo , mas não ta saindo nenhum som :/ e a minha caixa de som esta funcionando normal ^^

      • 09/07/2012 às 6:42 am

        você tem windows não é?? Só funciona se for windows. Dê 2 cliques no alto-falante que fica perto do relógio, no canto inferior direito. Vários volumes aparecerão na tela. Pode aumentar todos eles e testar. Deve dar certo.
        Valeu
        Carlinhos

      • 09/07/2012 às 12:26 pm

        ataa , n funcionou e pior que é essa parte que eu tenho mas dificuldade, minha voz n é muito bonita sabe ? kkkkk ai acabo cantando as vezes errado , mas enfiim muiito obgd msm assim !!

      • 09/07/2012 às 12:40 pm

        Não conseguiu mudar?? Você está com windows??
        Tem o mesmo programa para o iphone oi ipod touch, caso você tenha um.
        Valeu
        Carlinhos

      • Rafaela aimê
        12/07/2012 às 11:31 pm

        aah calos n consigo :/ vou baixar td de novo pra ver se funciona, ai eu digo pra voce. Voce ainda vai me ajudar muiito eiim ? haha beijoos ,boa noite.

      • 13/07/2012 às 10:16 am

        Valeu, Rafaela!!
        Qualquer dúvida é só clicar!!!
        Beijão
        Carlinhos

      • 14/07/2012 às 12:14 am

        aah muiiito obgd ^^

      • 16/07/2012 às 11:40 pm

        aah você é muito bom eim ? hahahaha
        ta ajudando muiiiito ^^

  191. sergio
    30/06/2012 às 7:58 am

    bom dia carlinhos, não coral como Vozes cantam OS acordes Certo? não Acorde de dó Maior POR Exemplo dó-mi-sol, o Baixo o tenor EO soprano correspondem a 1 ª a 3 ª ea 5 ª (contralto OE?) respectivamente,? devo Tocar nota POR nota n º Que CADA Componente memorizar SUA Voz? e Como posicionar CADA Componente Formação nd? obrigado carlinhos

    • 30/06/2012 às 4:40 pm

      Oi, Sergio, tudo bem?? Veja só, você tem muitas dúvidas e acho que muitas delas poderiam ser resolvidas com um pouco de experiência cantando em um coro. É o que normalmente indico para o pessoal que quer começar a trabalhar com coral. Cantar um pouco, ver como os ensaios acontecem, o aquecimento, os arranjos, a extensão de cada voz, como posicionar… enfim… são muitas coisas e muitas maneiras diferentes de fazer.
      Se você já tem um grupo, faça no início um trabalho de afinação e sonoridade com ele. Você precisará também classificar cada voz e saber como dividir os naipes, depois conseguir ou fazer arranjos… rapaz, é tanta coisa que realmente não dá para escrever num post. Existem livros sobre isso que podem te ajudar mas eu realmente aconselho que você encontre um bom grupo e comece a cantar e a vivenciar essas questões.
      Espero ter ajudado.
      Abração
      Carlinhos

  192. sergio
    30/06/2012 às 7:56 am

    bom dia carlinhos,no coral as vozes cantam os acordes certo?no acorde de dó maior por exemplo dó-mi-sol ,o baixo o tenor e o soprano correspondem a 1ª a 3ª e a 5ª (e o contralto?)respectivamente,?devo tocar nota por nota para que cada componente memorize sua voz?e como posicionar cada componente na formação?obrigado carlinhos.

  193. sergio
    28/06/2012 às 3:26 pm

    oi carlinhos preciso de sua ajuda estou montando um coral,e tenho duvida na divisão de vozes,um abraço

    • 29/06/2012 às 9:11 am

      Sergio, me diga como posso ajuda-lo e terei o maior prazer.
      Abração
      Carlinhos

  194. sergio
    28/06/2012 às 1:13 pm

    mui amado carlinhos,gostaria que me ajudasse,pois estou montando um coral na igreja e tenho muitas dúvidas,como por exemplo divisão de vozes,num acorde de dó por exemplo :as notas do -mi-sol ,a 1ª seria a voz do baixo a 2ª seria a voz contralto e a 3ª seria o soprano ?devo tocar cada nota para que os componentes das respectivas vozes memorizem,essas são apenas algumas de minhas dúvidas,te agradeço muito pela ajuda.

  195. sergio
    28/06/2012 às 1:02 pm

    Mui amado Carlinhos,antes de tudo parabéns pelo trabalho que é uma benção,gostaria de lhe pedir umas dicas sobre como montar um coral, no coral as vozes cantam os acordes?num acorde de dó, dó-mi-sol, por exemplo,a 1ª seria o baixo a 2ª seria o contralto e a 3ª seria o soprano?na hora do ensaio devo tocar as notas para os componentes gravar suas vozes .tenho essas dúvidas carlinhos me ajude por favor,um grande abraço.

  196. LIVIA
    27/06/2012 às 11:22 pm

    # OLÁ CARLINHOS!
    VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO DE COMO
    TEM ME AJUDADO, MUITO OBRIGADA!
    MAS NÃO CONSIGO ENCONTRAR O EXERCÍCIO DO 1º TUTORIAL, ESCALAS MAIORES SOLFEJO01. SE VOCÊ PUDER ME AJUDAR, FICAREI GRATA! ABRAÇO! :D

    • 28/06/2012 às 8:17 am

      Pronto, Livia!!!
      O link estava falhando mas já resolvi!!!

      Vamos em frente!!
      Valeu
      Carlinhos

  197. Guilherme Lima
    26/06/2012 às 3:22 pm

    Eai Carlinhos tudo em paz quero te agradecer pelos teus videos tem me ajudado bastante a aprender a ler partitura e a tocar teclado to começando agora e suas aulas sao mt boas viu não para não abraços Deus te abençoe.

    • 28/06/2012 às 8:17 am

      Valeu, Guilherme!!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  198. Fabio Mellog
    25/06/2012 às 3:32 pm

    Que Deus te abençoe, sempre sua vida e ilumine sempre seus caminho hoje e sempre.Abração!!!!!ç

    • 25/06/2012 às 4:26 pm

      Valeu, Fabio!!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  199. Mara Diniz
    21/06/2012 às 9:01 pm

    Eiii prof. Carlinhos!!!
    Eu entendo ,como disse, já tem feito muito por nós!!!
    Continuarei estudando por aqui,pois na sua linguagem fica mais fácil de entender.
    Tenho um bom ouvido,já o cérebro pra entender teoria é lentooo rsrsr.
    Abraços da pessoa…

    • 24/06/2012 às 11:20 pm

      Bacana, Mara!!! Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  200. Mara Diniz
    18/06/2012 às 1:51 pm

    Ei prof. carlinhos,sou eu de novo Mara Diniz,tudo bem?E o cachorrinho,também vai bem ???rsrsr
    Hoje estou lhe escrevendo pra fazer um pedido.Será que o sr. não poderia fazer um tutorial de aulas de teclado?!!!Estou afim de aprender a tocar, mas todos os videos que achei no you tube começam ensinando até mais ou menos umas 3 aulas e depois colocam o end. pra comprar o restante . O método do prof. J.A.Navarro por exemplo é ótimo porém o restante tem que comprar,ele não conhece aquela palavrinha (ALTRUÍSMO) que o sr. nos ensinou, rsrsrs.
    Bom se não for possível não tem problema, pois já tenho aprendido muito com o sr. e continuo agradecida por tudo o que tem nos ensinado.Ainda estou estudando solfejo agarrei no tutorial 29 ,mas com os baixinhos que ensino na igreja estou nos primeeeiros ….DEVAGAR E SEMPRE né?!!! rrsrsr
    Abraçooos da “PESSOA” que muito te admira!!!!!!!!!!

    • 21/06/2012 às 8:14 am

      Oi, Mara, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, não sei se conseguirei fazer o material de teclado que você pediu porque ando meio sem tempo agora e porque já existe muito na internet. Com relação ao pessoal cobrar pelas aulas acho que não devemos criticar pois são pessoas trabalhando para conseguirem pagar as suas contas também. O que acho genial da internet é que você pode encontrar tanto o de graça quanto o pago e pode escolher. E o meu conselho é que se você puder pagar por um curso de teclado e isso vai melhorar você e o seu trabalho, pague. Encare como um investimento. Peça para a igreja ajudar. Ali na frente você terá esse retorno multiplicado. Li relato de pessoas aqui que compraram um data-show para poder usar os tutoriais em sala de aula.
      De qualquer maneira vou buscar uma série sobre teclado e disponibilizar aqui, ok!?!?!?!
      É isso aí, Pessoa, devagar e sempre.
      Beijão
      Carlinhos

  201. ari batista de oliveira
    18/06/2012 às 10:46 am

    Ôi Carlinhos!
    Descobri seu endereço por sorte e estou há dois dias praticando seu método! Achei interessante e descondicionante o solfejo por numeração, ao invés de por nome das notas. Espero que eu consiga superar meu bloqueio com solfejo, uma vez que sou cantor lírico e mísico há muitos anos! Se tiver alguma dica para eu acelerar meu processo de aprendizagem agradeço sinceramente!

    • 21/06/2012 às 8:02 am

      Oi Ari, obrigadíssimo pela mensagem.
      A dica é estudar todo dia pelo menos um pouquinho.
      E quando ouvir as coisas pensar sobre elas: intervalos, acordes, ritmos, texturas, enfim… Teu uma audição crítica e analítica.
      Um abração,
      Carlinhos.

  202. Laura
    10/06/2012 às 3:24 pm

    Olá professor, comecei hoje aqui e estou muito esperançosa, *-* tenho 12 anos, e eu toco violão e gostaria de informar, que o link para download escalas maiores, que pede para nós no primeiro video de solfejo não está disponivel, não entra o link na verdade… E já que sou iniciante por onde eu devo começar no canto?
    Obrigada e tudo de bom.

    • 10/06/2012 às 8:57 pm

      Oi, Laura!!! Comece pela tab solfejo. Lá no final tem o tutorial 01. Aí é só seguir.
      Quanto ao download, é só esperar o contador regressivo chegar em 0. Aí aparece download now.
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  203. Rodrigo
    10/06/2012 às 9:44 am

    Carlinhos, parabéns pelo material. Há 2 semanas iniciei o estudo do piano e suas aulas estão sendo muito didáticas e estão complementando as aulas presenciais que estou fazendo. Algumas coisas que faço de ouvido, estão fazendo muito mais sentido! Já assisti as 8 primeiras aulas de solfejo! Mais uma vez parabéns pela iniciativa. Abraço

    • 10/06/2012 às 8:55 pm

      Que bacana, Rodrigo!!!
      É isso aí!!! Estudar sempre!!!
      Abração
      Carlinhos

  204. Carlos Gomes de Souza
    06/06/2012 às 9:46 pm

    Gostei das explicações sobre anacruse, tético e acéfalo. Gostaria de ter explicações sobre terminações masculina e feminina e porque?
    Embora me comunique muito pouco continuo continuo sempre acessando suas aulas e tirando minhas dúvidas
    Obrigado

    • 08/06/2012 às 12:36 pm

      Oi Carlos, obrigado pela mensagem.
      Farei um tutorial explicando isso no final de semana.
      Abração
      Carlinhos

  205. Mara Diniz
    04/06/2012 às 11:53 am

    Ei Carlinhos …Sou eu Mara Diniz!
    Estou escrevendo para dizer que estudei muito durante a semana ,seus tutoriais sobre solfejo,e já tive uma melhora com meu grupo de adolescentes.A aula rendeu muito maaais!Todos participaram!Estou muito feliz e grata a você.Sei que agora eles estão indo na direção certa.Obrigada meu grande amigo!!!!!Tudo de bom pra você.

    • 05/06/2012 às 7:48 am

      Obrigadíssimo, Mara!!
      Conte comigo!!
      Abração
      Carlinhos

  206. Silvana Sousa
    02/06/2012 às 1:03 pm

    Oi Carlinhos gostei muito dos videos que estão me auxiliando bastante para o teste que irei fazer para entrar na Escola de Música de Brasília. Na verdade eu não sei exatamente o que estudarSe vc tiver algum toque pra me dar fico grata. Abraços!!

    • 03/06/2012 às 4:15 pm

      Oi Silvana, tudo bem?
      Você provavelmente fará uma prova teórica (teoria, harmonia, intervalos, ditados) e uma prova prática (solfejo, canto, instrumento). Depende do curso essa parte prática.
      Se você estudar os tutoriais direitinho e conseguir um bom livro com certeza você consegue entrar. Muita gente tem estudado por aqui.
      Qualquer dúvida, é só erguntar.
      Valeu
      Carlinhos

  207. 01/06/2012 às 1:05 am

    E muita genialidade e que Deus continue abencpandp voce.

  208. Mara Diniz
    26/05/2012 às 9:43 pm

    Oi Carlos,Boa Noite!meu nome é Mara Diniz, prazer imenso conhece-lo!
    Hoje ganhei um presentão …suas aulas!vc não sabe como as aulas de solfejo e outras mais irão me ajudar.Ensino um grupo de adolescentes da minha igreja ,mas os meus conhecimentos são pouquíssimos em vista do que eu sonho para eles.Mas agora que te conheci sei que vou poder oferecer algo bem melhor para meus pequenos.
    Muuuuuuito obrigada pela generosidade de doar seus conhecimentos,eles estão realizando sonhos impossíveis !!!

    • 26/05/2012 às 9:56 pm

      Oi, Mara, é um prazer e uma honra poder ajudar.
      Qualquer dúvida, pode perguntar.
      Vamos em frente.
      Jogue duro aí com turma, mande brasa. Conte comigo e com os tutoriais.
      Abração
      Carlinhos

  209. 25/05/2012 às 12:52 pm

    joseulisses :
    Oi Carlos,
    Vamos então em frente com o solfejo.
    Em março, inaugurei o meu blog (http://www.breveprosa.net) e nele comecei a postar artigos sobre violão (já tenho alguma prática) para ajudar alguns amigos, vizinhos do prédio onde moro, que querem aprender. Pensei até em desenvolver algum programa para auxiliar no aprendizado.
    Há alguns anos, quando usava o Windows 98, fiz algumas rotinas com música para jogos, usando as frequências (em Delphi). Mas hoje o Windows XP dificulta o acesso às rotinas em assembler, bloqueando os privilégios.
    Mas, felizmente, encontrei sites de pessoas generosas que auxiliam, como você e o Prof Armando Ferreira e vamos em frente.
    Coincidência, não?
    Ulisses

    • 25/05/2012 às 7:47 pm

      Oi Ulisses, obrigadíssimo pela mensagem.
      Já deixei a referência correta do seu blog. Esse fim-de-semana eu passarei por lá para conhecer o seu trabalho.
      Legal saber que você programa também.
      Esses softwares que eu fiz foram em Delphi também.
      Vamos em frente.
      Abração,
      Carlinhos.

  210. Luciana
    24/05/2012 às 3:05 pm

    Olá Carlos!! Eu encontrei seu material hoje e gostei muito, vão me ajudar bastante! Eu tentei baixar o programa do Solfejo 03 – Software mais não consegui baixar grátis. Você ainda está disponibilizando?
    obrigada!

    • 24/05/2012 às 9:02 pm

      Oi Luciana, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      o software está disponível sim.
      Acontece que o 4shared colocou um contador regressivo (que vai de 20 até 0) antes de colocar o link “Donload Now”.
      É só esperar um pouquinho que aparece.
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  211. 13/05/2012 às 6:57 pm

    carlinho ficquei muito contente em achar vc no youtube.

    carlinho fiquei estava procurando por solfejo no youtube e me deparei com vc ensinando o video. a tréz semana começei meus estudo de partitura estou aprendendo violão clássico.

    e percebi que aqui se trata do canto, que por sinal será ótimo pra mim, pois procuro ajuda pra cantar faz tempo, canto na igreja, mas eu não me saio bem estou tentando melhorar, preciso dar os primeiros passos e acredito que aqui é o caminho certo. eu sou o que abre o culto cantando junto com a igreja, não é coral. e tenho muita dificuldade.

    carlinho os primeiro passos pra mim é o solfejo mesmo? eu estou tbm interessado em aprender partitura pois vou usar ela em instrumento, tanto no baixo e no violão.

    • 13/05/2012 às 10:14 pm

      Oi Davi, obrigadíssimo pela mensagem.
      Com certeza os tutoriais vão te ajudar bastante.
      Treine bastante escala no violão e aproveite para cantar junto.
      Comece tocando e cantando devagar. Use um metrônomo.
      Se não tiver certeza de que está cantando afinado peça ajuda a alguem mais experiente até você conseguir ganhar autonomia.
      É isso que acontece.O estudo nos leva longe.
      Conte comigo.
      Abração
      Carlinhos

  212. azarias gonçalves da cruz
    03/05/2012 às 10:38 am

    Olá, carlinhos! Já cheguei no solfejo de numero 55 e posso dizer que tenho aprendido muito com seus tutoriais. A proposta de solfejar através dos graus (números) escala tem sido a grande novidade para mim: posso solfejar qualquer música independente da clave ou tonalidade. É muito interessante essa metodologia que eu nunca tinha pensado antes. Confesso que às vezes sinto um pouco de dificuldade em solfejar pelos graus, mas com bastante treino creio que chego lá. Obrigado pelas sua aulas e como você disse não vou para de pensar e nem de estudar, rsrsrs. Já estou indo para as aulas de harmonia pois ainda há muito que aprender. Valeu professor!

    • 03/05/2012 às 6:54 pm

      É isso aí, Azarias!!!
      Esse conhecimento fica para sempre.
      E tudo é prática!!! É só continuar praticando que sempre vai ficando mais fácil.
      Qualquer dúvida pode perguntar.
      Abração
      Carlinhos

  213. Melinda Carvalho Alcantara
    28/04/2012 às 8:34 am

    oi..carlinhos..começei a conhecer seu trabalho agora..estudando para uma prova que tenho hoje no conservatório….gostaria que você fizesse mais videos com prática de leituras rítmicas pois estou com um pouco de dificuldade.. no conservatório estamos praticando 2ª e 3ª série do pozzoli…e eles parecem ser mais difíceis do que o video que você ja postou..ou se puder me dê uma dica…
    um abraço..
    Melinda

    • 28/04/2012 às 8:57 am

      Oi, Melinda, obrigadíssimo pela mensagem.
      A dica que te dou é a seguinte: comece estudando os ritmos de maneira bem lenta e com metrônomo.
      Com isso você desenvolve a capacidade de ler um pouco a frente do que você está realizando, ou seja, a sua leitura está sempre um pouco à frente.
      Mas isso é prática.
      Se você preferir, comece com ritmos mais lentos.
      Reger também me ajuda muito visto que os grupos escritos normalmente estão agrupados em unidades de tempo.
      Mas vou fazer mais alguns. Só que deve levar um tempinho.

      Abração

      Carlinhos

  214. azarias gonçalves da cruz
    26/04/2012 às 10:48 am

    Olá, carlinhos, tudo bem? Gostaria de contribuir com o tutoriais em musica enviando um link que com certeza irá ajudar muito o pessoal que trabalha com corais. Há muitas partituras gratuitas para download lá e uns softwares tb. O endereço é http://www.zilahi.com.br/. Façam bom proveito! Valeu!

    • 26/04/2012 às 8:04 pm

      Maravilha, Azarias!!!
      Dei uma conferida lá também.
      O Alexandre Zilahi certamente deu uma contribuição enorme para a música coral.
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  215. Elvia Lima
    22/04/2012 às 4:12 pm

    Oi Carlinhos,

    Para o iPhone vai ser maravilhoso…

    Elvia

    • 22/04/2012 às 8:47 pm

      Pois é, Elvia, o software está bem legal.
      Espero resolver esse impasse logo para enviar.
      Valeu
      Carlinhos

  216. Elvia Lima
    20/04/2012 às 11:01 am

    Oi Carlinhos,

    Muito obrigado. Seu trabalho é fantastico e esta ajudando-me muito.
    Não consigo abrir o software das escalas maiores. O meu computador é um MacBook Pro;
    o sistema operacional não é windows.

    Um abraço

    Elvia Lima

    • 20/04/2012 às 6:10 pm

      Oi, Elvia, obrigadíssimo pela mensagem.
      Infelizmente o software só roda em windows mesmo.
      Já consegui desenvolver para o iPhone mas ainda não consegui mandar para a Apple Store.
      Acho que no próximo mês isso deve acontecer.
      Valeu
      Carlinhos

  217. Caio Cesar
    19/04/2012 às 10:00 am

    Parabéns pelo seu trabalho,que Deus te abençoe,vc tem um profissionalismo incrivel para ensinar.obrigado

    • 19/04/2012 às 11:18 am

      Valeu, Caio!!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  218. sergio
    12/04/2012 às 3:40 pm

    Carlinhos,primeiramente eu quero te agradecer por todo este trabalho,que com certeza tem abençoado a muitos,sou iniciante na música,com 42 anos,comecei a estudar música e com o pouco que já sei toco violão em minha igreja e sou líder do grupo,mas eu tenho uma dificuldade em tocar de ouvido,pois só toco vendo as cifras da música,e tem sido benção, mas sinto que estou muito limitado ,gostaria de montar um coral em nossa igreja e preciso muito de ajuda,conto com voçê,um grande abraço.

    • 12/04/2012 às 6:55 pm

      Vamos nessa, Sérgio.
      Conte comigo.
      Ajudarei no que for possível.
      Obrigadíssimo pela mensagem.
      Abração
      Carlinhos

  219. Gabriel
    11/04/2012 às 6:14 pm

    Fala grande Carlinhos!
    Vai aí uma sugestão de aula..se trataria de vc comentar as características sonoras dos variados tipos de acordes (fazendo associações, dando dicas enfim)…além da separação dos maiores e menores, poderiam ser incluídos as sétimas, quartas e quintas aumentadas etc…acho que isso enriqueceria a parte de percepção e facilitaria pro pessoal que tenta tirar músicas de ouvido
    obrigado!
    abraço!
    Gabriel

    • 12/04/2012 às 6:54 am

      Beleza, Gabriel.
      Os sobre acordes de sétima já estão engatilhados.
      Mando no final de semana.
      Abração
      Carlinhos

  220. Genivaldo
    11/04/2012 às 2:40 pm

    Carlinhos, primeiramente, fiquei muito agradecido em você ter a disponibilidade de desenvolver esse trabalho maravilhoso, fiquei sobremodo admirado de quanto material excelente tens divulgado, muito obrigado e parabéns!
    Abraço
    Genivaldo.

    • 11/04/2012 às 4:36 pm

      Valeu, Genivaldo.
      Conte sempre comigo e com os tutoriais.
      Abração
      Carlinhos

  221. Nersomilio alves pereira
    08/04/2012 às 1:03 pm

    Carlinhos. Antes de mais nada : Obrigado por seus maravilhos videos.
    Agora cheguei no solfejo 55
    Daí, você parou ?

    Nersomilio

    • 08/04/2012 às 6:40 pm

      Oi Nersomilio, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, não é que terminou.
      Eu vou fazendo um pouco de cada um.
      O que você já pode e deve fazer é ir treinando solfejos por conta própria. Isso vai te dar muita autonomia.
      Hoje mandei um de harmonia.
      Aí as coisas vão caminhando dessa forma.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  222. Maria de Lourdes
    07/04/2012 às 11:07 am

    Tenho, ainda, desejo de aprender música, mas acho dificil, complicado principalmente por aqui. Fiz, no Instituto de Música da UFBA, as disciplinas: Música e Rítmo, Apreciação Músical, Coral Universitário. No Colégio cursei Canto Orfeônico, tenho bom ouvido … mas, “cadê” a coragem de investir neste antigo desejo!? Agora tendo conhecimento do que acabo de descobrir, com vc, Carlinhos, aflorou mais uma vez o sonho de conhecer este mundo mágico da Música, . Vendo seu nome liguei ao saudoso Cláudio Veiga, da Academia de Letras da Bahia, onde presenciei eventos, visto que tenho alguma prática na arte da escrita, hábito intenso de leitura, admiração pelos mestres da literatura, especialmente da nossa Bahia.
    Um abraço, jovem Carlos Veiga.
    Sentir-me-ei honrada com palavras suas direcionadas a mim. Aí está meu end. (e-mail).

    • 08/04/2012 às 11:51 am

      Oi Maria de Lourdes, fico extremamente feliz quando leio mensagens como a sua.
      Espero que os tutoriais possam ajudá-la a realizar esse sonho.
      Conte comigo e com os tutoriais sempre.
      Tive a oportunidade de conhecer Claudio Veiga em uma ocasião há bastante tempo.
      Pessoa extremamente culta e que com certeza faz falta neste nosso mundo.
      Mas vamos em frente.
      Obrigadíssimo,
      Carlinhos.

  223. Solfejador
    02/04/2012 às 7:01 pm

    Muito obrigado. Sou mais um fa. muito uteis suas aulas. abracos a todos

    • 05/04/2012 às 9:34 pm

      Obrigadíssimo!!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  224. Solfejador
    01/04/2012 às 12:36 am

    Estou gostando muito do curso de solfejo e gostaria de pedir um dvd. como proceder? abracos

    • 01/04/2012 às 12:29 pm

      Olá, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, os tutoriais estão disponíveis no youtube gratuitamente. Tem muita gente que baixa todos os vídeos e grava em uma mídia.
      Eu, particularmente, incentivo mais a ida ao youtube quando a pessoa precisa. A não ser que ela realmente não tenha acesso constante.
      Acho que além de criar um hábito de estudar pela rede permite que a pessoa encontre outros materiais também.
      Abração
      Carlinhos

  225. Daniel Freitas
    31/03/2012 às 12:59 am

    Parabéns pela iniciativa, são poucas pessoas como você no mundo, muito obrigado, ajudou bastante, estava querendo estudar solfejo e encontro tudo detalhadinho, obrigadão! =)

    • 31/03/2012 às 8:09 am

      Valeu, Daniel!!!
      Qualquer dúvida, é só teclar!!
      Abração
      Carlinhos

  226. Alan Gomes
    26/03/2012 às 1:14 pm

    Parabéns Carlos !
    Muito bom isso que você está fazendo nesse site, dando a oportunidade de aprendermos sobre música sem precisar ir a uma escola de música. Para mim esse site é muito importante, pois sou apaixonado por música, mas como moro numa cidadizinha do interior, não a oportunidade de frequentar uma escola de musica. Cara você num sabe como eu to feliz de poder estudar através do seu site. Obrigado! e continue postando mais arquivos!

    • 28/03/2012 às 11:56 pm

      Maravilha, Alan!!!
      Conte comigo e com os tutoriais.
      Jogue duro!!
      Abração
      Carlinhos

  227. Cícera
    25/03/2012 às 2:30 pm

    Na realidade é um contra canto passivo e contra canto ativo…. vou ver o nome do livro para te passar.ok

  228. Cícera
    23/03/2012 às 11:00 am

    Salve, Salve …pessoa e ai tudo bem? Oh eu aqui de novo, saudades de teclar com Vc….
    E como sempre , lá vai uma pergunta, estamos tendo uma matéria de arranjo e composição, só que euzinha tô perdidaça nesse assunto. O prof. nos deu uma música simples e ,nos pediu pra rearmonizar , fazendo um canto passivo e um ativo.E agora ?

    Bjs

    • 24/03/2012 às 10:11 am

      Pessoa, tudo em paz??
      Menina, confesso nunca ter escutado essa terminologia: canto ativo e canto passivo.
      Você sabe em que livro existe isso??
      Gostaria de dar uma olhada.
      Valeu
      Beijão
      Carlinhos

  229. luis renato
    21/03/2012 às 7:35 am

    carlos conheci seu trabalho atraves de um amigo mas nao consigobaixar audio em meu pc me ajude por favor

    • 21/03/2012 às 1:00 pm

      Oi Luis, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, lembre que os softwares são para windows.
      Se o som deles não aparecer pode ser que o volume esteja baixo.
      Dê um clique duplo no alto-falante que fica ao lado do relógio do windows e aumente todos os volumes. Isso deve resolver.
      Abração
      Carlinhos

  230. 17/03/2012 às 5:20 pm

    como posso conseguir um liebermam

    • 17/03/2012 às 5:53 pm

      Oi Luiz, nos links do 4shared tem uma boa parte dele disponível.
      Vou ver se consigo escanear o restante do meu.
      Abração
      Carlinhos

  231. Mira Freire
    08/03/2012 às 2:27 pm

    Depois de você , os outros são os outros e só.

    • 10/03/2012 às 9:22 am

      Obrigadíssimo, Mira!!
      Adorei!! Adoro essa música!!
      Abração
      Carlinhos

  232. Mira Freire
    07/03/2012 às 7:40 pm

    Maravilha!!!!

  233. Silvania
    07/03/2012 às 3:39 pm

    Carlos, vc foi uma benção pra nós….. Vc explica de uma forma muito clara… Deus te abençoe…..

    • 10/03/2012 às 9:25 am

      Oi Silvania, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  234. Linus
    02/03/2012 às 1:10 pm

    Olá Carlinhos! Elogiá-lo seria redundância pois já o fizeram muitas vezes, basta ler os comentários. Mas mais que isso, uma sugestão. Que tal entrar em contato com editoras de revistas de bancas, como a Editora Escala (São Paulo) que investe em métodos de música violão, teclado, bateria etc. E com o seu método já criado adaptá-lo ao formato de edições e assim você ganhar o teu “cascalho”? Garanto que os que aqui elogiam com certeza comprariam. Um abraço de um músico autodidata que não teve esse privilégio de ter uma facilidade assim tão ao alcance dos dedos ou melhor dizendo do mouse.

    Linus

    • 05/03/2012 às 11:56 pm

      Oi Linus, obrigadíssimo pela mensagem.
      Cara, eu tentei algumas vezes fazer contato não com editoras, mas com alguns sites, algumas universidades, enfim… nunca tive nem resposta.
      Vou tentar o pessoal da Escala.
      Obriadíssimo pela dica.
      Abração
      Carlinhos

  235. kelly
    20/02/2012 às 9:05 pm

    gostaria muito de aprender a cantar, mais estou um pouco perdida, por onde devo começar?

    • 21/02/2012 às 5:13 pm

      Oi Kelly, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, para seguir os tutoriais você deve começar pela tab solfejo.
      Se você se dedicar isso te dará uma certa fluência na leitura de melodias.
      Cantar as músicas que você gosta é importantíssimo e principalmente pensar na respiração, no fraseado, na interpretação dos artistas.
      Se você puder e quiser fazer carreira, aula particular de canto é uma coisa extremamente saudável. Caso seja como um hobby, procure um bom coral e isso será muito enriquecedor para a sua vida.
      Acho que é isso.
      Abração
      Carlinhos

  236. Ernani
    19/02/2012 às 5:06 pm

    Olá Carlinhos,
    Estou a estudar, conforme falamos anteriormente, peguei o Bona do Marco Bertaglia e estou estudando os solfejos – um por um. By the way, achei que faria um solfejo por dia na maior tranquilhidade… Que nada, o Oitavo exercício – Intervalos de quarta com colcheia, já gastei 3 dias, ou três horas para ficar mais ou menos. Só passo para o próximo quando o anterior está no “tomático”, como dizem.

    Bem, o que me traz aqui é outra dúvida, quem sabe tu ou outra boa alma possa ajudar, pois não tenho um professor para perguntar. Estou estudando o violão clássico pelo livro do David Braid e no exercício 67, há uma notação curiosa. A notação indica que a partitura está em Do Maior e há um Ré, para ser tocado com o dedo 3. Até aí nada de novo, corda 2 na terceira casa com dedo 3 e pronto. Mas o problema é um número em algarismo romano acima da nota (II). Isso indica, a segunda posição. Bem, pelo que sei a segunda posição toca-se (F#/Gb, C#, A, E,B, F#/Gb), da primeira áte a última corda, ou seja, não há Ré nessa segunda posição. Estou interpretando a segunda posição como a segunda casa. O que está errado neste raciocínio?

    Agradeço se alguém conhecedor de violão puder dar uma explicação. Obrigado.

    Ernani.

    • 21/02/2012 às 5:03 pm

      Oi Ernani, obrigadíssimo pela mensagem.
      Estude o Bona mas acho que se parar em um você deve continuar e voltar sempre a ele. O do intervalo de quarta dá um pouco mais de trabalho quando aparece a quarta aumentada, mas logo você acostuma.
      Quanto ao exercício de violão, veja sempre o contexto porque pode acontecer erro de edição: é melhor (pensando no antes e no depois da nota ré) usar o dedo 3? Ou é melhor ir pra posição 2 e usar o dedo 2? Depende do contexto, entende?
      Além do mais a indicação do dedilhado é uma sugestão. Quando é em exercício eu procuro respeitar ao máximo. Mas quando é em uma música faço como acho melhor e as vezes é diferente do indicado.
      O importante é o resultado sonoro.
      Abração
      Carlinhos

  237. Cristiane Terra
    15/02/2012 às 9:46 am

    OLa Carlinhos seu material me ajudou e ajudara muito comecei na semana passada um curso de técnico em instrumento musical com enfase em flauta doce. Torça por nós e nos mande dica. Meu FACEBOOK é pastoracrisdemacaubas@hotmail.com

    • 15/02/2012 às 7:43 pm

      Valeu, Cristiane. Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  238. Thaís
    13/02/2012 às 9:49 pm

    Carlinhos,
    Muito obrigada pela sua didática e disposição em ajudar aqueles que você nem conhece ou sabe que existem! :) Suas aulas de solfejo tem me ajudado bastante. Estudei piano muito tempo e a anos não encosto minhas mãos para efetivamente tocar. Na realidade meu desejo maior é viver da música, mas cantando. Sempre cantei e a alguns meses estou estudando canto lírico. Estou cada vez mais apaixonada e mais próxima de realizar um sonho, só que a minha leitura é meu maior empecilho para um dia viver disso. Comecei a fazer aulas particulares de solfejo mas não deixei de assistir nenhum dos seus videos. Se eu tivesse tido um professor de solfejo como vc quando ainda criança estudava piano, não estaria sofrendo tanto para correr atras do preju! Mais uma vez, Obrigada por todo seu trabalho! um beijo

    • 14/02/2012 às 10:03 am

      Valeu, Thais, obrigadíssimo pelos elogios.
      Mas repare que sempre há tempo para realizar os sonhos. Basta dar o primeiro passo.
      Pegue os solfejos do Lieberman e leia sempre. Tem o Ottmann também. O Bona também.
      Enfim… se o seu desafio é melhorar a leitura, tem que praticar todo dia.
      Conte sempre com os tutoriais!!!
      Beijão
      Carlinhos

  239. Raquel
    05/02/2012 às 12:13 pm

    Parabéns pelo excelente trabalho! Estou estudando para uma prova e os tutoriais me auxiliaram bastante. Muitíssimo obrigada!!!

    • 06/02/2012 às 5:08 pm

      Obrigadíssimo, Raquel!!
      Qualquer dúvida, é só teclar!!
      Valeu
      Carlinhos

  240. Mira Freire
    05/02/2012 às 12:23 am

    Todos os dias eu estou aqui a estudar.

    • 06/02/2012 às 5:08 pm

      Valeu, Mira!!
      Qualquer dúvida, é só teclar!!
      Abração
      Carlinhos

  241. Mira Freire
    05/02/2012 às 12:22 am

    Todos os dias eu estou aqui a estudar. Parabéns pelos seu vídeos!

    • 06/02/2012 às 5:07 pm

      Oi Mira, obrigadíssimo pel mensagem.
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  242. Terezinha
    02/02/2012 às 2:01 pm

    Oi Carlinhos, parabéns, tua página é maravilhosa, tenho estudado contigo direto. è tão bom saber que ainda existe pessoas boas e que se preocupam com os outos, assim como você. Deus te abenções e te dê mais e mais sabedoria cada dia. Um abraço. Terezinha

    • 02/02/2012 às 3:27 pm

      Valeu, Terezinha, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Vamos em frente!!!
      Carlinhos

  243. 25/01/2012 às 7:13 pm

    Oi Ana Crsitina, obrigadíssimo pela mensagem!!
    Com certeza para haver síncopes tem que haver ligadura.
    É através da ligadura que “deslocamos” o tempo forte sem o ataque da nota no tempo forte.
    Valeu!!
    Desculpe a demora!!
    Carlinhos

    • ana cristina
      26/01/2012 às 2:09 pm

      Que bom receber sua resposta e ver que não estou ficando maluca!rsrsr
      Valeu!
      Gostaria de tirar uma dúvida sobre intervalo, pode ser?
      Um intervalo descendente entre si e do é uma sétima maior?? Por que? Dó na escala de si não é #? Se puder me esclareça.
      Obrigada e continue com este trabalho maravilhoso. Que Deus lhe abençoe.

      Ana Cristina

      • 28/01/2012 às 11:03 pm

        Oi Ana Cristina, obrigadíssimo pela mensagem!!
        Veja só: como dizemos aqui em Salvador: – “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”.
        Um intervalo é a distância entre duas notas quaisquer.
        Entre dó e si (ascendente) ou si e dó (descendente) nós temos a sétima maior.
        Isso é independente de escala.
        Invertendo esse intervalo, nós temos a segunda menor (semiton). Esse é o jeito mais prático de não errar os intervalos distantes.
        Mas se colocarmos o # no dó, aí passamos a ter a sétima menor (invertendo nós temos a segunda maior).
        Lembre que na escala de si maior o dó é # e é o segundo grau (segunda maior a partir da tônica).
        Espero ter ajudado!!
        Valeu
        Carlinhos

  244. Ernani
    15/01/2012 às 9:03 pm

    Carlinos,
    Boa noite no domingão, cheguei no tutorial Solfejo 28 onde se termina as armaduras com sustenidos. Entendi porque na escala maior o Dó, Sol, Ré, Lá, Mi, Si são do jeitão que são. O número de sustenidos na armadura destes indica qual é a sensível a meio tom do último sustenido. Isso nos dá o tom da música, ok; minha pergunta é: por que o Fá não é simplesmente Fá Maior, por que ele é Fá Sustenido Maior? O mesmo vale para o Dó Sustenido Maior?

    Fique com Deus.
    Ernani

    • 17/01/2012 às 10:06 pm

      Oi Ernani.
      Lembre a ordem dos sustenidos: fá, dó sol, ré, lá, mi, si. Esse mi é mi#, ou seja, ele é a sensível de fá#. O si é si# e é a sensível de dó#.
      Montando a estrutura dessas escalas (usando T, T, ST, T, T, T, ST) você também percebe direitinho as notas usadas.
      O fá maior aparece apenas com o si bemol.
      Forte abraço,
      Carlinhos.

      • ana cristina
        24/01/2012 às 3:58 pm

        Oi Carlinhos! Estou sempre vendo seus tutorias e cada dia estão melhores.
        Vi um comentário seu dizendo que iria publicar algo sobre Síncopes, mas parece que você ainda não fez, não é? Gostaria de tirar umas dúvidas com você sobre o assunto. Estou com dúvidas quanto a alguns exercícios para identificar as síncopes em uma melodia. Se a definição de Síncope é “uma nota executada em tempo fraco ou parte fraca de tempo prolongada ao tempo forte ou parte forte do tempo seguinte…” Não deveria ter ligaduras? Ou nem sempre haverá ligaduras? Esse prolongamento no meu entendimento pede uma ligadura. Ou não necessariamente?
        Obrigada desde já.

        Um abraço,
        Ana Cristina

  245. Ernani
    14/01/2012 às 8:43 pm

    PS.:O livro chama-se BONA – Método completo para solfejo.

  246. Ernani
    14/01/2012 às 8:43 pm

    Olá Carlinhos,

    Eu estou no tutorial 20 de solfejo e tenho aqui em casa um livro do Bona, com revisão do Marco Betaglia e que acompanha 3 Cds de todos os solfejos, são 118 solfejos. O que você sugere? Eu tenho este livro e os cds há tempos e nunca tinha pego. Iniciar este livro pode ajudar? Devo esperar mais? Esqueço o livro do Bona por enquanto? Pensei em começar a fazer os solfejos e depois ver pela gravação se estão certos, mas queria sua orientação. Muito Obrigado.

    • 17/01/2012 às 10:01 pm

      Oi Ernani, obrigado pela mensagem.
      Rapaz, o estudo sempre é válido. Pode pegar o Bona e jogar duro. Apenas cuidado para o CD não se tornar uma necessidade para o seu solfejo.
      Use-o apenas para conferir mesmo.
      Senão fica difícil se livrar dele.
      Abração
      Carlinhos

  247. 12/01/2012 às 9:05 am

    Cara, grande iniciativa a sua, está me ajudando muito. Muito obrigado.

    • 12/01/2012 às 2:03 pm

      Valeu, Gabriel!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  248. 11/01/2012 às 4:48 pm

    oi, de novo eu, o gonçalves. jja tenho um bom conhecimento teórico de musica, mas fico a desejar qdo. chego nos solfejos. estou querendo melhorar pra ver se este ano de 2012 consigo tocar alguma coisa. obg. by by

    • 12/01/2012 às 2:06 pm

      Oi Gonçalves, pega o Lieberman no links do 4shared e vai seguindo a tab tutoriais. Com esses 2 materiais seus solfejo vai decolar.
      Abração
      Carlinhos

  249. gonçalves
    11/01/2012 às 4:39 pm

    carlinhos, beleza os seus tutoriais, estou aprendendo muito com eles. é uma grande colaboração q. voce dar a quem não pode pagar um curso de musica. Deus ti ajude paraque voce possa continuar ajudando.

    • 12/01/2012 às 2:05 pm

      Valeu, Gonçalves!!!
      Ainda bem que estou ajudando!!
      Um forte abraço,
      Carlinhos!!

  250. Nery Ribeiro Gomez
    09/01/2012 às 11:42 am

    Prof. Carlos: Um grande abraço. Há mais ou menos um mês, passei a ser mais um aluno do senhor, e já consegui um grande avanço nos meus conhecimentos musicais. Tenho setenta e cino anos e é lógico, sou aposentado. Lá pelos meus 7 anos, fiz dois anos de solfejo e piano, e nunca mais voltei, a não ser agora. Verdadeiramente agradecido pelo seu desprendimento, acredito no futuro deste país, enquanto houver alguém que se disponhha a trabalhar elos seus concidadãos.
    Repetindo, uma grande abraço,
    Nery Ribeiro

    • 09/01/2012 às 2:25 pm

      Oi Nery, obrigadíssimo pela mensagem.
      Acredito nisso também.
      Um forte abraço,
      Carlinhos.

  251. Ernani
    09/01/2012 às 9:47 am

    Olá Carlinos, pode servir a todos este software freeware: http://www.solfege.org/

    GNU Solfege

    GNU Solfege is an ear training program written to help you train intervals, chords, scales and rhythms. It is free software and part of the GNU Project. The program is indented to help music students with their ear training.
    Some of the existing exercises:
    Recognise melodic and harmonic intervals
    Compare interval sizes
    Sing the intervals the computer asks for
    Identify chords
    Sing chords
    Sing tone from chords: root, third, fifth, etc
    Scales
    Dictation
    Rhythm dictation
    Remembering rhythmic patterns
    Theory: name intervals and scales
    Cadences
    If this is not enough for you, Solfege is written to make it easy to extend or modify the existing exercises, or write completely new ones.
    abs,
    Ernani

    • 09/01/2012 às 9:51 am

      Oi Ernani, obrigado pela mensagem!!
      Esse software é muito bom e tem uns tutoriais que mostram como baixar e utilizar algumas funções dele.
      Veja, por exemplo, os tutoriais sobre os intervalos: segundas, terças…
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  252. Ernani
    07/01/2012 às 8:13 pm

    Oi, não precisa me responder eu já tenho a resposta: é sim. Amigo tenho 50 anos e posso garantir que boa parte deles foi atrás disso. Olha, Deus te abençoe. Quando cheguei no tutorial 16, fazendo tudo que tu mandaste. Peguei o violão e toquei a música (que não sabia qual era). Bom, toquei e fiquei pensando: será que tá certo? Toquei como se tivesse falando os números, no meu caso falo as notas. Bom, ai no youtube, vi um comentário seu dizendo que era um minueto de Bach. Rapidinho, bati minueto de Bach e achei uma orquestra de câmara tocando… Brother, quase chorei. Tinha tocado a música. Muito bom, faltava isso. Professor é isso. Parabéns pelo belo trabalho.
    Ernani.

    • 07/01/2012 às 11:10 pm

      Que bacana essa mensagem, Ernani!!!
      Tente treinar com os números, ao invés das notas. Será bem mais fácil para você acompanhar os tutoriais.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  253. Ernani
    07/01/2012 às 2:55 pm

    Oi, de novo eu, só faltou me dizer se é isso que vai fazer eu conhecer o andamento de uma partitura, sua melodia, etc…

    Obrigado e bom fim de semana.
    Ernani.

  254. Ernani
    06/01/2012 às 7:58 pm

    Olá, eu creio que sou seu mais novo aluno, comecei hoje. Muito obrigado pelo material, eu procurava solfejo e não estou encontrando algo decente como suas lições. Estudo violão e gostaria de solfejar partituras que nunca li. No futuro começar a cantarolar e depois colocar na partitura….
    Então ai vão minhas perguntas:

    Qual o ritmo das lições? Uma por dia? Uma por semana? Passamos para a seguinte depois de totalmente dominado o conteúdo de atual ou tem coisa que vejo agora mas virá com o tempo?

    Outra questão é sobre se fazendo solfejo, vou aprender o andamento da música?

    Deus lhe abençoe.
    você está em que estado do Brasil?
    Ernani.

    • 06/01/2012 às 10:15 pm

      Oi Ernani, obrigadíssimo pela mensagem.
      Estou em Salvador, na Bahia.
      Veja só, algumas aulas são mais tranquilas que outras.
      O legal desse tipo de material é que você não vai encontrar todas as respostas em um só vídeo.
      Eles se completam.
      Sugiro que você comece pela série solfejo mesmo e vá assistindo.
      Vai ter coisa que você já conhece, coisa que qua vai lembrar, coisa que vai aprender logo e coisa que talvez não seja tão imediata. Aí você assiste outros e volta a esse na próxima semana.
      Pode perguntar por aqui também…
      Enfim…
      Não pare de ouvir nem de pensar.
      O mais importante é pensar sobre essas coisas enquanto estiver estudando.
      Abração
      Carlinhos

  255. 04/01/2012 às 10:12 pm

    agora consegui. estao me ajudando muito estes links do 4 shared.era só fazer download e login.estou dando a dica para quem tiver esta dificuldade que tive.beijao. feliz ano novo.

  256. Alexandre Tymoszenko
    01/01/2012 às 9:54 pm

    Parabéns, Carlinhos!
    Estou seguindo seus tutoriais!
    Toco fagote numa orquestra da igreja aqui da minha cidade. Faço aula particular com um fagotista de uma grande orquestra, mas sentia falta de estudar intervalos, percepção e harmonia e suas aulas estão ajudando muito. Gostei muito do GNU Solfege!
    Um feliz 2012!Deus te abençoe!
    abraço

    • 06/01/2012 às 7:49 am

      Valeu, Alexandre!!
      Que bom que estou ajudando.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

  257. Leo
    01/01/2012 às 12:40 pm

    Prof. desejo um FELIZ 2012. Quero tirar uma duvida de iniciante.
    Tenho observado no cifras q as musicas tem um tom e começam em outro acorde. Por exemplo, Tom: A, mas musica começa em E.
    Obrigado. Leo

    • 06/01/2012 às 7:53 am

      Oi Leo, obrigadíssimo pela mensagem.
      Vamos lá.
      É comum a música começar com outro acorde (que não seja a tônica) sim. No caso que você citou é a dominante (E é a dominante de A).
      O legal é treinar para desenvolver a percepção de qual acorde é a tônica, mesmo que não seja o primeiro acorde.
      Vamos em frente.
      Abração
      Carlinhos

    • 12/01/2012 às 10:50 am

      vai fazer outros tutoriais sobre os exercicios de quialteras?é que fez da pagina 58, falta a 59 e 60.obrigada.

      • 12/01/2012 às 2:07 pm

        Sim, vou fazer e mandar hoje!!
        Beijo
        Carlinhos

  258. 31/12/2011 às 1:26 pm

    tentei baixar os links do 4 shared mas nao consegui.ja fiz o dowload dele no computador,mas cai de novo no download como se eu nao tivesse ffeito.o que devo fazer?pode me ajudar?só falta estes links para terminar de ver e estudar os tutoriais.ja vi todos os solfejos, práticas, harmonia, vestibular,etc.obrigada. feliz ano novo.tereza-bh-mg
    mt.br@hotmail.com

    • 06/01/2012 às 7:55 am

      Que bom que já foi resolvido.
      Beijão
      Carlinhos

      • 07/01/2012 às 1:33 am

        tenho uma duvida ainda sobre quialtera. é que na pagina 59 do livro de exercicios da teoria elementar da musica do osvaldo lacerda tem exercicios que pedem para desenhar as quialteras de acordo com os compassos simples e compostos, e a maioria é de 4 quialteras até 12 quialteras . como devo proceder e como descobrir se é quialtera ou nao nos compassos compostos?pode me ajudar nestes exercicios?nao tenho scanner em casa. mas acho que o senhor deve conhecer este livro.aguardo retorno.beijo.tereza

      • 07/01/2012 às 6:13 am

        Oi Tereza, obrigadíssimo pela mensagem!!!
        Busquei o livro e vi os exercícios!!
        Vou fazer um tutorial mostrando como proceder!!
        Valeu
        Beijão
        Carlinhos

  259. Euclides
    28/12/2011 às 10:22 pm

    Ola Carlos Veiga!

    Entao Carlos sou seu conteraneo e estou tentando aprender a tocar guitarra, nao tenho pretençao de ser profissional nen nada so quero por enquanto, compreender
    oque eu estou tocando pois nao sei nada sobre teoria e seus tutoriais tem me ajudado bastante.

    voce recomenda que eu use seu tutorial para a o estudo da guitarra, ou faz alguma resalva?

    em algums tutorias eu vejo que as veses vc nao usa referencia do instrumento afim de dar mais atençao a melodia.

    Mas como reproduzir no instrumento?

    exe:

    se temos uma melodia escrita no pentagrama começando na 2° linha, clave de SOL com uma semibreve como saber por exeplo em qual regiao do instrumento começar a tocar ja q podemos achar varias notas “sol” no braço do instrumento, mais cada uma com seu timbre caracteristico,
    algumas sao facilmente indentificadas graves, outras facilmente identificadas agudas, mais algumas nem tanto ainda masi para um principiante como eu.

    Entao queria saber como notar na leitura da partitura de onde exatamente devo iniciar a execuçao da melodia inscrira?

    Parabens pelo belo trabalho que vc faz, comcerteza esta ajudano muita gente, como tem mi ajudado tambem.

    abraço!

    • 06/01/2012 às 8:16 am

      Oi Euclides, obrigadíssimo pela mensagem.
      Veja só, cada instrumento tem as suas notas sempre no mesmo lugar na partitura.
      Por exemplo, a guitarra usa a partitura como o violão.
      Clave de sol, soando uma oitava abaixo.
      Isso significa que o sol que você falou é a corda sol solta. Aí é só buscar as outras notas.
      Se você puder usar o solfejo e a guitarra juntos vai ser ótimo.
      Você vai conhecer muito bem o braço do instrumento (as notas e as posições), vai cantar afinado e vai (quem sabe) improvisar e cantar junto. Muito massa.
      É só correr atrás disso.
      Abração,
      Carlinhos.
      Qualquer dúvida, é só teclar.

  260. Samuel Queles
    28/12/2011 às 5:29 pm

    Cara, tô super feliz.!
    Deus te abençôe.
    P.S. Pq é que os professores complicam isso?

    • 06/01/2012 às 8:18 am

      Obrigadíssimo pela mensagem, Samuel.
      É simples, né??
      Valeu
      Vamos em frente
      Abração
      Carlinhos

  261. Dilene
    18/12/2011 às 8:09 pm

    oi, Carlinhos adoro os seus tutoriais, sou iniciante em música e tem me ajudado muito, mas infelizmente não está saindo som nas escalas maiores que baixei no 4shared, será que fiz algo errado? abraços

    • 19/12/2011 às 5:51 am

      Oi Dilene, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Veja só, normalmente perto do relógio do Windows XP fica um alto-falante.
      Dê 2 cliques nele e aumente os volumes.
      Tem um específico chamado Sint de SW que deve estar alto. Mas pode aumentar todos.
      Deve resolver seu problema.
      Valeu!!
      Carlinhos!!

  262. Sônia Katherine Pottier Gama Lobo
    17/12/2011 às 9:01 am

    Carlinhos, o resultado do vestigular da UEMG para música saiu: Passei em segundo lugar e agradeço muito aos seu tutoriais que me ajudaram muito. Muito obrigada mesmo! Estudei todos eles. A sua boa vontade e tecnologia rsrs, estão ajudando muita gente que ama a música, um grande beijo para você, Sônia Katherine.

    • 17/12/2011 às 10:23 am

      Que ótima notícia, Sonia!!
      Parabens e vamos em frente!!
      Beijão
      Carlinhos

  263. Leo
    12/12/2011 às 5:11 pm

    Prof. Carlinhos tenho uma dúvida.
    No Solfejo 33 terças maiores e menores, no tempo do vídeo (5:51). O Sr escreveu:
    3as Maiores (1 Tom) (Graus 1 e 3). Não seriam (2 Tons)?
    Obrigado
    Leo

    • 13/12/2011 às 9:17 pm

      Oi Leo, é verdade.
      No primeiro slide ficou certinho (3a maior = 2 tons).
      Em um slide no meio ficou errado.
      Após o natal eu conserto isso.
      Valeu
      Carlinhos

  264. 09/12/2011 às 9:37 pm

    Oi, pessoa tudo bem e deixa eu te fazer uma pergunta.Como que funciona a Politonalidade? E como construir uma Politonalidade.

    Bjs

    • 11/12/2011 às 12:09 pm

      Grande Cícera. Tudo em paz??
      Veja só, a politonalidade acontece quando existe mais de uma tonalidade ao mesmo na música.
      É um recurso bastante usado por compositores do século XX. Stravinsky e Charles Ives com certeza usaram isso em algumas de suas peças.
      De maneira bem simplória, se você tiver dois instrumentos e der uma melodia em um tom a um deles e a mesma melodia em outro tom ao outro, assim como as harmonias que os acompanham, uma em cada tom, você terá uma bitonalidade, que é o caso mais simples da politonalidade.
      O difícil é fazr música interessante com esse recurso.
      Abração
      Carlinhos

  265. Eduardo dos Santos Mariano
    08/12/2011 às 11:10 pm

    Parabéns por esta iniciativa tão bela… na verdade é a democratização do saber musical…Para pessoas q como eu moram no interior é difícil encontrar aulas de música de qualidade como as suas.. Prof. Carlinhos

    Valeu!

    Eduardo dos Santos Mariano

    Coromandel – MG

    • 09/12/2011 às 7:30 am

      É isso aí, Eduardo!!!
      Tempo e espaço ficaram ainda mais relativos com as novas tecnologias!!
      Continue ouvindo, continue pensando.
      Abração
      Carlinhos

  266. Allan
    08/12/2011 às 9:04 am

    Cara, Obrigado mesmo..
    Se eu passar no vestibular de musica
    Eu te do um abraço ;D

    • 08/12/2011 às 9:19 pm

      Oi Allan, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Quando você vai fazer as provas??
      Abração
      Carlinhos

  267. Renata
    05/12/2011 às 6:21 pm

    Muito bom

  268. Talitha
    30/11/2011 às 12:42 pm

    Achei bastante interessante seus tutoriais, mas ainda bem no início dos tutoriais sobre solfejo, você explica um pouco sobre as notas (e até usa os números para memorização). Ao final do vídeo, fala para procurarmos um sofware neste blog que indica o som destas notas para praticarmos, mas não consegui encontrá-lo. O que posso fazer ?

    • 30/11/2011 às 8:37 pm

      Oi Talitha, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Na seção “Links” aqui do blog tem o link para o 4shared. E tem um vídeo que ensina a baixar e instalar.
      Dá uma tentada aí que vai funcionar.
      Valeu
      Carlinhos

  269. Micael
    28/11/2011 às 2:41 pm

    Obrigado Carlinhso entendi sim, tudo ficou mais claro! obrigadissimo

    Abraço (portugal)

  270. Micael
    26/11/2011 às 10:12 pm

    Olá Carlos,

    Na lição número 5, na estrutura da escala maior, na resolução do desafio, pos o numero das notas, mas do 4 passou directamente para o , isso tem alguma explicação ou apenas foi um erro?

    Abraço

    Micael (Portugal)

    • 28/11/2011 às 1:06 pm

      Oi Micael, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Veja só, assisti novamente a resolução e ela está correta.
      Talvez o que esteja te atrapalhando seja a numeração.
      Não pense na numeração como sequencia de numeros, mas sim, de alturas.
      No pentagrama só temos linhas e espaços.
      Se uma nota estiver na primeira linha (a inferior) e considerarmos essa nota como o 1, na segunda linha teremos o 3 da escala, na terceira linha teremos o 5 da escala, na quarta linha o 7 e na quinta linha o 9 (+2).
      Os números representam a altura.
      Ficou mais facil??
      Qualquer coisa, pode perguntar!!!
      Abração
      Carlinhos

  271. Micael
    26/11/2011 às 2:11 pm

    Olá a todos

    Desculpem a minha ignorância, estou a aprender a tocar guitarra por mim, mas claro é muito importante o solfejo, esse solfejo pode ser para quem esta a aprender a tocar guitarra?
    Abraços

    • 26/11/2011 às 3:38 pm

      Oi Micael, obrigadíssimo pela mensagem!!

      O solfejo com certeza ajuda todos os músicos. Uma boa forma de praticar é tocar as escalas e os arpejos no instrumento e seguir cantando junto.
      Depois você dissocia.
      O solfejo serve justamente para você fazer música sem um instrumento.
      Mas com certeza o estudo junto do instrumento é super prazeroso.
      Um abração,
      Carlinhos.

  272. 25/11/2011 às 10:29 pm

    Maravilhoso material, que Deus te abençoe cada vez mais uma abraço.

    • 26/11/2011 às 3:39 pm

      Valeu, Everaldo!!
      Obrigadíssimo pela mensagem!!
      Abração
      Carlinhos

  273. Leandro Vieira Martins
    23/11/2011 às 4:41 pm

    Carlinho se puder envia alguns exercícios de solfejo pra mim,ficarei grato

  274. Leandro Vieira Martins
    23/11/2011 às 4:39 pm

    E´isso ai Carlinhos,seus tutorias tem nuns ajudado muito
    e até em nossas aulas utilizamos alguns de seus exemplos

  275. renato
    11/11/2011 às 10:09 pm

    ok prof: obrigado por responder, e estarei ansioso esperando. só NÃO PARE DE PENSAR, NÃO PARE DE ENSINAR, PELO AMOR DE DEUS, HEIN. abraço.

    • 12/11/2011 às 7:30 am

      Beleza, nem se preocupe!!
      Em janeiro vai ter muito mais tutoriais!!
      Abração
      Carlinhos

  276. renato
    09/11/2011 às 5:12 pm

    carlinhos, tudo bem? tomara que sim, olha só no final do tutorial 51 vc disse que no proximo falaria da SINCOPE mas eu não achei o tutorial no qual vc se referia, poderia me ajudar? desde ja muito obrigado.

    • 10/11/2011 às 9:58 am

      Oi Renato, obrigado pela mensagem!!
      Pois é, não consegui esse ano falar sobre as síncopes nos tutoriais.
      No início de 2012 esse tutorial (e muitos outros) estarão disponíveis!!
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  277. Daniel de Freitas Silva
    09/11/2011 às 10:35 am

    Ola Carlinhos, eu baixei o Software dos graus da escala maior, mais o programa nã saiu som, qual sera o problema. Aguardo resposta.

    • 10/11/2011 às 7:27 am

      Oi Daniel, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Confira se os volumes estão altos no windows.
      Quando você dá um clique no alto-falante perto do relógio, ele mostra um volume.
      Quando você dá dois cliques, ele abre uma janela com muito volumes.
      Tem um chamado Sint. de SW que precisa estar alto. Tente aumentar os outros também.
      Pode ser isso.
      Se não for, me diga que tentamos outra coisa.
      Abração
      Carlinhos

  278. renato
    02/11/2011 às 10:27 pm

    obrigado prof. pela resposta e eu fiz a comparação conforme vc disse os modos são bem diferentes. agora eu sei. mais uma vez obrigado.

    • 03/11/2011 às 10:13 am

      Valeu, Renato!!
      Qualquer dúvida, é só perguntar!!
      Abração
      Carlinhos

  279. renato
    01/11/2011 às 4:53 am

    prof. carlinhos, tenho uma duvida, estou ja há algum tempo estudando com vc, sobre o solfejo e diga se de passagem suas aulas são nota mil ja estudei nusica antes mas nunca vi uma didatica tão boa quanto a sua,parabéns, mas vamos, la vc da muita enfase a estas duas palavras,
    MUSICA TONAL, minha duvida é a seguinte se a musica não for tonal, ela é oque? que nome ela recebe e que tipo de musica seria? pois baseado em suas ótimas aulas, tenho ajudado as pessoas que também se interessam por musica, mas quando falo em musica tonal, fico preocupado de me perguntarem qual a diferença e eu não saber responder.
    carlinhos desde ja muito obrigado.

    • 02/11/2011 às 6:21 am

      Oi Renato, obrigadíssimo pelas duas mensagens.
      Bom, antes do início do período barroco (1600) as músicas tinham como material composicional os chamados MODOS, ou seja, a música era MODAL.
      Com o passar do tempo dois modos ganharam força (Jônio e Eólio, os equivalentes às escalas Maior e Menor respectivamente) enquanto os outros foram caindo em desuso. Isso aconteceu principalmente por causa do uso das terças para formar acordes (tríades). Essa nova sonoridade agradou bastante, a ponto de no período barroco (didaticamente, a partir de 1600) isso ser a tendência da música e ganhar o nome de música TONAL (pois tudo estava em função da tônica). Pense no nosso sistema solar: a tônica é o sol e tudo gira em torno dele. Mas depois de muito tempo usando, explorando e expandindo as possibilidades sonoras tonais, percebeu-se a sua limitação e no século XX começaram a surgir experiências de música ATONAL, ou seja, não há uma nota que seja mais importante e que tudo aconteça em função dela. O serialismo (onde uma série de notas é o material composicional) e o dodecafonismo (onde as doze notas obrigatoriamente são o material composicional) são exemplos de técnicas para criar música ATONAL.
      Apenas como exemplo, procure no youtube os seguintes compositores para você ouvir as diferenças:
      MODAL – Leonin, Perotin, Machaut
      TONAL – Vivaldi, Mozart, Chopin
      ATONAL – Ligeti, Stockhausen, John Cage
      São bem diferentes.
      Abração
      Carlinhos

  280. Darlyson
    30/10/2011 às 6:54 pm

    Olá Prof. Carlinhos! Meu nome é Darlyson, de Lavras – MG. Quero te dar os parabéns pelo seu tabalho! Sua didatica virtual – se assim podemos chamar – é muito boa, e o conteudo muito abrangente. Pena que conheci seu trabalho só agora… Sou aspirante a uma vaga no curso de música de uma Uniersidade aqui de Minas, e seu material veio em boa hora! Vai me ajudar muito!!!
    De Coração, Meus Parabéns!!!
    O mundo da Música, principalmente aqui no Brasil, precisa de pessoas como o Sr.
    Abraço!
    T+

    • 02/11/2011 às 5:46 am

      Oi Darlyson, muitíssimo obrigado pela mensagem!!!
      Estou torcendo pelo seu ingresso na universidade!
      Espero que eu e os tutoriais possamos ajudar!!
      Abração
      Carlinhos

  281. Leo
    26/10/2011 às 9:47 pm

    Olá Prof Carlinhos, eu sou o Leo de Belem-Pá, como vai o Sr? Está tdo bem? Digo pq achei grande a sua ausencia. Quero dizer q continuo estudando bastante as suas aulas e q já me acho com bastante conhecimento. Obrigado.

    • 27/10/2011 às 7:26 am

      Oi Leo, tudo bem??
      Obrigadíssimo pela mensagem e pela preocupação.
      É que no final do ano quem trabalha com coral sempre tem uma carga extra de trabalho. Não tem jeito.
      Aí estou sem produzir novos tutoriais mas sempre acompanhando as dúvidas das pessoas.
      Bom saber do seu crescimento e que os tutoriais têm uma importância nisso.
      Mas lembre que conhecimento quanto mais a gente tem, mais a gente procura por precisar de mais respostas.
      Abração
      Carlinhos

  282. Jota Carvalho
    26/10/2011 às 3:11 pm

    Obrigado!

    Vou indicar para os colegas da Escola de Música de Brasília.

  283. João Veiga
    26/10/2011 às 12:36 pm

    Prezado amigo e quase chará.
    Meu nome é João Veiga e atualmente estou estudando na Escola de Música Villa-Lobos no RJ.
    Você não sabe como admiro as suas aulas e a simplicidade na sua forma de passar seu conhecimento, pois através das suas vídeo-aulas, muito tenho aprendido e desenrolado-me no estudo da música.
    Que Deus o ilumine sempre e que o amigo continue a valorizar essa arte.
    Paz e Luz
    Meu e-mail é jve1953@yahoo.com.br

    • 26/10/2011 às 12:58 pm

      Oi João, que bom ler a sua mensagem. Obrigadíssimo!!
      Fico extremamente feliz em saber que os tutoriais agradam um leque bem amplo de pessoas: desde os que estão inciando até os que já estudam em uma escola de música.
      Conte comigo e com os tutoriais sempre!!
      Abração
      Carlinhos

  284. Francisco Cavalcanti
    09/10/2011 às 7:37 pm

    Tenho cinquenta e cinco anos, nunca estudei música ante, mas todos os dias estou dando uma passada nos tutorias, quem sabe eu aprendo.
    Que belo trabalho Carlinhos!
    Parabéns!

    Francisco Cavalcanti
    Aracaju

    • 09/10/2011 às 8:31 pm

      Beleza, Francisco!!
      Conte comigo!!
      Abração
      Carlinhos

  285. renato
    05/10/2011 às 10:25 pm

    ola carlinhos tudo bem? espero que sim, estou escrevendo só para dizer que não tenho escrito nada ultimamente, mas continuo estudando e aprendendo com vc. é porque com sua maneira de ensinar as duvidas são minimas parabéns contunue. forte abraço

  286. leandro martins
    04/10/2011 às 9:12 pm

    essas aulas tem ajudado muito para o meu aprimoramento Professional
    estou utilizando algumas de suas ideias em minhas aulas!!!!!!!
    valeu Carlinhos!!!!!!!!!!!
    hó sou apaixonado por musica.pense em um cara fominha!!!!!!!sou eu
    vou estudar todos os seus tutorias!

    • 06/10/2011 às 10:31 pm

      Bacana, Leandro!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  287. Cícera
    03/10/2011 às 9:54 pm

    Oi, Carlinhos e aí tudo bem? E por um a caso vc tem algum exemplo de fuga escrita, para que eu possa seguir de exemplo , tenho que construir uma fuga….Ou algum livro que contenha exemplos ….

    Obrigado desde já….

    • 04/10/2011 às 8:19 am

      Oi Cícera, tudo em paz??
      Veja só, dois ótimos livros para estudar isso:
      Form in tonal music – Douglas Green
      Contraponto e fuga – Any Raquel
      O segundo é em português. Eu tenho os dois aqui mas não dá pra passar o scanner.
      Valeu
      Carlinhos

      • 05/10/2011 às 10:39 pm

        Opa, Carlinhos eu conseguir fazer uma Fuga bem simples, eu acho que tá certo….Valeu, mais uma vez meu muito Obrigado….

  288. Cyntia Rosseto
    27/09/2011 às 12:41 am

    Tudo bem Carlihos!!

    Tenho acompanhado os novos tutoriais muito bom!
    Carlinhos me ocorreu uma dúvida e quero pedir sua ajuda,quando utilizo a Clave de Dó na 1º,2º.3º ou 4º linha ou Clave de Fá a 3º linha,fico um pouco confusa de como se dá a localização no piano na hora de executar? Isso porque dificilmente faço leituras nessa clave de Dó,sei que a clave de fá e a clave de sol tem aquele “dó central” que é igual nas duas claves quero saber em relação a outra clave de dó nas respectivas linhas! Obrigada!

    Tem um vídeo postado recentemente no youtube de uma apresentação que fiz num Recital de alunos da escola onde estudo,que gostaria de compartilhar com você e com todos que estudam nesse site:

    o link é http://www.youtube.com/watch?v=YMx6Db4RvXI (´só copiar e colar). Conto com vocês!!!

    Obrigada pelos estudos!

    • 29/09/2011 às 4:03 am

      Oi Cyntia, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      No piano a gente não vê outra combinação que não seja a tradicional clave de fa – clave de sol justamente para não quebrar a continuidade.
      Abração
      Carlinhos

    • 04/10/2011 às 8:28 am

      Oi Cyntia, gostei bastante do Mozart. Parabéns!!
      Complementando um pouco mais a resposta anterior, o dó3 (central do piano) é aquela nota que fica na primeira linha suplementar superior na clave de fá, e na primeira inferior na clave de sol.
      Quando você usa a clave de dó, o dó3 está justamente na linha da clave.
      Antigamente se usava na primeira, segunda, terceira ou quarta. Hoje só se usa mesmo na terceira e na quarta.
      Para facilitar a vida, no piano não se usa a clave de dó!!
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  289. Cícera
    19/09/2011 às 10:38 pm

    Ok…. Valeu bjs

  290. 17/09/2011 às 11:29 pm

    Oi, carlinhos tudo bem? E quero me especializar em voz, vc tem alguns materiais pra me indicar, porque me apareceu dois alunos pra canto , daí eu me deparei com o medo de eu não conseguir , porque eu não tenho muita experiencia co voz…
    Desde já meu muito Obrigado….

    • 19/09/2011 às 7:22 pm

      Oi Cícera, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Veja só, trabalho com canto há algum tempo e te digo que a experiência é essencial.
      Se você canta em um bom coral (que realmente tem uma preocupação vocal) já é uma ótima experiência. Atualmente muitos grupos não preparam bem vocalmente e a sonoridade não é legal. Tem muita preocupação com coreografias e figurinos e pouca preocupação com a qualidade sonora. Isso não é bom mas é a realidade.
      Ainda hoje eu faço aula particular de canto. Faço questão disso. É um investimento em mim, no meu trabalho e que certamente me dá um retorno.
      A literatura em português é meio “superficial”, digamos assim. Recentemente comprei o Cantonário de Cyrene Paparoti e Valéria Leal. É um livro novo. Cyrene é professora de canto e Valéria é fonoaudióloga. O livro traz informações úteis e exercícios bons. Mas as novidades realmente estão em inglês.
      Mesmo assim, ainda acho melhor um investimento em aula particular. Você e um bom professor, que ouve com atenção e te diz o que fazer.
      Vamos nos falando!!
      Beijão
      Carlinhos

  291. 08/09/2011 às 6:09 pm

    Oi, Carlinhos e ai tudo bem? E deixa eu te fazer uma pergunta , o que vc sabe de história da música. Precisadamente música barroca na França… ou um saite 1que eu possa encontrar…..Além dos livros né! Por enquanto meu muito obrigado.Valeu

    • 09/09/2011 às 7:52 am

      Oi Cícera, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Veja só: os livros de história da música mais utilizados são o Grout/Palisca (História da música ocidental); o Massin (História da música ocidental) e o Candé (História universal da música). O primeiro é o mais utilizado até porque existem os exemplos musicais dele compilados na Antologia Norton e isso é muito bom para acompanhar o livro. O cara fala sobre alguma coisa no livro e na antologia podemos ouvir.
      Claro que o dicionário Grove também ajuda bastante.
      Os nomes mais significativos do barroco na França são Lully, Rameau, Charpentier e Couperin.
      Valeu
      Carlinhos

  292. Cyntia Rosseto
    08/09/2011 às 1:13 pm

    Oi Carlinhos!

    Quero aproveitar para comentar com você e com todos de um Trabalho Musical do qual estou participando, se trata de um CD com Coros , Solos , Orquestração,é o Clássico junto ao Popular, são hinos tradicionais, músicas evangélicas. Muito bem produzido com qualidade, participação de um compositor conhecido Marcelo Rauta e Jane Gonçalves Mestre em piano e minha participação como Solista Cyntia Rosseto.

    Vale a pena escutar! Prestigiem este belo trabalho!

    Acessem o site: http://www.jesusviralouvai.com.br

    Sds!!!

  293. Cyntia Rosseto
    08/09/2011 às 12:56 pm

    Olá Carlinhos!

    Obrigada pelos pedidos atendidos! Já estudei os arquivos postados (4shared etc…)

    Valeu Mesmo!
    Cyntia Rosseto.

    • 08/09/2011 às 4:46 pm

      Valeu, Cyntia, vamos em frente.
      No final de semana vou prestigiar o trabalho!!!
      Valeu
      Carlinhos

  294. Anderson Fróes
    05/09/2011 às 3:19 pm

    Carlinhos Veiga, só tenho uma coisa pra te dizer…

    você é o cara!!

    quero muito entrar na ufba, pra o curso de violão erudito, daí tenho que saber solfejar
    tbm, e através de vc em seus vídeos é o que pretendo conseguir… aprender a solfejar!
    vlw Carlinhos, um abraço, vc é 10!

    • 06/09/2011 às 9:47 am

      Oi Anderson, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Com certeza os tutoriais vão te proporcionar essa entrada.
      Qualquer dúvida, pode perguntar!!
      Abração
      Carlinhos

  295. 03/09/2011 às 7:30 pm

    Agora clareou um pouco mais … Por , carlinhos valeu….Bjs

    • 03/09/2011 às 7:52 pm

      Pois é, Cícera!!
      Na verdade, o que acontece é que ouvimos música tonal o tempo todo e por isso nosso ouvido é bastante acostumado à escala maior.
      o ideal é que nós, músicos, busquemos o domínio de outras escalas também (não somente na execução mas também na audição), como, por exemplo, as modais.
      Ótimos exemplos do modo dórico estão em várias músicas do Pink Floyd. Para ajudar a reconhecer, perceba como eles trabalham a harmonia: o primeiro grau é um acorde menor e o quarto grau um acorde maior. Breathe, por exemplo, é linda.
      Valeu
      Carlinhos

  296. Andrea
    30/08/2011 às 11:09 pm

    Olá Carlinhos!
    Eu estudo teoria musical por prazer e procurando descobri seus vídeos no youtube e adorei. Mas eu tenho uma pergunta que embora pareça besta, me persegue hehe. Seguinte: eu entendo a formação da escala maior que deve ser de T-T-ST-T-T-T-ST. Mas a minha dúvida é: Quando se faz o solfejo em Dó Maior, você ”pega” a altura de Dó e começa a entoar a escala (dó, ré, mi…dó). Mas quando você vai solfejar em outras escalas maiores, por exemplo, em Ré Maior, você ”pega” a altura da nota Dó mas fala ”Ré”. Por quê?
    Se é escala de Dó maior, você canta começando do Dó em nome e altura. Mas se é qualquer outra escala maior, você canta a mesma altura e só muda o nome..Não deveria pegar a nota Ré (altura) de fato?
    Obrigada e parabéns pelo trabalho!

    • 30/08/2011 às 11:49 pm

      Oi Andrea, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Veja só, é justamente essa uma vantagem de se solfejar usando os graus (números) e não os nomes das notas. Com números não cometemos esse tipo de erro. Não importa de que altura você está partindo desde que as relações melódicas estejam bem construídas.
      Mas o ideal se você vai solfejar com o nome das notas é que você cante a altura certinha mesmo. O método Willems (se não estou enganado) trabalha dessa forma: se você está lendo um lá bemol, chame de lá bemol e cante um lá bemol.
      Eu procuro sempre usar os números porque fica mais simples para, inclusive, trabalhar em outras tonalidades e não apenas o dó maior.
      Valeu
      Carlinhos

      • Andrea
        30/08/2011 às 11:58 pm

        Ahh tá, agora entendi a lógica. Obrigada! Vou procurar saber mais sobre essse Método Willems também.
        Obrigada!
        Um abraço..

  297. 30/08/2011 às 8:22 pm

    Olá, pessoa , deixa eu te fazer uma pergunta: o meu professor está passando uma matéria sobre Modos , tipo Dórico, Jônico, Mixolidio< Frigido etc….Segundo o que eu conheço, Jônico se refere a escala de Dó etc…. como vc explicou no vídeo-aula de prática de nº 16, só que tem um porém….Ele passou uma escala por exemplo de B mixolídio , de D Jônico , ´daí eu não entendi NADA, fiquei muito confusa.Como pode isso? Existe alguma regra pra isso? Tenho uma prova no próxima 3ª feira a respeito disso.Me ajude….Bjs

    • 30/08/2011 às 9:25 pm

      Oi Cícera, vamos lá.
      Lembre que tudo em música pode começar de qualquer nota. Uma escala maior, por exemplo, pode começar de Dó, Sol, Mi bemol, ou qualquer outra nota. Mas lembre que ela sempre terá aquela estrutura T – T – ST – T – T – T – ST.
      O modo jônico tem essa mesma estrutura. Lembre que ele é o equivalente à escala maior (1-8). O D jônico será o modo jônico partindo da nota Ré. Será, portanto, a mesma coisa que Ré Maior.
      Vamos ver o modo Dórico. Eu disse que ele é equivalente a cantar de 2 até o 2 (2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 2). Olhando mais de perto, a estrutura dele será, portanto, T – ST – T – T – T – ST – T. Apenas para exemplificar, o lá dórico seria Lá – Si – Dó – Ré – Mi – Fá# – Sol – Lá. (Lá-Si = T ;;;; Si-Dó=ST ;;;; e assim sucessivamente). Será um ótimo estudo para a prova você verificar a estrutura dos demais modos. Se não conseguir, me avise que eu ajudo.
      Podemos pensar também sob outro viés: o das armaduras. Vou exemplificar:
      Imagine que, da maneira como falei no tutorial prático 16, tudo aquilo está em função de Dó Maior. O Jônico é de dó a dó (primeiro grau), o dórico de ré a ré (segundo grau), o frígio terceiro grau e assim sucessivamente.
      Imagine que ele pede um Mi Mixolídio. Podemos lembrar que o mixolídio se refere ao quinto grau. Mi é o quinto grau de qual tonalidade? (mi, ré dó, si, lá. 5, 4, 3, 2, 1). Lá maior. Qual a armadura de lá maior? Fá#, Dó#, Sol#. O Mi Mixolídio será, portanto, uma escala de Mi a Mi com essas alterações: Mi – Fá# – Sol# – Lá – Si – Dó# – Ré – Mi. Vai bater certinho com a estrutura do mixolídio quando você fizer.
      Mas lembre que decorar isso não vai te ajudar em nada se você não ouvir. É musica. Tem que ser ouvida. Tem que ser sentida.
      Agora vou dar o pulo do gato para ajudar na audição.
      Escute a escala modal e procure o 1 da escala tonal dentro dela. Como fazer isso? Prolongando a escala ou voltando a escala.
      Exemplo:
      Digamos que o professor toque 3-4-5-6-7-8-2-3; 3-2-8-7-6-5-4-3 mas eu não sei que ela começou no 3. Na minha cabeça essa escala descendente se prolonga automaticamente até eu sentir o 1 e aí fica fácil descobrir que ela começou no 3 (frígio).
      Outro exemplo: o professor toca 7-8-2-3-4-5-6-7; 7-6-5-4-3-2-8-7. Mas eu não sei de onde ele partiu. Quando ouço isso, fico querendo uma resolução de volta (do 7 para o 8 ) e aí descubro que ele partiu da sensível (modo lócrio).
      Te digo que conhecer os modos é muito bom, principalmente se você gosta de improvisar ou de compor.
      Espero ter ajudado.
      Qualquer coisa, pode perguntar.
      Beijão
      Carlinhos

    • 01/09/2011 às 12:50 am

      E aí, Cícera!?!?!
      Ajudei ou confundi mais??
      Valeu
      Carlinhos

      • 02/09/2011 às 10:35 am

        Confundi mais ainda, mas não se preocupe é que eu sou meia burra pra essa coisa…..kkkk Bjs

      • 03/09/2011 às 1:45 pm

        Relzaxe, vou tentar explicar melhor!!!
        Construiu a estrutura dos modos?
        Pegue, por exemplo, o mixolídio.
        Para que ele aconteça sem alteração alguma (somente as teclas brancas) ele deve começar do sol.
        Sol – Lá – Si – Dó – Ré – Mi – Fá – Sol
        T T ST T T ST T
        Esse na verdade é o Sol Mixolídio (porque ele começa do sol e tem a estrutura que acabei de mostrar).
        Agor imagine que eu quero ouvir um mixolídio que comece no Ré. Vou descobrir as notas usando a estrutura.
        Primeiro vou escrever as notas sem alterações e depois vou encaixar as alterações, ok?!?!?!?!
        Ré – Mi – Fá – Sol – Lá – Si – Dó – Ré
        T ST T T T ST T
        Isso não é um Ré Mixolídio mas todas as notas estão aí (e essa é uma ótima maneira de começar a organizar o pensamento).
        Agora vou aplicar as alterações necessárias para conseguir a estrutura do mixolídio. Vou colocar um # no Fá para transformar aquele ST em T.
        Ré – Mi – Fá# – Sol – Lá – Si – Dó – Ré
        T T ST T T ST T
        Apenas com essa alteração eu consegui a mesma estrutura do Sol Mixolídio. E dessa maneira eu tenho um Ré Mixolídio.
        Mas lembre que é muito importante reconhecer auditivamente essa escala.
        Essa tem um som muito parecido com a escala maior. A diferença está no fato de entre os graus 7 e 8 ser um tom, ou seja, não há a sensível.
        Para conseguir qualquer mixolídio, basta colocar a nota inicial e usar essa estrutura.
        Melhorou??
        Valeu
        Carlinhos

  298. Gildo
    30/08/2011 às 4:00 pm

    Olá Carlinhos, suas aulas estão sendo de muita importância para mim que estou estudando para o vestibular. Continue assim e tenha certeza que está fazendo o bem a muitas pessoas, muito obrigado!

    • 30/08/2011 às 8:51 pm

      Oi Gildo, obrigadíssimo!!!
      Conte comigo para estudar cada vez mais!!
      Abração
      Carlinhos

  299. André Luís
    28/08/2011 às 9:37 am

    Olá Carlinhos, gostaria muito que voce fizesse um tutorial sobre INTERVALOS CONSONANTES E DISSONANTES, é porque vejo muitos conceitos em livros e na internet, mais até o momento não conseguir ver isso na prática. Se voce me pedir te digo o conceito de todos eles que são os consonante perfeito, imperfeitos os dissonantes, mais o problema é na prática, é entender esses conceitos na prática.
    Abraços

    estarei aguardando

    • 28/08/2011 às 2:19 pm

      Oi André, obrigado pela mensagem.
      Veja só, isso é apenas uma classificação que,inclusive com o passar do tempo, foi mudando.
      Na Grécia Antiga, Pitágoras estudou muito as proporções das frequências dos sons com o monocórdio (uma corda presa nas suas pontas e um cavalete móvel para midar o tamanho da corda). E ele percebeu a existência da série harmônica. O que é a série harmônica? Bom, Pitágoras percebeu que ao fazer vibrar uma corda ela não vibrava apenas por inteiro, mas também em subdivisões, digamos assim, gerando sons quase inaudíveis mas que são responsáveis pelo timbre de cada fonte sonora. E aí ele foi verificar essas subdivisões. Além da corda inteira, ele percebeu que a corda vibrava também na metade, ou seja, em duas partes iguais. Quando ele mudou a posição do cavalete do monocórdio para a metada da corda, percebeu o som uma oitava mais agudo. A corda vibrando por inteiro é o som fundamental, a vibração da sua metade gera uma oitava, o primeiro harmônico. Percebeu também a vibração da terça parte da corda, e quando viu de perto, era um intervalo de quinta (mais um harmônico). Você já percebeu que a décima segunda casa do violão (a que dá justamente uma oitava da corda solta) é a metade da corda? E a sétima casa pega justamente 1/3 da corda? Esses harmônicos são fáceis de ouvir no violão.
      Depois a quarta parte (que é a metade da metade) tem a oitava novamente.
      Dessa forma ele disse que esses intevalos de proporções mais simples são intervalos consonantes e ou outros seriam mais dissonantes, à medida que iam se afastando da nota fundamental.
      Com o passar do tempo, as terças começaram a ser aceitas como consonâncias (primeiro a maior e dpois a menor) porque a música baseada em tríades passou a ser muito usada, ou seja, a música tonal. A quarta já foi considerada consonância (por ser a inversão da quinta) e já foi considerada dissonância (por estar somente a meio tom da terça maior) na história. Segundas e sétimas são bem dissonantes mesmo (e as proporções de Pitágoras realmente confirmam isso).
      Na prática para que isso serve?
      Apenas para classificar. O que deve realmente acontecer é conhecer os intervalos e saber que com o passar do tempo o ouvido foi se acostumando com as dissonâncias e elas passaram a ser “consonâncias” e novas dissonâncias surgiram para criar a tensão e ter o relaxamento nas resoluções.
      Imagine o cantochão, uma melodia plana. Depois vem o organum paralelo (quintas e oitavas consecutivas), depois vem os motetos e madrigais cou uma harmonia mais elaborada. Depois no barroco a música tonal com as dissonâncias e resoluções obrigatórias. No período clássico novos acordes são usados (Napolitano, sexta alemâ, francesa e italiana). No romantismo a resolução deixa de acontecer e os acordes passam a ter sétimas, nonas, décimas-primeiras. No Impressionismo os caras usam muito acordes formados por quartas (e não por terças). No No século XX os caras já começaram a usar os clusters (bloco de notas juntas. Imagine você pegar as duas mãos e descer de vez nas teclas graves do piano, sem montar acorde nenhum, só para criar uma tensão).
      Enfim…. É só uma classificação!!!
      Abração
      Valeu
      Carlinhos

  300. 27/08/2011 às 5:47 pm

    OLA PESSOAS.Prof Carlinhos, como ja disse, moro em belem-pá, ganhei um teclado e estou aproveitando demais as suas aulas, tanto de solfejo como harmonia e praticas. As coisas ficaram mais faceias depois das videos aulas, pois, atraves de livros a coisa estava complicada. Ja assiti a todos os videos agora estou revisando estudando um a um, inclusive fazendo as devidas anotações. Suas aulas “cairam do ceu”. A titulo de diversão, meu teclado e um Yamaha PSR-E313, gostaria de saber qual o STYLE e o tempo para forró e onde eu acho estes arquivos para baixar? Ola pessoas. Um abraço LEO

  301. 24/08/2011 às 8:48 pm

    É eu estou estudando bastante sim, valeu pela a dica …Abraços….

  302. Evaldo barbosa
    24/08/2011 às 8:53 am

    Ola Carlos,a maneira como vc ensina e simplesmente fantastica,cuidadoso,educado,paciente,so nao aprende mesmo quem nao quer,que bom que vc chega numa hora em que milhares de pessoas estao querendo aprender musica de maneira correta,tem muita coisa aqui que nao sei nem o que e,mas a medida que vamos avançando vamos descobrindo,e ao final tenho certeza que o que parecia um bicho de sete cabeças,torna se a coisa mais simples de se aprender.continue assim, e nao nos deixe.abrigado e vou me esforçar ao maximo pra merecer a sua consideração.Evaldo

    • 24/08/2011 às 9:01 am

      Oi Evaldo, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Que bom que estou ajudando!! Essa é a ideia principal!!
      Qualquer dúvida, é só teclar!!
      Abração
      Carlinhos

  303. 23/08/2011 às 10:24 pm

    Oi, pessoa tudo bem? e deixa eu te fazar uma pergunta, por um acaso vc tem alguns audios da época do Cantocão , monofonia , canto gregoriano, medieval, classico, barroco, renacença….Etc…. esatamos tendo uma matária que se chama análise musical…. e tbm dos modos em , modos menor jonico , mixolidio,dorico,etc… é exemplos de audios…. Abraços…Obigado desde já
    Cícera!

    • 24/08/2011 às 9:09 am

      Oi Cícera, tudo tranquilo!! E com você?? Estudando muito, né? É isso aí!!
      Veja só, tenho bastante material e muito dele conseguido no endereço http://pqpbach.opensadorselvagem.org/
      Do lado direito tem os nomes dos compositores e cada número significa a quantidade de cds que ele disponibiliza para cada compositor.
      É só clicar e ver a peça que você quer.
      Já teve alguns poucos casos que eu cliquei e o link não funcionou, mas foram poucos mesmo.
      Eu até tinha combinado com Patrícia Laranja em abrir uma nova tab com esse guia de apreciação, discutindo períodos, estilos, gêneros, compositores, etc mas até o dia 5 de setembro eu estarei na maior correria aqui em Salvador.
      Passado isso eu faço!!
      Mas vai lá no site que tem muita coisa!!
      Beijão
      Carlinhos

  304. Sônia Katherine Pottier Gama Lobo
    23/08/2011 às 11:44 am

    Carlinhos, já fiz todos os exercícios de ditado. Estou precisando muito de ditados. Será que tem como você fazer mais destes ditados simples, em bloquinhos separados (fica mais fácil p a gente fazer) para os seus alunos? (Pidona e ainda quer em bloquinhos separados rsrsrs) Um grande abraço e muito obrigada, seu curso é DEZ!!!!

    • 24/08/2011 às 9:57 am

      UHUUUUUUU
      Vou fazer mais e mandar para você!!!
      Hoje de noite pode conferir!!!
      Beijão
      Jogue duro
      Carlinhos

  305. Carlos Veiga Filho
    21/08/2011 às 5:54 pm

    Ok, e perceba que o exercício é todo oitavado.
    Abração
    Carlinhos

  306. carlos renato
    21/08/2011 às 12:59 pm

    ok carlinhos vou usa-lo, mas para estudar com ele precisa conhecer bem as notas na clave de fa, é bom que aperfeiçoa tudo valeu mestre, abraço.

  307. carlos renato
    19/08/2011 às 9:31 am

    carlinhos bom dia, estou acompanhando seus tutoriais de solfejos que são muito bons por sinal, mas sou fascinado por piano e teclado, minha pergunta é a seguinte vc tem ai algum material especifico para estes instrumentos para um nivel ja intermediario porque ja toco de ouvido á alguns anos mas gostaria de aprender umas tecnicas para tocar mélhor, ou derrepente vc me indicar aqui no site oque eu devo estudar para este objetivo pois aqui tem muito material e eu não sei discernir qual seria o ideal para meu objetivo. desde ja obrigado.

    • 19/08/2011 às 11:14 am

      Oi Renato, obrigado pela mensagem.
      Veja só, estou recomendando o HANON para o pessoal.
      É um método que vai desenvolver muito a sua técnica e um pouco a sua leitura. Para a independência dos dedos ele é ótimo.
      Já um começo.
      Abração
      Carlinhos

  308. Carlos Veiga Filho
    17/08/2011 às 8:24 am

    huahauahua, ok, Cyntia!!
    Farei um outro com aquele mesmo exemplo!!!
    Valeu
    Carlinhos

  309. Cyntia Rosseto
    17/08/2011 às 1:27 am

    Olá Carlihos!

    Dei uma estudada no tutorial 49 – solfejo. Muito bom! Mas poxa faltou você bater lá aquela tercina(quiáltera) de mínima no compasso 4/2. Justo o que eu queria ouvir!! rsrsrs

    Até mais!!
    Cyntia Rosseto.

  310. Evaldo barbosa
    14/08/2011 às 12:30 pm

    Ola carlos,como e bom ter pessoas iguai s a vc.que tem prazer em nos ensinar,perdi muitas oportunidades de estudar musicas,mas com essa chance que vc nos da os estudos de musicas ficarão melhor.um abraço e nunca nos deixe. Obrigadão mesmo Evaldo de ribeirão preto

    • 14/08/2011 às 12:34 pm

      Oi Evaldo, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Vamos em frente e qualquer dúvida pode perguntar!!!
      Abração
      Carlinhos

  311. renato
    13/08/2011 às 9:33 am

    prof. carlinho, este metodo de aprender partitura usando numeros é infalivel nunca tinha visto antes, imprimi as sequencias diisponibilizadas aqui no seu site e estudei bastante conforme vc orientou e tudo ficou bem mais facil, até mesmo ja iniciei um curso uma vez mas desisti por achar muito dificil, olha parabéns mesmo, vc é um instrumento muito bem usado por ´DEUS na arte de ensinar, estou muito satisfeito.abraço

    • 13/08/2011 às 11:31 pm

      Oi Renato, obrigadíssimo pela mensagem.
      Continue estudando porque conhecimento nunca é demais!!
      Abração
      Carlinhos

  312. Tatiana
    12/08/2011 às 5:22 pm

    Boa Tarde!!
    Gostária de saber quando um trecho melodico tem entrada tética. Vi esse termo em uma prova de teoria musical que fiz e não sei do que se trata.

    Desde já, muito obrigada!!!

    • 12/08/2011 às 7:00 pm

      Oi Tatiana, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Veja só, são 3 termos associados ao compasso e dizem respeito ao início da música:

      Tético, Acéfalo e Anacrústico.

      O tético acontece quando a música começa no primeiro tempo do compasso. Como se diz no jargão popular, na cabeça.

      Já o acéfalo, é aquele que não começa na cabeça (acéfalo é um termo curioso porque significa sem cérebro) mas está logo após o início do compasso. Imagine uma pausa de colcheia no início do compasso antes da primeira nota da música.

      Já o anacrústico (que vem de anacruse) tem o início com uma preparação no tempo final (ou nos tempos finais) de um cumpasso. Existe a preparação antes do tempo forte que vem logo em seguida.

      Depois vou olhar no Lieberman e digo quais exercícios tem cada tipo apenas para exemplificar.

      Como regra geral para quem vai escrever deve-se pensar da seguinte maneira:
      se a primeira nota está antes da metade do compasso, escreve-se as pausas necessárias e ele é um compasso acéfalo;
      se a primeira nota está na metade ou depois da metade do compasso, não se escreve as pausas e considera-se o compasso anacrústico.

      Espero ter sido claro.

      Esse é um ótimo tutorial.
      Amanhã eu faço e mando!!!
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  313. renato
    08/08/2011 às 9:04 pm

    carlinhos me tire algumas duvidas, toco teclado de ouvido só que não leio partitura e queria aprender, por onde devo começar aqui em seu site(qual assunto) e se posso estudar apenas aqui,sem precisar de entrar em uma escola de musica, uma vez que percebo o quanto é rico este site sobre o assunto em questão, e o ideal seria quanto tempo de estudo por dia? desculpe se perguntei d + desde ja muito obrigado.

    • 09/08/2011 às 8:01 am

      Oi Renato, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Veja só, seguir a série solfejo com certeza vai te ajudar nisso.
      Os principais focos no seu caso serão os das claves, os das armaduras e os de ritmo.
      Mas vai seguindo aí.
      Tem um método de piano (Hanon) nos links que vai te ajudar também. Ele começa apenas com exercícios variando sobre as teclas brancas e o reitmo é sempre o mesmo. Vai te ajudar a desenvolver a leitura com certeza!!
      Qualquer dúvida, é só teclar!!!
      Abração,
      Carlinhos!!

      • renato
        09/08/2011 às 1:04 pm

        valeu carlinhos, vou fazer conforme vc me orientou e qualquer duvida sei que posso contar com vc.abraço

      • 09/08/2011 às 10:54 pm

        Bacana, Renato!!
        Estamos aí!!
        Abração!!

  314. carlos renato
    08/08/2011 às 10:14 am

    carlinhos, eu não poderia deixar de comentar algo que penso sobre vc após ter tido acesso a estas belissimas aulas, pois a sua maneira de ensinar é totalmente compreensivel vc é uma benção de DEUS pois ser um multiplicador neste nivel que vc apresenta suas aulas sem visar lucros, só alguem que é muito grato a DEUS por tudo que recebeu, que compartilha da forma que vc faz. um forte abraço e que DEUS continue te abençoando, MUITO OBRIGADO MESTRE.

    • 08/08/2011 às 11:06 am

      Oi Renato, obrigadíssimo pela mensagem e pelos elogios.
      Vou fazendo essa pequena parte e incentivando as pessoas a terem a mesma consciência: ajudar é bom.
      Um forte abraço e conte comigo,
      Carlinhos!!!

  315. André Luís
    06/08/2011 às 12:53 pm

    Olá Prfº Carlinhos,
    Parabéns pelas vídeos aulas, sou maestro de uma filarmônica no interior da Bahia e essa sua iniciativa está sendo bastante importante para nós,estou baixando todos os vídeos e já compramos um data show e suas vídeos aulas estão sendo projetadas para mais de 100 alunos em nossa cidade, está sendo como suporte para as nossas aulas teóricas.

    Abraços
    André Luís

    • 06/08/2011 às 2:37 pm

      Oi André, obrigadíssimo pela mensagem!!
      É um prazer e uma honra ouvir isso!!!
      Conte comigo para o que precisar!!
      Abração,
      Carlinhos.

  316. 26/07/2011 às 7:39 pm

    Oi, Carlinhos o valeu pelo o material , ja baixei e imprimir e mandei fazer uma apostila , vou estudar….E deixa eu te dar uma idéia, que eu acho que é bem bacana , para nós que temos dificuldade com a percepção auditiva de reconhecimento dos sons.Vc poderia gravar os sons de piano da escala cromática ex: de C , C#, D, D#, E,E#,F,F#,G,G#,B,B# e fazer com os bemóis….Eu tenho essa dificuldade em reconhecimento dos sons….VC poderia fazer em MP3 …E não é a escala harm… é só sos sons de cada nota com os seus respectivos acidentes….Chata eu né????????????? Eu já toquei e gravei , mas não ficou legal…. E vc já tem todo uma tecnlogia né! Vou colocar em meu MP3 e vou ouvir todos os dias , pra qnd alguem tocar por ex. uma melodia eu saber que som a pessoa está tocando.

    • 27/07/2011 às 1:45 pm

      Você não desistiu dessa idéia de ouvido absoluto, né, Cícera????
      Ok, vou gravar e mando!!
      Uma oitava é suficiente???
      Valeu
      Carlinhos

      • 27/07/2011 às 8:41 pm

        É , deu pra ver ke eu sou pessistente nesse negócio de ouvido absoluto né? Sim pode ser uma oitava sim….E nao é as cifras dos acordes , mais sim só as notas com as subida e a decida….no caso com os # e os b…..Bjs

      • Ernani
        08/01/2012 às 11:53 am

        Olá Carlinos, pode servir a todos este software freeware: http://www.solfege.org/

        GNU Solfege
        GNU Solfege is an ear training program written to help you train intervals, chords, scales and rhythms. It is free software and part of the GNU Project. The program is indented to help music students with their ear training.

        Some of the existing exercises:

        Recognise melodic and harmonic intervals
        Compare interval sizes
        Sing the intervals the computer asks for
        Identify chords
        Sing chords
        Sing tone from chords: root, third, fifth, etc
        Scales
        Dictation
        Rhythm dictation
        Remembering rhythmic patterns
        Theory: name intervals and scales
        Cadences

        If this is not enough for you, Solfege is written to make it easy to extend or modify the existing exercises, or write completely new ones.

        abs,
        Ernani

  317. Anderson valverde
    26/07/2011 às 11:44 am

    Ola mestre!
    tenho aprendido muito com suas aulas de solfejo; obrigado por compartilhar seus conhecimentos.

    • 26/07/2011 às 8:18 pm

      Oi Anderson, obrigadíssimo pela mensagem!!!!
      Vamos nessa!!!
      Abração
      Carlinhos

  318. Victor Schaeppi
    26/07/2011 às 12:52 am

    carlinho, to querendo muito prestar vest para licenciatura na ufba, daí preciso de um direcionamento para estudo, estou estudando pelo seus videos… vc axa que com esse material, eu consigo obter exito ? abraço mano!

    • 26/07/2011 às 7:30 am

      Oi Victor, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Com certeza na parte do solfejo você se sairá bem se estudar sério pelos tutoriais.
      Existem os outros tópicos que devem ser contemplados também como história, ditado, etc…
      Quando fiz parte da banca para a teste de aptidão em 2010 a prova escrita foi bem puxada mas a oral não muito. O problema maior dos candidatos ficava no nervosismo na hora de solfejar. Se prepare bem, conte comigo e vamos nessa!!!
      Abração
      Carlinhos

  319. Cícera
    24/07/2011 às 5:14 pm

    Ok , vou aguardar .Na realidade eu quero aprender é os rítmos tipo, bossa nova, samba, bolero,baião,etc…A minha prof° passou alguma coisa sobre Paradiddles vc já ouviu falar .E eu tenho um pequeno problema de coordenação motora não consigo fazer coisa diferentes com ambas as mãos…Tipo a mão esq. faz uma coisa e a mão dir. outra coisa….Preciso de um exercício que me de essa autonomia…Eu toco teclado :cifra na mao esq. e melodia na direita…Só sei fazer isso. Fora disso nada! Derrepente um método pra piano me de essa autonomia né? Bjs

    • 25/07/2011 às 6:17 am

      Com certeza!!!
      Mandei agora para o 4shared o Hanon. Vai aí nos links. É um método bastante utilizado e trabalha demais a independência dos dedos e das mãos. Comece estudando bem lentamente e com o mesmo exercício… depois você vai ganhando autonomia e vai avançando pelo método. Bem lentamente buscando o relaxamento das mãos. Nada de tensão. Depois vai aumentando o andamento e nada de tensão. Esse é o estudo.
      Valeu
      Carlinhos

  320. 23/07/2011 às 12:38 pm

    Oi, pessoa tudo bem com vc , e deixar eu te fazer uma pergunta , quero fazer umass coisa diferentes no teclado existe algum método , tipo algumas levadas no teclado ou mesmo no piano que eu possa aprender sozinho? Ou vc poderia gravar umas aulas a respeito de levadas executado no teclado….Bjs

    • 24/07/2011 às 9:47 am

      Ok, Cícera!!
      Vou pensar em algo!!!
      Beijão
      Carlinhos

  321. 21/07/2011 às 2:42 pm

    Carlinhos, eu faço parte de um coro sinfônico aqui na minha cidade,e eu entrei recentemente, fui ao youtube e procurei a respeito de solfejos,estou acompanhando os seus tutoriais e queria te dizer que meus parabéns,seu trabalho é fantástico e está me ajudando muito mesmo. Continue sempre assim, e saiba q já estou fazendo parte dessa comunidade! Grande abraço!!

    • 21/07/2011 às 7:00 pm

      Oi Henrique, obrigadíssimo!!!
      O solfejo para quem gosta de cantar em coral é essencial!!! Facilita muito!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos!!

  322. 18/07/2011 às 11:02 pm

    Olá Carlos!

    Eu também gostaria de deixar meu comentário, só tenho a agradecer.
    Eu tinha muita dificuldade com solfejo, o assunto deixava meu pensamento denso.. não sabia por onde e como começar.
    Você tem me ajudado muito com seus vídeos, agora eu creio que posso conseguir sem sofrimento!
    Luís Fernando Veríssimo disse ” Felicidade é a certeza de que nossa vida não está se passando inutilmente.”
    Sua existência tem ajudado o mundo a ser melhor! Nós te agradecemos, Professor! :-)

    Muito obrigada mesmo!
    Abraços!!!!!
    Fique com Deus

    • 19/07/2011 às 6:39 am

      Oi Marina, obrigadíssimo!!!
      E não esqueça que tudo começa com a escala maior.
      Abração e vamos em frente!!!
      Carlinhos!!!

  323. beto santos
    17/07/2011 às 1:51 pm

    oi amigoooo,olha parabéns,,de verdade,,,vc é muito bom mesmo…mas quando que vc vai falar sobre compassos compostos,,,tenho muitas duvidas,,,fika na paz de Cristo…

    • 17/07/2011 às 2:11 pm

      Oi Beto, obrigado pela mensagem!!
      Um dos próximos tópicos é a tercina (ou quiáltera) e ela fará introdução ao compasso composto. É muito simples.
      Obrigadíssimo!!
      Abração
      Carlinhos

  324. 15/07/2011 às 2:28 pm

    Olá Carlinhos! Obrigado por esta disposição de compartilhar conosco o seu conhecimento, são poucos os que fazem isso. Eu sou estudante de música á 2 meses para tocar sax, tenho um teclado, porém quero tocar sax, mas sei que meu teclado me ajudará muito no solfejo e na minha percepção musical além de seus vídeos que tira nossas dúvidas, muito obrigado mesmo!

    • 16/07/2011 às 8:09 am

      Bacana, Débora!!
      Obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Qualquer dúvida, pode perguntar!!!
      Abração,
      Carlinhos

  325. Natanael
    18/06/2011 às 3:57 pm

    Parabéns pela iniciativa! Suas aulas são excelentes!

    • 19/06/2011 às 1:38 am

      Obrigadíssimo, Natanael!!
      Logo logo outras estarão no ar!!!
      Abração
      Carlinhos

  326. Jeann
    17/06/2011 às 11:32 pm

    Prof. Carlinhos, muito boas as suas aulas. Tenho aprendido mais aqui do que na sala de aula. Ainda estou no solfejo 16, porém muitas dúvidas já foram tiradas. A ideia de usar o relógio para explicar tom e semitom foi muito bacana, ajudou bastante na hora de estudar as armaduras.
    Um abraço, Jeann

    • 18/06/2011 às 1:18 am

      Oi Jeann, obrigadíssimo! Que bom que estou ajudando.
      Qualquer dúvida, pode escrever!!
      Um abração,
      Carlinhos

  327. Leocy Roberto Ferreira Castro
    14/06/2011 às 1:21 pm

    Prof Carlinhos, moro em belem-pá, tenho 57 anos, sou aposentado. Ganhei de meu filho um teclado Yamaha e comecei a tomar gosto, não quero ser profissional, por isso, comprei livros, aulas em dvd, apostilas na internet e etc… Em uma dessas aulas alguem sugeriu que sereia muito importante estudar sobre solfejos. Foi ai que procurei na internet. Achei no youtub os seus tutoriais. Excelente, facil de entender. Estou estudando todos eles e as duvidas estão sendo esclarecidas.
    Obrigado mesmo.
    Leo – Belém – Pará

    • 14/06/2011 às 9:30 pm

      Oi Leo, obrigadíssimo pela mensagem.
      Fique à vontade para perguntar se precisar.
      Um forte abraço,
      Carlinhos.

  328. Carlos Veiga Filho
    08/06/2011 às 9:13 pm

    Oi Valéria, obrigadíssimo!!!
    Com certeza é o contrário!!!
    Você está certa!!!
    Amanhã eu consertarei!!!!
    Beijão
    Carlinhos

  329. Valéria
    08/06/2011 às 2:35 pm

    OIá de novo Carlinhos fiquei com uma dúvida. Estava escutando o tutorial de solfejo nº 38 sobre inversão de intervalos no final dele vc fala do intervalo entre si e fá e faz a inversão dizendo que fica “5ª aumentada e 4ª diminuta” não seria o contrário pois a 5ª fica com 3 tons e a 4ª com 3 tons também. Quando achei q tava entendendo aí deu um nó me a ajude a desamarra-lo por favor . Obrigado, Valéria

  330. Agnaldo
    03/06/2011 às 10:45 pm

    Olá Carlinhos…

    Sou novo no Tutorias em Música e vejo que encontrei o que há de melhor no estudo de solfejos.

    Gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa e agradecer por me ajudar na minha formação musical…

    Gde abraço

    • 04/06/2011 às 6:50 pm

      Oi Agnaldo, obrigadíssimo!!!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  331. Valéria
    03/06/2011 às 5:21 pm

    Olá Carlinhos, seus tutoriais foram um presente de Deus pra mim, sou Tecnica em Edificações, terminei tb a gradução em Licenciatura em História, mas a música é que realmente vai de encontro a minha alma, venho ao longo dos meus 33 anos tentanto aprender um instrumento musical mas sempre havia algum impecilho. Mas a 1 ano estou fazendo teclado, ainda com certa dificuldade… principalmente com teoria musical. Mas seu material vai me ajudar bastante, aliás já tem ajudado. Obrigado e fique na paz de Deus

    • 03/06/2011 às 9:28 pm

      Oi Valéria, obrigadíssimo!!!
      Que bom que estou ajudando e as pessoas estão usando a internet para estudar.
      Qualquer dúvida, é só teclar!!!
      Valeu,
      Carlinhos.

  332. Maria Pio
    01/06/2011 às 4:25 pm

    Ola Carlinhos…
    tudo bem com você???
    estranhando sua ausência…
    espero que esteja tudo bem!!
    bjus
    até mais

  333. Maria Pio
    30/05/2011 às 6:19 pm

    Oi Carlinhos
    enviando site para baixar software

    http://3d2f.com/tags/teoria/jose/rodriguez/alvira/

    depois de instalar programa, tem opção em ingles e espanhol..
    bjuss
    até

    • 03/06/2011 às 10:25 pm

      Valeu, Maria!!!
      Ainda não pude baixar porque como a casa está em reforma, só estou usando o Mac e li que o software é para Windows.
      Se Deus quiser segunda-feira acaba essa bagunça aqui e então eu vou usar o software. Você conseguiu usar o GNU? O bom é ele estar em português!!!
      Beijão e ótimo fim de semana!!
      Carlinhos

      • Maria Pio
        07/06/2011 às 1:01 am

        Oi Carlinhos,
        estou usando GNU sim, ele é ótimo.valeu!!
        uma boa semana pra você
        bjus
        Maria

  334. Carlinhos
    30/05/2011 às 1:09 am

    Bacana, Maria!!! Olhei rapidamente o site e vi um material em inglês mas não vi a opção do software.
    Vou dar uma olhada mais cuidadosa sim!!!!
    Eu hoje me interesso em conhecer até para melhorar os que eu desenvolvo. Atualmente estou estudando para desenvolver para o iPhone.
    Valeu
    Beijão
    Carlinhos

  335. Maria Pio
    29/05/2011 às 1:06 pm

    Ola Carlinhos,
    A uns dois anos comprei uma licença para baixar um programa,
    eu havia baixado gratuito, mas não tinha uma qualidade muito boa, então comprei a licença por 20 dolares, e você tem direito a usa-lo por um ano, ele é muito bom
    estudei muito no início, tem vários exercícios, eu já estava com um aproveitamento muito bom, acertava bastante, mas percebi que na faculdade quando o professor tocava no piano , eu não tinha o mesmo desempenho, me atrapalhava bastante, pensei que talvez fosse pelo timbre diferente, até hoje não sei, mas parei de estudar por esse programa, mas de qualquer forma, ele é fantástico, os exercícios de rítmica também são muito bons. Percebi que você se interessa por conhecer esses programas de música, estou enviando o site para você dar uma olhada.
    Um ótimo domingo
    bjus
    Maria Pio

    http://www.teoria.com/

  336. Carlos Veiga Filho
    27/05/2011 às 8:39 am

    Valeu, Maria!!!
    Qualquer dúvida é só escrever!!!
    Carlinhos

  337. Maria Pio
    26/05/2011 às 10:01 pm

    OiCarlinhos!!!!!
    valeu!!! obrigada…
    bjus
    até mais

  338. 25/05/2011 às 10:27 pm

    Pois é, Maria!!!
    Se você quiser cantar em lá e tiver um diapasão ou outra referência para dar a nota, tudo bem. Se não quiser ou não tiver a referência, escolha qualquer nota, cante uma escala maior e mande brasa.
    Por isso eu digo que dá para treinar o solfejo em qualquer lugar!!
    Beijão
    Carlinhos

  339. Maria Pio
    25/05/2011 às 10:02 pm

    Nossa!! Carlinhos muito bom,
    eu estava treinando, mas pensei que tivesse que solfejar
    na tonalidade escolhida,
    por exemplo escolho a tonalidade de A, pensei que tivesse
    que solfejar na tonalidade de A,
    mas o vídeo tirou minha dúvida,valeu!!!
    agora fica mais simples, da para treinar com mais tranqüilidade.
    obrigada
    abraço
    Maria Pio

  340. Enoc Morais
    24/05/2011 às 12:22 pm

    Carlinhos, estou gostando demais dessas aulas… estão me ajudando na minha especialização. Parabéns.

    • 24/05/2011 às 9:27 pm

      Obrigado, Enoc!!
      Vamos em frente!!
      Abração
      Carlinhos

  341. Carlos Veiga Filho
    24/05/2011 às 11:12 am

    E estudar corretamente.
    Não adianta você ficar repetindo se está errado.
    Você tem aula de coral na universidade?
    Um ótimo treino (ditado) para as sequências está no aquecimento, nos vocalizes. Nada mais são que as sequências repetidas em várias tonalidades.
    Exemplo
    1-3-5-3-1 em sol maior
    1-3-5-3-1 em láb maior
    1-3-5-3-1 em lá maior
    1-3-5-3-1 em sib maior
    1-3-5-3-1 em si maior
    1-3-5-3-1 em dó maior
    etc.
    Como é muito repetido, é um ótimo treno para descobrir as sequências.
    Valeu
    Carlinhos

  342. Maria Pio
    24/05/2011 às 10:44 am

    Oi Carlinhos,
    Obrigada amigo,

    entendi sim, vou começar a praticar
    depois falo pra você,
    como você diz, para estudar tem que ser bem persistente,disciplinado e querer muito, as vezes parece
    que não estamos avançando nos estudos, e também muito solitário, não temos como nos avaliar.
    Obrigada Carlinhos, de coração
    um bom dia pra vc
    até mais
    abraço Maria

  343. Carlos Veiga Filho
    24/05/2011 às 7:50 am

    Oi Maria!!!
    A melhor maneira de você praticar as sequências é cantando e escrevendo as notas ao mesmo tempo. Você não precisa escrever a duração da nota; apenas a cabeça da nota.

    Por exemplo, vamos pegar fá maior (escolhi aleatoriamente. O bom é fazer isso com vários tons).
    Aí você coloca a clave e a armadura.
    Canta uma escala para pegar a referência.
    Aí começa as sequências.
    Por exemplo 1-2-3
    Quando você cantar o 1, você faz a nota no lugar do fá.
    Quando cantar o 2, escreve acima do fá (no lugar do sol mesmo) e o 3 no lugar do lá.
    Passa uma barra dupla e pega a próxima sequência.
    1-2-3-2-1
    Canta o 1 e escreve ele no lugar, o 2 e escreve enquanto canta, o 3 e assim sucessivamente.
    Dessa maneira você amarra as sequências cantadas ao pentagrama e isso é importante.
    Me diga se entendeu. Vou fazer um vídeo essa semana.
    Valeu
    Carlinhos

  344. Maria Pio
    23/05/2011 às 5:46 pm

    Ola Carlinhos,gostaria de tirar umas dúvidas com você, estou estudando solfejo
    utilizando aquela seqüência numérica que você nos mandou, mas eu não sei se estou estudando certo,toco no teclado e solfejo essa sequencia, depois solfejo ela sem ajuda do teclado, isso da mais ou menos 10 vezes cada sequencia,não tenho como avaliar se estou bem ou não, mas essa semana tivemos que fazer uma prova solfejando uma música e eu estudei muito e acho que estava afinada, mas na hora de solfejar com outras tres vozes eu fico confusa e não consigo seguir o solfejo e presto atenção nas outras vozes e ai acabo parando e me perco, como posso fazer??
    abraço
    até mais
    Maria

  345. robson
    23/05/2011 às 1:15 pm

    sim carlinhos eu estudo muito pessoas da black como kirk frankilin areta frankilin hip hop poucos ncional sergio saas e entre outros mais ai vc vai coloca uns tutorial de meslisma ou tecnica de canto tmb obrigado DEUS te abençoe sempre

  346. 22/05/2011 às 4:11 pm

    Valeu, carlinhos já tirei algumas cantigas de rodas que vc mesmo me indicou,já falando ritmicamento eu tenho dificudades pra transcreve-las.Obrigado por enquanto….

  347. Carlos Veiga Filho
    22/05/2011 às 3:58 pm

    Oi Cícera, vamos lá!!
    A princípio, para você escrever a melodia você não precisará das tríades. O conhecimento delas é interessante porque a maioria das notas da melodia está contida na harmonia. Mas dá para fazer somente prestando a atenção na melodia. E é assim que faremos agora. Apesar de não haver uma receita pronta (porque cada pessoas trabalha de uma forma) vou escrever um passo a passo aqui.
    1 – Conheça bem a melodia que você quer tirar. Isso é o mais importante. Digo isso porque normalmente em um ditado (por exemplo) o cara ouve a primeira nota e começa a escrever. Quando você faz isso, você desconcentra do resto do ditado e o professor não vai ficar repetindo para você. A melhor opção é ouvir a primeira vez, na segunda tentar cantarolar, na terceira fixar bem e depois escrever. Quando você memoriza, você tem condição de trabalhar o todo e, se precisar, algum trecho mais complicado porque você pode repetir quantas vezes precisar, pois já está na memória.
    2 – Comece com melodias simples. Cantigas de roda são excelentes (porque são muito conhecidas e têm muitas sequências de graus conjuntos). Entretanto, o exemplo mais simples que conheço chama-se “minha canção”. É uma versão de Chico Buarque e está presente nos Saltimbancos ( http://www.youtube.com/watch?v=8uo3aB6ZfTQ ). Tente escrevê-la e, se quiser, me mande para eu dar uma olhada.
    3 – Quanto mais você trabalhar os padrões (rítmicos e melódicos, separadamente) mais fácil ficará para você reconhecê-los nas melodias. Por exemplo, o padrão rítmico de “minha canção” é muito simples e muito repetitivo. Se você já escreveu esse ritmo (ou um parecido com ele) anteriormente, com certeza não terá dúvida em escrevê-lo. Se nunca escreveu e tiver dificuldade, gaste um tempo com ele que da próxima vez você já estará mais firme. A percepção precisa de referências da memória para comparar e escrever (ou cantar). Quando você faz isso pela primeira vez, você está começando a criar as suas referências. A partir daí, sempre será mais fácil.
    4 – Em uma música, você precisa identificar a tônica auditivamente e, a partir dessa tônica, lembrar da escala maior. Quando você já tem a melodia decorada (como eu disse em 1) você pode até cantar a escala e ter certeza dos graus (não pense em escrever as notas. Pense em escrever os graus). Quando é um ditado, o professor vai dizer a tonalidade ou a primeira nota e a partir daí você vai.

    Vou escrever agora algumas melodias e postar para vocês trabalharem.
    Estará nos links e chamarei de ditados.

    Abração,

    Carlinhos.

  348. 22/05/2011 às 12:55 pm

    Oi, carlinhos quero te perguntar como que eu faço pra tirar uma melodia de música….Ex: tenho uma música em C maior, tenho que trabalhar em cima das tríades de cada acorde? Eu ainda tenho bastante dificuldades para tirar uma melodia de uma música…Abdraços….

  349. 16/05/2011 às 10:37 pm

    Nossa, vc é mesmo um gênio, vc consegiu… É disso que estava querendo te dizer… o tutorial 39 é isso ai mesmo… Foi assim que eu aprendi… No Ta …TATA TÀ….Etc…………. Valeu Meu caro Amigo, eu acho que posso te chamar assim, né?

    • 17/05/2011 às 10:53 pm

      Oi Cícera, claro que sim!!
      Esse é a chamada leitura rítmica, ou seja, a altura não está envolvida.
      Eu, particularmente, não trabalho o ritmo isoladamente (a não ser quando é uma coisa muito complexa) porque toda melodia tem um ritmo contido nela, aí eu já faço os dois juntos. Mas é claro que para quem está iniciando a leitura da partitura o trabalho separado (altura x ritmo) é super válido.
      Além do Pozzoli, o Gramani também trabalha ritmos. O Gramani tem uma particularidade de não se prender muito a compassoas fixos.
      Forte abraço e qualquer dúvida, é só teclar!
      Carlinhos

  350. roblack soul
    16/05/2011 às 1:12 pm

    ola carlinhos um grande abraço pra vc quero agradece por esse trabalho.

    caro amigo o mue negocio e canto black vc vai passar tutorial de melisma e d tecnica vocal ? esse tutoriais q vc esta passando irmão é benção muito agradecido estou eu etou baixando todos,

    infeliz mente so não tenho tempo para treinar pois estudo e trabalho mais cara muito bo se fosse vc no meu lugar como vc dividiria o seu tempo para treino?
    eu saio do trabalho as 6 escola as 7 e chego 11 da noite oq vc faria pq treian o ouvidop so nos fim de semana eu acho q ñ rende . diz ai meu amigo abraços robson de brasilia df

    • 16/05/2011 às 11:46 pm

      Oi Robson, que bom que você perguntou isso!!
      Cara, o bom de praticar a percepção musical é que você treina qualquer hora em qualquer lugar. Vou dar exemplos:
      Para você cantar uma escala você não precisa de equipamento. Quando tiver indo para a escola e para o trabalho você pode treinar isso. Apensa cantar. Sem praticar a leitura. Para treinar o solfejo com números, você pode solfejar placas de carro, números de telefone, vereadores, senadores, deputados, enfim, qualquer coisa que tenha número. E isso está no nosso cotidiano.
      Quanto aos melismas, eles são muito usados no canto mais erudito. No cantochão (canto gregoriano, ambrosiano, galicano, bizantino) e no repertório renascentista e romântico, existem muitos exemplos e não se engane, precisa muita técnica para fazer isso bem. Controle de respiração, trabalho da musculatura abdominal, enfim, cantar, praticar, fazer aula, e trabalhar bem a sonoridade para ter um som legal. Para ouvir as músicas que você curte, precisa ter um mp3 (que você já deve ter).
      Não sei quando você fala de black music se você fala do pessoal do soul, da Motown, esse tipo de som, ou se fala do hip hop muito comum hoje em dia. Acho que o hip hop tem prejudicado o ouvido melódico das pessoas que só escutam esse som por falta de melodia. Essa é uma constatação depois de trabalhar com muitas pessoas nos corais. Aprecie as melodias. Curta o som. Não pare de ouvir nem de pensar.
      Vamos conversando!!
      Abração
      Carlinhos

  351. 13/05/2011 às 11:22 pm

    Td blza Carlinhos,como faço para saber se música está num tom maior ou menor, sei que tem aver c/ a terça baseado no pentacorde;e na tônica nos finais das música(1). Mas como descobrir isso de ouvido,apenas escutando a música?!!

    • 14/05/2011 às 4:06 pm

      Oi Maurício, obrigado por perguntar.

      O melhor que se faz no início é ouvir músicas acompanhando a partitura ou a cifra. Dessa maneira você vai acostumar bem com os acordes maiores e menores e, porsteriormente, reconhecer um campo harmônico maior ou menor.
      Inicialmente estamos tratando do campo harmônico maior e logo chegaremos ao menor.

      Vai ouvindo e lendo.

      Abração
      Carlinhos

  352. 13/05/2011 às 10:54 pm

    Td blz Carlinhos, como faço para identificar se a música está num tom maior ou menor,sei que tem a ver com a terça baseao no pentacordio;e na tônica nos finais das musicas. Mas como faço isso de ouvido, apenas escutando a música?!!

  353. Carlos Veiga Filho
    11/05/2011 às 12:06 am

    Oi Cícera, então o arquivo que eu peguei não tem esses solfejos todos.
    Ele tem basicamente trabalho rítmico!!
    Você tem como me mandar o arquivo que você precisa? Se você tiver em pdf ou jpg pode mandar que eu posso editar.
    Mas te digo que ouvir a melodia não vai te ajudar muito a solfejar. Na verdade vai atrapalhar porque logo você decora a melodia.
    Vamos conversando.
    Abração
    Carlinhos.

    • 15/05/2011 às 10:47 pm

      Oi, Carlinhos pois é eu nao tenho.Na realidade Pozzoli trabalha só a percepçao rítmica…E eu tbm nao tenho….Entao deixa assim mesmo…Valeu…abraços…

      • 15/05/2011 às 11:44 pm

        Relaxe, já fiz um tutorail aqui usando um pedaço do Pozzoli e um pedaço do Lieberman. Amanhã eu gravo e mando.
        Amanhã eu vou disponibilizar no 4shared o Pozzoli.
        Abração
        Carlinhos

  354. 07/05/2011 às 9:10 pm

    Oi, Carlinhos , gostaria de saber se vc vai trabalhar com alguma da séria se Pozzoli …

    • 09/05/2011 às 12:30 pm

      Oi Cícera, eu só conhecia o Pozzoli de nome. Depois da sua pergunta eu tentei baixar e só vi exercícios rítmicos. Apenas no final vi melodias.
      É isso mesmo?? Ou tem a ver com diferentes módulos e o que eu peguei era só de ritmo? Não sei.
      De qualquer maneira, este estudo serve para dar autonomia até você conseguir solfejar qualquer coisa.
      Vou continuar procurando.
      Valeu,
      Carlinhos.

      • 09/05/2011 às 4:06 pm

        na realidade tem haver com percepção rítmica… Eu só conheci os solfejo , das série de pozzoli desde a 1º série até a 12ª série….Vc podia editar os audios do solfejo de pozzoli né ? Poxa vai nos ajudar e muito…Abrç.

  355. urb1952
    05/05/2011 às 9:19 am

    Carlinhos, parabens pela didática e arranjos, nota 1000.
    Obrigado.

  356. Edson
    04/05/2011 às 10:46 am

    Demais meu irmaão!
    Parabens!

  357. Carlos Veiga Filho
    02/05/2011 às 11:26 pm

    Oi Nadiane, obrigadíssimo pela mensagem!!!
    Não pretendo parar não. Enquanto tiver gente escrevendo, estudando, questionando, comentando, eu continuarei.
    Valeu
    Carlinhos

  358. 02/05/2011 às 7:30 pm

    muito bom carlos os teus video do solfejo 31,32,33,34 etc..ta me ajudando muito com a escala e eu ate to pegando rapido sem acompanhamento de instrumento…vc ta me ajudando muito na minha faculdade…obrigada
    não para viu??continua se não eu vou me perder em tudo hehehe
    abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s