Harmonia

Harmonia no YouTube


Harmonia 39 – Acorde Napolitano


Harmonia 38


Harmonia 37 – Diminuto ou meio diminuto?


Harmonia 36 – Acordes relativos


Harmonia 35 – Exemplos de empréstimo modal


Harmonia 34 – Empréstimo modal


Harmonia 33 – Semelhanças entre dominantes e sensíveis


Harmonia 32 – Exemplos de dominantes secundárias


Harmonia 31 – Dominantes secundárias


Harmonia 30 – Escala cromática


Harmonia 29 – Campo harmônico menor – Progressões


Harmonia 28 – Campo harmônico menor – Exemplos 2


Harmonia 27 – Campo Harmônico Menor – Exemplos


Harmonia 26 – Campo Harmônico Menor


Harmonia 25 – Alterações – Análise harmônica


Harmonia 24 – Solfejo com alterações – Parte 2


Harmonia 23 – Solfejo com alterações


Harmonia 22 – Alterações


Harmonia 21 – Maior, Menor, Diminuto e Aumentado (exemplos)


Harmonia 20 – Maior, Menor, Diminuto e aumentado (estrutura)


Harmonia 19 – Cifrando uma partitura


Harmonia 18 – Acordes maiores com sétimas maiores e menores


Harmonia 17 – Analisando as Tétrades


Harmonia 16 – Tétrades


Harmonia 15 – Tonalidades relativas


Harmonia 14 – Suspensão


Harmonia 13 – Bordadura


Harmonia 12 – Notas de passagem


Harmonia 11 – Análise harmônica


Harmonia 10 – Inversões de tríades


Harmonia 09 – Relação Dominante – Tônica


Harmonia 08 – Analisando Mozart


Harmonia 07 – Progressão I IV V I


Harmonia 06 – Software Campo Harmônico Maior


Harmonia 05 – Nomenclatura


Harmonia 04 – Campo Harmônico Maior


Harmonia 03 – Acordes Maiores e menores


Harmonia 02 – Maior, menor e diminuto


Harmonia 01 – Tríades

  1. joel alves
    16/11/2014 às 7:32 pm

    VI TODOS . PARABENS

  2. joel alves
    13/11/2014 às 11:01 am

    dizer o que? simplesmente excelente. parabens carlinhos

  3. walter do cavaco
    24/10/2014 às 11:24 pm

    poxa amigo parabens pelo sat, muito bom!

  4. Paulo Matricó
    08/08/2014 às 9:06 pm

    Parabens Carlinhos, pelo seu trabalho.
    Estou estudando um curso técnico no Conservatório Pernambucano de Música e buscando na internet encontrei seu blog que está me proporcionando uma sistematização do estudo.
    Sou poeta e compositor e trabalho basicamente com ouvido e busco ampliar meus conhecimentos, naturalmente estudando a teoria, que para mim é ainda bastante complicada.
    Abraço,
    Paulo Matricó

    • 17/08/2014 às 12:16 pm

      Oi, Paulo, obrigadíssimo pela mensagem.
      Fico muito feliz quando pessoas que tem a prática de tocar de ouvido se interessam pela teoria.
      Você vai ver que ajuda bastante a expandir as fronteiras do conhecimento e da técnica também.
      Jogue duro.
      Forte abraço,
      Carlinhos.

  5. 03/08/2014 às 1:45 pm

    AI PESSOAS ACOMPANHO BASTANTE TUAS AULAS, É BOOOA PRÁ CARAMBA. NÃO SEI SE PODERIAS MANDAR PARA MIM TODAS AS TUAS AULAS DE SOFEJO DITADO RITIMICO E ARMONIA, EM AUDIO / VIDEO. SE CONSEGUIR FICAREI GRATO… VALEU FERA.

    • 03/08/2014 às 9:25 pm

      Oi, Sergio, obrigado pelo elogios.
      Não tenho como mandar mas se voce quiser baixar use o savefrom.net
      Abração

  6. elber silva santos
    15/07/2014 às 7:34 pm

    tenho aprendido muito com suas aulas, toco sax por isso sempre estudei melodia, mas agora estou aprendendo bastante harmonia. valeu

  7. John
    17/06/2014 às 10:08 am

    Muuito bomm! Faço licenciatura em música e tenho que recorrer a esse site maravilhoso, porque o professor explicando de maneira prática e direta faz toda a diferença.

  8. Márcia
    03/03/2014 às 5:09 pm

    como faço pra conseguir tirar uma musica de ouvido? é por meio do circulo das 5as? vc tem algum video q sobre isso? bjs Carlinhos

  9. m.souza
    17/12/2013 às 4:37 pm

    Olá ! Obrigado pelos seus vídeos.Foram de grande ajuda para mim , fáceis de entender e muito bem elaborados . Parabéns!!!!!

  10. mateus
    21/11/2013 às 7:55 am

    Carlinhos encontrei em um site uma suspensão 2-3 que não entendi muito bem o porque dela ser 2-3, segue o link: http://www.clem.ufba.br/bordini/cons/n_mel/n_mel.htm. Se puder explicar

  11. Fabio Mellog
    07/11/2013 às 8:37 pm

    Que Deus te ilumine sempre. Um forte abraço!!!!!!!

  12. Mazinho de Souza.
    28/10/2013 às 8:04 am

    Mestre Carlos é com grande satisfação que lhe escrevo pra pedir SOCORROOO!!!!!! rsrsrsr……
    Crie 4 corais a 4 vozes, de 8 compassos (2 frases de 4 compassos), nas tonalidades e compassos indicados, utilizando os seguintes recursos em cada um deles: acordes em estado fundamental; acordes em 1ª inversão (mínimo 5); acordes em 2ª inversão (os 3 tipos); interdominantes (em primeira inversão); V7 e V6/5; mudança de posição; mudança de estado; cadências no final da 1ª frase e no final da 2ª; modelos rítmicos dados. Escreva todas as cifras e rotule as cadências, além de indicar os tipos de encadeamento.

    • Mazinho de Souza.
      28/10/2013 às 8:06 am

      Será que aqui no blog encontro todos os assuntos se só forem alguns de antemão já agradeço.

      • Mazinho de Souza.
        28/10/2013 às 8:40 am

        Que cabeça …..achei sobre cadência professor, desculpe ! É que eu conhecia com outro nome!!!

  13. Carlos
    24/10/2013 às 6:46 pm

    Ola Carlinhos!!
    Nossa! estou evoluindo muito musicalmente graças as suas aulas.
    Tenho uma duvida com relação as cifragens de partitura, tem como eu cifrar uma partitura somente utilizando a voz principal?
    Abraço, que Deus te abençoe.

  14. anita
    18/09/2013 às 7:03 pm

    anita :
    Bom dia professor uma abençoada semana a todos. professor um dos alunos falou que acha tarde para aprender musica e pense eu com meia quatro estou tentando aprender mais. Eu quero saber se com as cifras eu acompanho as pancadas do ritmo ou acompanho as partes das teclas do acordeon?gostaria de receber suas aulas no email. abços…

  15. Anita
    04/09/2013 às 10:09 am

    Professor vc é um ser iluminado pelo ESPÍRITO SANTO, muito obrigado por ser essa pessoa maravilhosa é de pessoas assim que o mundo precisa. Eu sou uma professora aposentada e estou tentando usar meu tempo com musica. Eu e meu esposo temos um grupo musical para idosos e gostaria muito que vc desse umas dicas como eu poderia acompanhar o acordeon fazendo os acordes no teclado, eu tenho uma boa noção de musica tempos atrás estudei e participei de uma banda conheço a maioria dos acordes, solfejos , notas, compasso,etc. se puder me ajudar agradeceria muito, que DEUS continue te iluminando, abços….

    • 08/09/2013 às 2:55 pm

      Oi, Anita, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      O acordeon é um instrumento super completo para harmonizar. Se você conhece bem como utilizar a mão esquerda fica uma maravilha.
      Tem algumas aulas bem interessantes no youtube.
      O resto é identificar as cifras e praticar.
      Qualquer coisa, pode perguntar!!
      Valeu

      • anita
        16/09/2013 às 10:32 am

        Bom dia professor uma abençoada semana a todos. professor um dos alunos falou que acha tarde para aprender musica e pense eu com meia quatro estou tentando aprender mais. Eu quero saber se com as cifras eu acompanho as pancadas do ritmo ou acompanho as partes das teclas do acordeon?gostaria de receber suas aulas no email. abços…

  16. Matheus Fortes
    09/08/2013 às 8:00 pm

    Aiii Carlinhos blz?
    Gostaria de te pedir um tutorial de história pq ñ acho em lugar nenhum. Pode ser ?

  17. Eduardo
    30/07/2013 às 1:35 am

    Eduardo :
    Tranquilão então… Mas me apareceram mais duvidas, e dessa vez é sobre os dominantes secundarios. Qual escala eu uso sobre um dominante secundario? E também, eu quero saber se eu posso usar o vii grau como dominante secundario (preparando para o ii grau) porque no video você não fez nenhuma observação sobre ele (assim como fez sobre o IV e V graus). Então é isso! Abração!

    • 22/08/2013 às 10:58 pm

      Oi, Eduardo, descobri um site ótimo sobre improvisação.
      Está no “coursera.org” e chama-se “Jazz improvisations”
      Dá pra acompanhar numa boa.
      Nunca fui muito de improvisar mas agora estou me dedicando a estudar isso.
      Logo poderei te ajudar bem mais.
      Quanto ao dominante secundário, o vi quando transformado em maior prepara para o segundo grau. O vii quando transformado em maior prepara para o terceiro grau.
      Abração

  18. Daniel Souza
    22/07/2013 às 6:12 pm

    Aí, Carlinhos, beleza?! Meu nome é Daniel e eu gostaria que fizesse um tutorial sobre antecipação, além de outros sinais de indicação para quem utiliza partitura. Tenho aprendido muito e anotado bastante tudo que tem passado em seus tutoriais. Obrigado pelo bom trabalho, valeu!!!

    • 23/07/2013 às 9:26 pm

      Valeu, Daniel!!
      Existem alguns na série harmonia.
      Acho que não cheguei a fazer o de antecipação.
      Mas deve acontecer em breve.
      Obrigadíssimo e um abraço.

  19. Eduardo
    20/07/2013 às 1:27 am

    Fala mestre, blz? Eu fiquei com duvida sobre o capitulo de acordes de emprestimo modal… Quando estivermos improvisando sobre uma base que tenham esses acordes, ou ate mesmo criando melodias sobre os mesmos, qual escala devemos relacionar à eles. Tipo, se eu emprestei um acorde do campo de Fm para F eu mantenho a escala inicial ou uso a escala menor enquanto o acorde estiver soando? Obrigado pela atenção e pelas ótimas aulas postadas. Abração!

    • 23/07/2013 às 9:21 pm

      Oi, Eduardo, te confesso que não sou um exímio improvisador mas estou desenvolvendo o meu gosto pela improvisação e logo começarei a estudar a fundo.
      De qualquer maneira, lembre que a diferença entre um acorde maior e um menor está apenas na terça e com certeza no seu improviso a nota emprestada precisa ser respeitada.
      Mas hoje eu não saberia te responder, por exemplo, que modo usar.
      Mas brevemente espero ser capaz.
      Um abraço.

      • Eduardo
        30/07/2013 às 1:34 am

        Tranquilão então… Mas me apareceram mais duvidas, e dessa vez é sobre os dominantes secundarios. Qual escala eu uso sobre um dominante secundario? E também, eu quero saber se eu posso usar o vii grau como dominante secundario porque no video você não fez nenhuma observação sobre ele (assim como fez sobre o IV e V graus). Então é isso! Abração!

  20. marcio
    16/07/2013 às 6:52 pm

    Cara aqui tem tudo!!!!!!!!Deus abençoe esse professor!!!!!!!!

  21. jONAS
    15/07/2013 às 11:03 pm

    Carlinhos,
    Agradeço a Deus pela tua vida, uma vez que vc não guarda o talento que Ele te deu. Compartilha de uma forma tão clara e com metodologia eficiente e eficaz.
    Muito obrigado e que Deus continue colocando em teu coração esta vontade do partilhar o conhecimento que Ele colocou nas tuas mãos.

    • 16/07/2013 às 8:16 am

      Amem, Jonas!!
      Obrigadíssimo pela mensagem.
      Abração

  22. Juninho Arruda
    04/07/2013 às 8:21 pm

    valeu cara, comecei a acompanhar suas aulas e estou gostando muito,espero que continue postando…….
    abraço!!!!!

    • 04/07/2013 às 11:37 pm

      Continuarei sim!!
      Obrigadíssimo pela mensagem!
      Abração

  23. Anderson
    02/07/2013 às 10:35 pm

    Carlinhos, sem palavras para descrever seus tutoriais. Estou acompanhando todas as séries. Otima didática, aulas nem um pouco cansativo, muito bom mesmo!!! Obrigado
    Anderson.

    • 02/07/2013 às 11:41 pm

      Obrigadíssimo, Anderson.
      Qualquer dúvida, pode perguntar.
      Abração

  24. 24/06/2013 às 5:00 pm

    Olá Como vai? Rapaz quanta qualidade aqui em… comecei a estudar harmonia parei por falta de tempo, estava começando a entrar nas escalas menores pelo metodo Ian Guest hoje só tenho a apostila tempo ta pouco para ir até ao professor :( … mas acho que vou terminar com voce aqui :) …rsrs Deus te abenços pelo sua dedicacao a todos no youtube.

    • 02/07/2013 às 9:04 am

      É isso aí, Marcelino!!
      O tempo ficou apertado mesmo!!
      O bom da internet é que a gente estuda em casa e na hora que dá vontade!!
      Abração

  25. Marcelo Lima
    10/06/2013 às 6:23 pm

    muito obrigado por toda essa dedicação,suas aulas são de alta qualidade e de facil intedimento,que Deus te abençoe.

  26. Gabriel
    27/05/2013 às 11:21 am

    Grande Veiga!
    Cara vou dar uma idéia de um tutorial que seria muitíssimo interessante, especialmente para aqueles que estudam música para fazer música e não somente para reproduzir ou executá-las…..aí vai: dada uma melodia que vc poderia criar (que nem precisaria ser longa) quais seriam as possibilidades de harmonização….com comentários sobre os universos criados…seria ótimo…fica a dica e o pedido..valeu! abs

    • 30/05/2013 às 10:13 am

      Valeu, Gabriel, entendi o que você quer. Posso fazer falando sobre as possibilidades de harmonização. Entretanto, falar sobre o que você chamou de universos fica mais difícil porque as pessoas sentem a música de formas diferentes, concorda?? Eu posso usar um exemplo descrevendo uma sensação minha mas você pode não sentir da mesma forma. Dessa maneira, a melhor coisa a fazer é você ouvir o que você quer (em músicas gravadas) e depois tentar entender a progressão, a instrumentação, a dinâmica… As vezes achamos que é só a harmonia que nos trasnporta mas está tudo interligado.
      Abração

  27. 25/05/2013 às 2:59 pm

    Olá Carlinhos, tenho acompanhado suas vídeo aulas e agora comecei a séria harmonia e estou com bastante duvidas sobre inversão de Tríades principalmente a segunda inversão no vídeo 10 de harmonia. você poderia me dar alguma dica?
    Parabéns pelo trabalho, tem me ajudado muito.

    • 30/05/2013 às 10:08 am

      Oi, Nathalia, no vídeo que tem os encadeamentos I – IV – I eu aproveitei a falei sobre isso.
      Veja se te ajudou.
      Abração

  28. wellison
    20/05/2013 às 12:56 pm

    Ola Professor….tudo em Paz ? …….escrevi algumas canções e gostaria de saber sua opnião crítica sobre minhas coposições pq estou pensando em investir uma grana pra gravar em estudio. como posso enviar as musicas ?

    Por favor se puder

    Grande abraço…..

  29. Adeilson
    14/05/2013 às 9:33 pm

    Estou vendo agora, gostei muito,

  30. Rodrigo
    11/05/2013 às 2:22 am

    Grande Carlinhos, Excelente professor !
    Sou seu fã… Abraço

  31. Raul
    18/04/2013 às 11:46 pm

    eu queria pedir um tutorial falando sobre os graus a classificação deles e a função de cada um e como saber se é menor, maior ou justa! obrigado

    • 22/04/2013 às 8:15 am

      Oi, Raul, assista aos de intervalos!!!
      Eles já estão na rede!!
      Abração

  32. wellison
    15/04/2013 às 10:26 am

    Poxa cara!!! parabens, suas video aulas são ótimas , to aprendendo pracaramba, muito explicativo e de facil entendimento seus metodos didaticos…..é só dedicar e estudar ,,, muito abrigado por agora……

    grande abraço

  33. André Luís J. Vieira
    14/04/2013 às 9:24 pm

    Cara, que DEUS abençoe demais a sua vida. A música é uma coisa que tá minha alma e, por motivos diversos, eu nunca consegui parar p/ estudar. Hoje tenho 35 anos e acho que tá um pouco tarde… mas como isso faz parte – fortemente – da minha existência como ser humano, acho que eu preciso desenvolver, mesmo achando que tá meio tarde pra isso ! , Moro no Rio de Janeiro, sou contabilista e encontro-me desempregado, não to conseguindo voltar ao mercado de trabalho. Por esse motivo e pelo fato de eu só me sentir realizado quando faço algo ligado a música, estou depositando grande esperança nesse aprendizado e, quem sabe até conseguir ter uma fonte de renda futuramente com alguma atividade ligada a ela.
    Cara. tu tá me ajudando a realizar um dos grandes desejos da minha vida. Mais uma vez muitíssimo obrigado pela iniciativa tão altruísta e q DEUS abençoe demais a sua vida. Forte abraço !!! (André Luís J, Vieira)

    • 22/04/2013 às 8:12 am

      Não está tarde não, André!!!
      Pode estudar e se jogar que as coisas vão melhorar para você.
      Estudar pela internet nos dá não apenas o conhecimento que adquirimos com os videos, textos, discussões etc, mas nos dá também uma disciplina para pesquisar e estudar quando precisamos e podemos fazer isso com qualquer assunto. Hoje aprendo muitas coisas diferentes pela internet.
      Um forte abraço e conte sempre comigo e com os tutoriais.
      Abração
      Carlinhos

  34. Martin Luthero
    03/04/2013 às 10:07 am

    Carlos Ola Tudo Bem
    Estou com um nó na cabeça, veja, no seu tutorial sobre dominantes secundarias vc nos informa que a resolução será SEMPRE no IV, porem no exemplo de Maria Gadu, o E7 que é V7 de V está resolvido no no III de E , pode me esclarecer, para o meu desenvolvimento musical o que ocorre neste caso?
    abração
    Martin Luthero
    Sempre LIgado em Estudo Musical.

    • 11/04/2013 às 8:44 am

      Oi, Martin, obrigado pela mensagem.
      Veja só, desculpe se eu falei “sempre”. Na verdade o V7/IV (primeiro grau maior com a sétima menor) normalmente resolve no IV. Entretanto existe a chamada cadência de engano que pode nos conduzir a outro grau que não seja esperado. A beleza está justamente em criar sensações nas pessoas e um acorde inesperado é ótimo para isso. As pessoas não entendem (e nem precisam entender) a teoria por trás da música mas sentem alguma coisa diferente, como elas gostam de dizer.
      Vai ao show segunda-feira? Te espero lá!!!
      Abração
      Carlinhos

      • Martin Luthero
        11/04/2013 às 8:50 am

        Vou sim e levarei algumas pessoas amigas, e vou aproveitar para agradecer essa ajuda que você tem dado a minha vida musical, imagine eu fazendo essas perguntas, que para mim era inimaginável. Grato pela resposta .
        Martin Luthero
        Sempre acompanhando o que é bom

      • 22/04/2013 às 8:05 am

        Obrigadíssimo pela presença, Martin!!
        Foi um prazer poder te conhecer.
        Foi a primeira pessoa que conheci presencialmente por causa do blog.
        Abração
        Valeu

  35. Junior Alves
    17/03/2013 às 9:30 pm

    Ola Carlinhos gostaria de sugerir alguns tutoriais sobre improvisação. Abraços.

  36. 15/03/2013 às 11:15 am

    sao otimas as aulas ue nos da me ajudaron muito acomprender mais sobre harmonia

  37. 08/03/2013 às 4:00 am

    vi o tutorial sobre vestibular e a matéria de modos,mas o tutorial mencionado nesta questao de vestibular nao foi encontrado nos links, solfejo, prática, harmonia, etc. pode me dizer onde posso encontra-lo, por favor?ou mandar para meu email mt.br@hotmail.com
    grata.maria tereza ribeiro-bh-mg

    • 08/03/2013 às 8:15 am

      Oi, Tereza, é o prática 16 – introdução aos modos.
      Hoje vai um bem completo.
      Valeu

  38. juliano
    03/02/2013 às 2:33 pm

    Carlinhos, boa tarde, você gravou o tutorial de harmonia que seria o décimo quinto que falaria sobre ANTECIPAÇÃO?
    Não consegui encontrar!
    Obrigado!!

    • 03/02/2013 às 9:45 pm

      Oi, Juliano, não gravei ainda. Estou devendo esse.
      Abração

  39. Gustavo Ribeiro
    30/01/2013 às 11:25 pm

    Olá Professor,
    Meu nome é Gustavo e ja ha algum tempo tenho tentado me dedicar a música (teclado), ja tenho conhecimento de escalas maiores, intervalos, mas tenho um grande problema:
    Não consigo tocar notas da melodia com acordes juntos, e quando toco só em acordes as pessoas não conseguem reconhecer a melodia do hino, também tenho dúvidas relação a como usar notas ou acordes de passagem de uma progressão para outra…
    Gostaria de saber qual conselho me daria e por onde devo começar para suprir estas dúvidas…

    Forte abraço

    Gustavo Ribeiro

    • 03/02/2013 às 9:37 pm

      Oi, Gustavo, o melhor treino no instrumento é aquele que fazemos sem quebrar o fluxo da música. Isso quer dizer que se ainda levamos tempo para trocar de acordes, temos que estudar mais lentamente para que a musculatura e o cérebro consigam realizar tudo certinho.
      Estude devagar. Essa é a grande dica. Acelere lentamente.
      Abração
      Carlinhos

  40. 20/01/2013 às 6:49 am

    engraçado. no google crhome está dando erro nos videos 28 e 29. só consegui no explorer.mas valeu. adorei como sempre. parabens

  41. 20/01/2013 às 6:22 am

    os dois ultimos videos de harmonia nao consegui visualizar. o primeiro foi até 14 min e depois saiu do ar. video 28 de harmonia. o 29 nao foi postado.deu erro no youtube. se for o caso, tente enviar para meu email.ok?maria tereza ribeiro-bh.mg
    mt.br@hotmail.com

  42. DIEGO DOS SANTOS ALCANTARA
    17/01/2013 às 4:35 pm

    olá Carlos blz!! aqui é o Diego meu vi os seu videos e gostei muito, estou tentando aprender tirar musica de ouvido pelo teclado estou com dificudade estou usando aquele método que vc passa I IV V tem algum macete …. obrigado

    • 18/01/2013 às 6:35 pm

      Oi, Diego!!
      O macete é começar com música simples!! E também músicas que você já esteja familiarizado!!
      Depois fica automático!!
      Abração
      Carlinhos

  43. 27/12/2012 às 10:23 pm

    Olha, gostei muito das orientações!
    Gastei, uma grana pagando professores. Mas, as suas dicas: são simples e objetivas. Parabéns!

    • 04/01/2013 às 11:42 pm

      Oi, Raulym, obrigadíssimo!!!
      Vamos por aqui economizando enquanto for possível :)
      Abração
      Carlinhos

  44. Maria Pio
    19/12/2012 às 10:34 am

    Oi Carlinhos,, OBRIGADA!!! querido..
    Grande bj..
    saudades!!!

  45. Maria Pio
    17/12/2012 às 4:47 pm

    Oi Carlinhos, quanto tempo!! tudo bem com você?
    Estou de férias, ufaaa.. rsrs então, voltando a estudar seus tutorias (beleza),
    Queria lhe perguntar, você vai retornar a fazer tutoriais em harmonia? Gostaria de estudar o campo harmônico menor.
    Deve estar na correria, final de ano.. mas se puderes, ou tiver algum material, ficaria bem feliz..
    Bjão Carlinhos
    até mais
    Maria Pio

    • 19/12/2012 às 9:38 am

      Oi, Maria, que saudade!!!
      Como está a faculdade?? Espero que tudo bem.
      Veja só, vou dar prosseguimento em harmonia sim e com certeza o próximo tópico é o campo harmônico menor. Estou devendo algumas notas melódicas também. Mas prometo que na segunda semana de janeiro de 2013 vou começar a bombardear o youtube com novos tutoriais.
      Abração
      Carlinhos.

  46. 07/12/2012 às 3:17 am

    verifiquei que ainda nao fez tutorial sobre ornamentos, tipo gruppeto, acciaccatura, apoggiatura,trinado, etc. estou precisando,pois tenho um trabalho para apresentar daqui a 2 semanas e ainda nao vi audio de cada um destes e outros na internet. pode me ajudar ou enviar para meu email?grata.

    • 07/12/2012 às 12:35 pm

      Oi, Tereza, obrigado pela mensagem.
      Ainda não desenvolvi esse material por falta de tempo. Com certeza isso estará disponível no primeiro semestre de 2013.
      Para esse trabalho, o melhor é você ir à biblioteca da sua escola de música.
      Com certeza você encontrará material.
      Abração
      Carlinhos

  47. Vanessa
    24/11/2012 às 7:40 pm

    Gostei muito dos seus tutoriais, tenho prova de harmonia tradicional na próxima segunda e assistí-los me ajudou demais, na prova terá figuração melódica…senti falta de appoggiatura, arpejo e antecipação.

    • Vanessa
      24/11/2012 às 7:41 pm

      Obrigada!!!

    • 28/11/2012 às 11:52 pm

      Valeu, Vanessa!!!
      Ainda vou abordar esses tópicos. É tanta coisa pra falar e pouco tempo para produzir o material.
      Mas vai rolar. Como foi a prova??
      Jogue duro!!
      Abração
      Carlinhos

      • Vanessa
        12/02/2013 às 10:21 pm

        Olá, fui consideravelmente bem na prova, tirei 8,5. Agora cursarei o último semestre de licenciatura em música. Mais uma vez, obrigada!

      • 14/02/2013 às 10:51 pm

        Parabens, Vanessa!!!
        Vamos em frente!!
        Abração

  48. Fátima
    20/11/2012 às 1:53 pm

    Carlos,gostaria de seguir as lições de teclado com a prof. Adriana,mas não tenho a apostila para estudar em casa ,onde posso encontrá-la?
    Grata.

    • 22/11/2012 às 10:11 am

      Oi, Fátima, tenho o método Hanon nos links aqui do blog.
      É muito usado para a técnica do piano.
      Não sei se é isso exatamente que você precisa mas acho que pode te ajudar.
      Abração
      Carlinhos

  49. 12/11/2012 às 5:29 pm

    Carlinhos… sugiu uma duvida durante sua aula de harmonia…
    Reparei que alguns acordes (que não são invertidos) não seguem a mesma ordem das triades Ex: na triade tocamos Ré Fá Lá… e reparei que alguns apresentam a sequencia Ré (baixo) Ré(tenor) Lá(contralto) e Fá (soprano) Ré Ré Lá Fá…
    Com isso fiquei na duvida se o acorde no estado fundamental não precisa seguir a ordem da triade.
    grato

    • 12/11/2012 às 11:54 pm

      Oi, Fernando, obrigado pela mensagem!!!
      Na verdade nunca importa a ordem do que vem acima do baixo. Para considerar inversão só olha o baixo.
      O que vem acima dele pode estar na combinação que estiver que não importa.
      E isso não vale apenas para a posição fundamental. Vale para qualquer inversão também.
      Abração
      Carlinhos

      • Fernando
        13/11/2012 às 6:05 am

        Entendi… obrigado pela ajuda

  50. Fábio Brito
    09/11/2012 às 6:35 pm

    Carloo pelamordideus me ajuda!! kkk Estava dando uma olhada em uma das provas que vou prestar daqui a dois dias e em uma partitura( de uma das questões) a clave me indica que a tonalidade da musica está em Fá Maior, porem na resposta consta que é Re menor, não entendi isso,o que me faz afirmar que a musica está em uma tonalidade menor, se a clave representa um FáMaior?? .Vou deixar o link para você dar uma olhada( só não mando o link da prova direto porque no site ele faz o download da prova pro pc)

    http://www.uece.br/cev/index.php/vestibulares-anteriores/vestibular-20112

    para facilitar tem escrito assim: ”30/05/2011 – Exame de Habilidade Específica”, é só clicar

    Curto muito seus tutorias, tem uma excelente didática e são bem esclarecedores , está me ajudando muuuuuuuuuuuuuito no meu estudo diário.Muito obrigado novamente!

    • 10/11/2012 às 1:59 am

      Oi, Fabio, assista ao harmonia 15 – tonalidades relativas.
      Quanto à questão, veja que a nota final é ré e normalmente aparece a alteração para fazer a sensível (dó sustenido), e o si natural (para criar a menor melódica) também aparece bastante.
      Basicamente é isso.
      Assista ao tutorial e me diga se entendeu.
      Abração
      Carlinhos

  51. 09/11/2012 às 6:21 pm

    Carlinhos… Meu nome é Fernando, por muito tempo tive vontade de estudar harmonia, mas como toco um instrumento melodico ( trombone) sempre achei harmonia algo muito complicado… agora que encontrei seu site estou estudando através dos seus tutoriais. Gostaria de agradecer, pois sua forma de explicar torna muito facil o que eu temia tando na musica. rsrsrs com certeza irei explorar muito seu site e seu grande conhecimento.
    Obrigado pelas aulas

    • 12/11/2012 às 8:54 am

      Valeu, Fernando!!
      Vamos em frente!!
      Qualquer dúvida pode escrever!!
      Abração
      Carlinhos

  52. 23/10/2012 às 7:36 am

    Bom dia, Carlinhos. Fiquei sem entender uma coisa na aula sete de harmonia. Para leigos, como eu, sempre quando se fala e tonalidade maior pensamos de DÓ a SI, sendo SI a tonalidade maior que os demais. Você fala na aula que uma pessoa pode desejar cantar em uma tonalidade maior que Bb e indica REmaior se tratando de acordes. Na partitura, até entendo que depende da oitava, mas, na cifra, como identificar tonalidade maior? Pra mim, seria Bb tonalidade maior que Dmaior, olhar de leigo, queria compreender melhor. Mais uma coisa, você poderia explicar porque chama se de “música tonal”, por que tonal?
    De já, muito grato

    Raimundo.

    • 24/10/2012 às 11:37 pm

      Oi, Raimundo!!
      Não existe uma tonalidade maior que outra. Existem tonalidades maiores e menores.
      Música tonal é a música feita em torno de uma tônica, ou seja, o número 1 de uma escala. Se a escala for maior, a tonalidade é maior. Não importa qual seja o número 1 (Bb, D, G ou qualquer outra nota). Se a escala for menor, a tonalidade é menor.
      Os primeiros tutoriais da série solfejo explicam bem isso de tonalidade.
      Abração
      Carlinhos

  53. Dirceu Jayme Trindade
    08/10/2012 às 5:58 pm

    Carlinhos, não estou conseguindo puxar os Software Campo Harmônico Maior
    Software dos graus da escala maior e as Escalas Menores O que devo fazer?

  54. Dirceu Jayme Trindade
    08/10/2012 às 5:42 pm

    Boa tarde, Carlinhos.

    Você é uma pessoa muito generosa, e estou muito agradecido pelas aulas. e as dicas.

    Que Deus abençoe muito você e toda sua familia.

    Um abraço
    Dirceu Jayme Trindade
    Ourinhos SP

  55. Kézia Coutinho
    11/09/2012 às 10:11 am

    Oi Carlinhos, muito bacana seus vídeos tem me ajudado muito…obrigadão!!!!!!
    Estou estudando para o vestibular e gostaria q vc postasse, se possível, alguma coisa sobre tons vizinhos (direto e indireto) por favor…fica com Deus.

    • 13/09/2012 às 2:56 pm

      Beleza, Kézia, farei sim.
      Obrigadíssimo pela mensagem.
      Abração
      Carlinhos

  56. marcelo
    28/07/2012 às 8:29 pm

    Olá Carlinhos gostei muito dos seus videos e eu gostaria de saber como tocar teclado com a mão esquerda, fazer o baixo?

    • 31/07/2012 às 8:42 am

      Oi Marcelo, a maneira mais simples de lidar com a mão esquerda é fazer o baixo dos acordes que você monta na mão direita. Com a mão esquerda, portanto, você vai definir as inversões a serem usadas. É muito bom assim.
      Ritmicamente você deve buscar fazer uma levada coerente com a mão direita e fazer um ritmo bacana. Existem alguns videos no youtube mostrando ritmos no teclado. Dá uma busca.
      Fazer acordes na mõ esquerda é outra possibilidade. Arpejos é outra.
      Mas para ganhar muita autonomia e fazer todas essas coisas, o melhor é desenvolver a leitura da partitura e buscar ideias em songbooks, músicas para piano dos eruditos, arranjos de musicais.
      Assim você vai muito mais longe!!!
      Abração
      Carlinhos

  57. Luciana
    18/07/2012 às 10:19 pm

    Caro Carlinhos! Muito bom seu material e parabéns!!! Gostaria de aproveitá-lo da melhor forma possível, então, por onde devo começar?
    Um abraço.
    Luciana

    • 18/07/2012 às 11:34 pm

      Oi, Luciana, obrigadíssimo!!
      O começo de tudo está na tab solfejo, lá no final da página.
      Depois é só seguir!!!
      Valeu
      Carlinhos

  58. Maria Pio
    15/07/2012 às 8:22 pm

    Não sumo não rsrsr, estava terminando o estágio, nossa, muita coisa,mas graças a Deus, foi. Este semestre ainda vai ser meio complicado, mas falta pouco.Seus tutorias estão maravilhosos, qta coisa boa, vc é especial mesmo.
    Sucesso pra vc. Grande bj
    até mais

  59. Maria Pio
    14/07/2012 às 8:43 pm

    Oi Carlinhos, td bem? nossa, férias finalmente rsrs
    Voltando a estudar os teus tutorias, que bom!!
    valeu!!
    bjus
    bom find

    • 15/07/2012 às 8:17 pm

      Oi, Maria, saudade de você.
      Tudo bem?? Como está a faculdade?? E as músicas??
      Beijão
      Não suma não!!
      Carlinhos

  60. Rodrigo
    14/07/2012 às 9:37 am

    Olá Carlinhos, estou com uma dúvida e não tenho encontrado a solução em nenhum lugar. Bom, estou querendo praticar as triades maiores com as suas inversões, mas como sou iniciante, não sei quais dedos devo usar para formar os acordes. Existe alguma regra/tabela com as tríades e que dedos usar na mão direita e esquerda? Fico com receio de iniciar a tocar com os dedos errados e acabar criando um vício difícil de tirar depois. Bom, desde já agradeço. Abraço Rodrigo

    • Rodrigo
      14/07/2012 às 7:36 pm

      Rodrigo :
      Olá Carlinhos, estou com uma dúvida e não tenho encontrado a solução em nenhum lugar. Bom, estou querendo praticar as triades maiores com as suas inversões, mas como sou iniciante, não sei quais dedos devo usar para formar os acordes. Existe alguma regra/tabela com as tríades e que dedos usar na mão direita e esquerda? Fico com receio de iniciar a tocar com os dedos errados e acabar criando um vício difícil de tirar depois. Bom, desde já agradeço. Abraço Rodrigo

      Desculpa, esqueci de uma informação importante: Estou estudando piano! Abraços

      • 15/07/2012 às 8:16 pm

        Oi Rodrigo, tudo em paz??
        Não existe uma regra, existe o que é mais confortável e mais interessante para o que vem logo em seguida. Isso é importante: você pensar no que vem logo depois.
        Como início, você pode pensar:
        Mão direita:
        Pos. Fundamental – 1, 2 e 4
        Primeira Inv. – 1, 2 e 5
        Segunda Inv. – 1, 3 e 5
        Mão esquerda:
        Pos. Fundamental – 1, 3. 5
        Primeira Inv. – 1, 3 e 3
        Segunda Inv. – 1, 2 e 5
        Mas como te falei, em um encadeamento isso vai mudando.
        Abração
        Carlinhos

  61. 19/06/2012 às 2:11 am

    obrigada.me ajudou muito.acho que devo ter acertado,pois coloquei ela em dó maior.pode corrigir e enviar para mim para saber o que errei e acertei?bj.maria tereza -bh-mg

    • 21/06/2012 às 8:19 am

      Vou te pedir para refazer depois de assistir o tutorial sobre isso.
      O que você fez tem coisas certas e erradas.
      De qualquer maneira, no final de semana eu faço e mando, ok!?!?!?!
      Se você refizer vai poder comparar!!
      bj
      Carlinhos

  62. bruno henrique
    18/06/2012 às 5:46 pm

    Esse eo melhor site sobre teoria bem explicado do brasil parabens carlosveiga vc e um otimo professor estou aprendendo muito mais com vc do que na escola de musica de ond estou estudando.. esse final d ano vou prestar p licenciatura em instrumento musical pela ufg de goias. com o seu metodo eu creio q vou passar obrigado..

    • 21/06/2012 às 8:16 am

      Obrigadíssimo pelos elogios, Bruno.
      Se tiver alguma dúvida é só escrever.
      Abração
      Carlinhos

  63. azarias gonçalves da cruz
    18/06/2012 às 1:02 pm

    azarias gonçalves da cruz :
    Olá, professor! Valeu por esta aula 19. Gostaria de contribuir mais uma vez para o tutoriais. Dessa vez é um material gratuito do professor e músico Alan Gomes sobre harmonia popular. São três apostilas com quase mil páginas que acredito o pessoal vai gostar. Para baixar clique no link http://baterioteca.blogspot.com.br/2009/04/harmonia-por-alan-gomes.html. Abraços!

  64. azarias gonçalves da cruz
    18/06/2012 às 1:00 pm

    Olá, professor! Valeu por esta aula. Gostaria de contribuir mais uma vez para o tutoriais. Dessa vez é um material gratuito do professor e músico Alan Gomes sobre harmonia popular. São três apostilas com quase mil páginas que acredito o pessoal vai gostar. Para baixar clique no link http://baterioteca.blogspot.com.br/2009/04/harmonia-por-alan-gomes.html. Abraços!

    • 21/06/2012 às 8:05 am

      Legal, Azarias!!!
      Vou dar uma olhada no material dele.
      Obrigadíssimo pela contribuição.
      Abração
      Carlinhos.

  65. iago costa
    14/06/2012 às 11:48 am

    ola carlinhos sou baixista e gosta de saber se vc vai posta alguns tutoriais sobre improvisação q é onde eu tenho algumas duvidas

    • 15/06/2012 às 9:19 am

      Oi, Iago, o meu trabalho vai mais na linha da teoria e da percepção mesmo.
      Improvisação não é o meu forte.
      Mas procura no youtube que tem muita gente boa.
      Abração
      Carlinhos

  66. iago costa
    14/06/2012 às 11:35 am

    ola carlinhos descubri seus video ontem dando uma olha no you tube e gostei muito do seu trabalho ja tenho um grande conhecimento e agora estou podendo adquirir muito mais conhecimento com seus tutoriais ate pq eu fiquei mais de 1 ano sem pega no meu instrumento e sem estudar e agora eu to voltando a estudar e estou gostando muito msm da sua forma de explica que deus te abençoe e q vc continue nos ajudando com seus tutorias abração e fica na paz

  67. antenor chaves junior
    13/06/2012 às 10:10 pm

    Olá Carlos, gostaria de parabenizá-lo pela ótima iniciativa de difundir a música pela internet mundo a fora. Gosto muito de música, toco violão e estou iniciando os estudos de acordeon, aprendi muita coisa de ouvido e acredito que para o aprimoramento preciso conhecer a teoria musical, pois não toco por partituras.
    No início achei um pouco complicado, mais com dedicação e disciplina tudo se resolve.
    Quantas horas de estudo diário você sugere para que haja um bom aprendizado?
    É necessário aprender a solfejar antes de executar os exercícios no instrumento?

    Agradeço por poder compartilhar minhas dificuldades e por você estar ajudando muitos candidatos à arte da música, como eu. Abraços musicais.
    Antenor – Campo Grande MS.

    • 15/06/2012 às 9:16 am

      Oi, Antenor, obrigadíssimo pela mensagem.
      Vamos às suas questões:
      O início sempre é a parte mais difícil. Parece que tudo é complicado mas quando o entendimento é bom, tudo depois fica mais simples. Exemplo: gaste muito tempo tempo tocando escalas e arpejos no seu instrumento (sempre com metrônomo) que depois você colherá frutos fantásticos. Estude lentamente. O acordeon já é um instrumento que você precisa conhecer bem porque a visão não ajuda muito pela maneira como ele é posicionado. Mesmo no piano, o ideal é que a gente não fique olhando para as teclas. Só que para chegar nesse nivel é necessário muito estudo.
      Quanto ao tempo de estudo, eu digo que é mais importante que você estude corretamente. 30 minutos de um estudo concentrado, com metrônomo, para resolver alguma dificuldade, pode ser mais interessante que 3 horas de um estudo sem foco. O que eu sempre faço é dividir o meu tempo de estudo em técnica e repertório. Busco sempre ampliar as duas coisas.
      Quanto ao solfejo, ele não é necessário para você começar os exercícios no instrumento. A técnica do instrumento deve ser adquirida independente do solfejo. Mas o solfejo te dará muita autonomia na música.
      Espero ter ajudado.
      Abração
      Carlinhos

  68. Maria Pio
    30/05/2012 às 12:18 am

    Ola Carlinhos, tudo bem..
    saudades de você!!
    Ufaaaa, semestre que vem graças a Deus terei tempo para voltar a estudar com seus tutorias. Maior correria, mas ta valendo muito, cansa, todos sabem disso, mas devagar a gente chega lá..
    que bom que seus tutoriais são um sucesso Carlinhos, você realmente é uma pessoa fantástica!!! Procuro sempre acompanhar, mesmo que não esteja estudando como gostaria.
    Grande abraço,
    fica com Deus.
    Maria Pio

    • 03/06/2012 às 3:57 pm

      Oi Maria, que saudade!!
      Obrigadíssimo pelos elogios.
      O bom da internet é isso: você estuda quando tem tempo. Basta ser disciplinada (e isso você já me mostrou que é).
      Vamos em frente.
      Jogue duro.
      Beijão
      Carlinhos

  69. Maria Jose Rocha
    25/05/2012 às 6:34 pm

    Olá, prof. estou muito entusiasmada com esse seu trabalho. Estava procurando material sobre campo harmônico e encontrei esse tesouro que é o seu trabalho. Sou aluna da Escola de Música da FAETEC, RJ e comecei o período de estudo sobre harmonia.
    Fiquei muito entusiasmada com os seus videos. Que Deus o abençoe pela sua disponibilidade em partilhar o seu saber.

    • 25/05/2012 às 8:13 pm

      Oi, Maria, obrigadíssimo pela mensagem.
      Aproveite bastante os tutoriais e, qualquer dúvida, pode perguntar.
      Vamos em frente.
      Valeu,
      Carlinhos

  70. PéSãO
    15/05/2012 às 2:52 pm

    Carlos, obrigado mesmo, tá sendo de grande proveito… continuarei firme

  71. Carnégie Bacelar
    12/05/2012 às 8:19 am

    Caríssimo Carlinhos Veiga,
    Deus o abençoe sempre pela dedicação e desprendimento. Suas aulas ajudam a muitos mundo afora!
    Voce tem sido um grande mestre da musica! Além da didática inconfundível e excelente, bravo!
    Quero sugerir que faça um tutorial sobre as Notas Estranhas (tipo> escapada, vizinha, etc.).
    Obrigado pelas aulas que são ótimas e ajudam muito no Curso de Licenciatura que estou fazendo, um grande abraço.
    Carnégie.

    • 13/05/2012 às 10:22 pm

      Poxa, Carnegie, tinha respondido sua mensagem antes mas agora vi que não foi ao site.
      Veja só, na tab harmonia tem alguns com o nome de notas melódicas (nota de passagem, bordadura, retardo).
      Estou gastando um pouco de tempo com os sistemas para o iPhone e por isso tenho produzido poucos vídeos recentemente.
      Mas logo retomarei a tab harmonia.
      Abração
      Carlinhos

  72. Leo
    06/05/2012 às 7:43 pm

    Valeu Prof Carlinhos. Claro que ajudou. Muito obrigado
    Leo

  73. Leo
    05/05/2012 às 6:24 pm

    Prof Carlinhos, aqui e Leo de Belem. Tdo bem? Ao assistir o tutorial 10 de Harmonia (inversão de Triades) quero tirar uma duvida e fazer um pedido.
    1- Posso acompanhar uma musica no teclado usando acorde aberto com a mão esquerda e com a direita tocar na 1ª inversão? Se não. Como posso proceder.
    2- Existe inversão de Tetrades? Se existe o Sr pode fazer um tutorial?
    Um abraço
    Leo

    • 05/05/2012 às 9:30 pm

      Oi, Leo, tudo bem??
      Veja só, a inversão do acorde é caracterizada pela nota mais grave que você tocar.
      Dessa maneira, a condição natural é colocar as inversões na mão esquerda (visto que apenas o baixo é responsável por isso).
      Imagine o acorde de ré menor: ré-fá-lá. Faça o teste: Com a mão direita toque esse acorde e com a mão esquerda toque a nota ré apenas (no grave, obviamente). Dessa maneira está na posição fundamental. Se ao invés do ré na mão esquerda você tocar o fá, estará na primeira inversão. Se ao invés do fá, tocar o lá, estará na segunda inversão. A mão direita pode ficar igual nos 3 casos. O que tem que mudar é o baixo. Mas se a mão direita mudar, não há problema. O baixo é que caracteriza sempre a inversão.
      As tétrades também podem ser invertidas, ou seja, além das inversões semelhantes às das tríades, temos também a terceira inversão, quando a sétima está no baixo. Estou caminhando para esse tutorial.
      Espero ter ajudado.
      Abração
      Carlinhos

  74. 26/04/2012 às 8:08 pm

    Já assisti a todos esses videos!!!

    Excelentes…

    Abraço

    Valéria

    • 26/04/2012 às 9:31 pm

      Obrigadíssimo, Valéria!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  75. pimenta
    12/04/2012 às 7:51 pm

    nao chegou. Mande outra vez com copia para eliaspim@gmail.com
    Gratissimo.

  76. pimenta
    10/04/2012 às 6:46 pm

    Carlinhos
    Vd ficou de me indicar professores para piano, agradeceria se repetisse os nomes
    obrigado
    Elias

    • 10/04/2012 às 11:02 pm

      Oi Pimenta, enviei para o seu e-mail.
      Há uns 3 ou 4 dias.
      Não chegou??
      Abração
      Carlinhos

  77. 09/04/2012 às 1:35 am

    muito legal mesmo sobre as tétrades.tenho uma duvida sobre intervalos.gostaria de saber como classificar os intervalos menores e maiores quando tem acidentes(sustenidos e bemois)?bj.maria tereza-bh-mg

    • 10/04/2012 às 8:20 am

      Oi Maria Tereza. Tudo tranquilo?
      Uma boa estratégia é você calcular primeiro sem as alterações e depois colocá-las. Ou então inverter o intervalo.
      Ex: Dó# – Lá , ascendente.
      Poxa, esse está longe.
      Mas nós sabemos que lá – dó# ascendente é uma terça maior.
      Sendo assim, a inversão dele é uma sexta menor.
      Beijão
      Carlinhos

  78. Richard Johnson
    16/03/2012 às 10:24 am

    Professor que bom encontrar esse conteúdo. O senhor está de parabéns, pois são poucos que tem conhecimentos na área da música e que passam o conteúdo assim de forma gratuita!!! Obrigado professor

    • 16/03/2012 às 5:57 pm

      Sempre às ordens, Richard.
      Obrigadíssimo pela mensagem.
      Qualquer dúvida, é só teclar.
      Abração
      Carlinhos

      • paulo paz de aguiar
        05/01/2013 às 9:19 am

        no início quanto comecei a estudar as suas aulas, estava enfiando a cabeça pelas pernas. Copiava os tutoriais direto do youtube e ficava desordenado e eu não encontrava tempo para estudar e muito menos ler os comentários. Hoje estou bem mais folgado e encontro tempo para tudo, e agora ver suas apresentações. Que Deus e Meishu Sama te ilumine para todo o sempre. Bôa missão aqui neste planeta!!!!

      • 05/01/2013 às 7:31 pm

        Maravilha, Paulo!!
        Por aqui é bem mais organizado!!
        Vamos em frente!!
        Abração
        Carlinhos

  79. Joao
    03/03/2012 às 7:08 pm

    Parabéns…gostei muito da sua metodologia e sua disponibilidade em campartilhar desse conhecimento musical…obrigadooo!!!

    • 05/03/2012 às 11:43 pm

      Valeu, João!!!
      Vamos em frente!!
      Obrigadíssimo.
      Abração
      Carlinhos

  80. 29/02/2012 às 6:25 pm

    carlinhos, são otimas as lições dos seu tutoriais, me faz aprender muito mais. gostaria de saber como adquerir o LIEBERMAM?

    • 01/03/2012 às 7:14 am

      Veja só, na parte de links do 4shared tem um bom pedaço dele em pdf.
      Abração
      Carlinhos

  81. Cyntia Rosseto
    17/01/2012 às 6:25 pm

    OIá Carlinhos!

    Tenho muito interesse na formação de acordes de 4 e 5 sons, acordes sus…, e como identificar isso na partitura, estruturar esses acordes, aprender a cifrar. Creio que está relacionado a estruturação. Nossa seria ótimo poder estudar isso através do seu site.

    Fica meu pedido! rsrs
    Obrigada!
    Sucesso sempre!

    • 17/01/2012 às 10:18 pm

      Valeu, Cyntia, fica a sugestão.
      Estou preparando um material que Renato sugeriu e que já há algum tempo me instiga.
      Mas te adianto: Lembra das tríades? Elas são terças superpostas, né? Tônica, terça, quinta. Para esses outros acordes, continue sobrepondo terças. Tônica, terça, quinta, sétima, nona, décima-primeira, e por aí vai…
      Experimente o som de cada uma delas. Use as notas do campo harmônico inicialmente. Depois vá curtindo e buscando sons.
      Assim a gente desenvolve muito o ouvido.
      Mas vou preparar sim.
      Valeu,
      Carlinhos.

  82. Renato
    10/01/2012 às 11:52 am

    Que legal professor, estarei de olho!
    Abracos e Deus te abencoe,

    Renato

  83. Renato
    09/01/2012 às 10:17 am

    Ola Professor!

    Primeiramente nao posso deixar de manifestar o agradecimento pela sua generosidade em compartilhar os seus conhecimentos.
    Bom gostaria de saber se voce vai continuar esta serie de aulas sobre harmonia. O assunto esta muito interessante, e as aulas sobre notas de ornamento nas progressoes esta muito legal mesmo.

    Abraco e esteja sempre com Deus,
    Renato

    • 09/01/2012 às 2:23 pm

      Oi Renato, vou continuar com a harmonia sim.
      Nem se preocupe.
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  84. 24/12/2011 às 4:11 am

    obirgada.mas como descobrir isso em exercicios do tipo:colocar quialteras nos compassos compostos ou simples. como vou saber quando é tercina, 5 quialteras 10 quialteras nos compassos?como devo proceder nestes exercicios?sao do livro teoria elementar da musica do osvaldo lacerda.pode me ajudar a fazer?feliz natal e ano novo.

  85. Maria Pio
    22/12/2011 às 12:43 pm

    Carlinhos,
    Que neste Natal você receba o maior presente de todos!
    Paz, Amor, Bondade…
    Pois você merece e Muito!!!

    FELIZ NATAL.

    Com carinho
    Maria Pio

    • Carlos Veiga Filho
      08/01/2012 às 12:03 pm

      Oi Maria, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Como foi de festas?? Espero que tudo em paz!!!
      Beijão e um 2012 de muita harmonia!!
      Carlinhos

  86. 21/12/2011 às 7:56 pm

    Professor, muito obrigada!
    Que Deus te abençoe em todos os aspectos de sua vida, pessoas com atitudes como a sua é muito raro, eu admiro você!

    Um fortíssimo abraço, ótimas festas!!!

    • 22/12/2011 às 7:55 am

      Valeu, Marina!!
      Vamos em frente tentando mudar o mundo.
      E o que é o mundo, senão as pessoas?
      Valeu
      Carlinhos

  87. 16/12/2011 às 2:57 am

    é que nos compassos simples como 2 por 4, 4 por 4, as quialteras podem ser tercinas, 2 quialteras,etc. ja nos compassos compostos podem ter 4 , 5 ou mais quialteras.mas ainda tenho duvida como devo distinguir sobre se as quialteras estao sobre a forma de colcheias, fusas,semicolcheias ou semifusas?como saber se é caso de diminuição, de aumento e outros casos que podem ocorrer?pode explicar melhor por favor?mande para meu email.ok?um abraço.maria tereza-
    mt.br@hotmail.com

    • 17/12/2011 às 10:45 am

      Oi Maria Tereza, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Veja só!!
      As quiálteras ocorrem quando temos uma divisão rítmica diferente do tradicional dobro x metade e, em alguns casos, para forçar a relação dobro x metade.
      Vamos aos exemplos.
      Nos compassos simples é comum termos as quiálteras de 3 (também conhecidas como tercinas). Nesses casos há uma divisão igual onde cada nota vale 0,33 de um determinado valor. Exemplo: 3 quiálteras de colcheias em um compasso 2/4 terão que valer um tempo, ou seja, 0,33 cada nota. 3 quiálteras de semínimas nesse mesmo compasso seriam equivalentes aos dois tempos do compasso. Na verdade o que acontece é isso: a tercina nesse caso força a subdivisão ternária.
      Já no compasso composto, lembre que a subdivisão naturalmente é ternária. Nesse caso é comum precisarmos forçar uma subdivisão binária e aí usamos as quiálteras de 2 ou de 4.
      As quiálteras de 5, 6, 7 são pensadas da mesma maneira: uma subdivisão que não é a tradicional dobro x metade.
      Mas lembre quando escrever as quiálteras para ter cuidado de não estourar o compasso colocando tempo a mais.
      Espero ter ajudado.
      Beijão
      Carlinhos

  88. 13/12/2011 às 2:43 pm

    oi. tenho uma duvida sobre como descobrir o numero de quiálteras nos compassos. ex:compasso 2/4 tercinas. 6/8 5 ou mais quiálteras e tambem como descobrir se serao de colcheias , semicolcheias, fusas ou semifusas?tambem sobre os solfejos. terminou a serie só vai até o numero 51?se tiver mais, pode me dizer como faço para achar os tutoriais seguintes?obrigada. maria tereza-bh-mg
    mt.br@hotmail.com

    • 13/12/2011 às 9:20 pm

      Oi Maria Tereza.
      A série está em 51 mas após o Natal eu pretendo ampliar.
      Não ficou clara para mim a sua pergunta sobre as quiálteras e os compassos.
      Pode repetir mas explicada?
      Valeu
      Carlinhos

  89. PEDRO
    06/12/2011 às 1:00 am

    POSTA MAIS COISAS RELACIONADAS A HARMONIA , POR FAVOR ;)

    • 06/12/2011 às 5:39 am

      Valeu, Pedro!!
      Em janeiro novos de harmonia estarão na rede!!
      Abração
      Carlinhos

  90. Antonio Vieira Junior
    18/11/2011 às 10:10 am

    Carlinhos, estou gostando demais dos teu tutoriais. A muito tempo brinco com o teclado, mas só agora resolvi, depois de muuuito tempo levar a sério. Já te nomeei como meu mestre. Só que gostaria de ter uma orientação tua pra aproveitar melhor tuas aulas. Na verdade por onde começar..estou ora no sorfejo,ora na harmonia..mais queria ter uma dica de quais os caminhos seguir..Obrigado

    • 18/11/2011 às 10:29 am

      Oi Antonio, obrigadíssimo pela mensagem.
      A série de solfejo vai te ajudar bastante a entender a partitura se esse for o seu objetivo.
      Tem nos links também um material para piano chamado HANON que pode te ajudar na técnica.
      Sugiro também que você escolha músicas que você queira tocar e vá ao youtube. Tem muitos videos das pessoas ensinando no teclado, no violão etc.
      Valeu
      Abração
      Carlinhos

  91. Álvaro
    09/11/2011 às 8:44 pm

    Olá Carlos,

    Só queria deixar meu agradecimento por ter feito e disponibilizado esse excelente material. As aulas sao muito didáticas e tornam divertido um assunto que (para mim) sempre foi um mistério!
    Muito obrigado,
    Álvaro/SP

    • 10/11/2011 às 7:21 am

      Oi Álvaro, obrigadíssimo pela mensagem!!
      Vamos em frente!!!
      As possibilidades de estudo são grandes e as tecnologias permitem novas abordagens!!
      Conte comigo e com os tutoriais!!
      Abração
      Carlinhos

  92. rodrigo junior
    26/10/2011 às 3:46 pm

    cara queria agradecer muito pois vou fazer uma prova domingo e precisava estudar….vlw msm otimo trabalho obg e que Deus te ilumine…flwt+++++

    • 27/10/2011 às 7:50 am

      Obrigadíssimo, Rodrigo!!
      Jogue duro na prova!!
      Vamos em frente!!!
      Abração
      Carlinhos

  93. Ilma
    19/10/2011 às 10:53 am

    Carlinhos moro em Salvador também e estudo música. Quando eu tinha 26 anos comecei a estudar canto lírico e popular. Hoje tenho 30 anos e digo não tem idade para começar a estudar música.Parei de fazer aulas de canto lírico a um ano, mas continuei estudando e casa e frequentando alguns corais. Fiquei muito feliz ao encontrar o seu trabalho aqui na net, tenho aprendido bastante.

    • 20/10/2011 às 7:00 am

      Oi Ilma, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Estudar sempre!!! Melhorar sempre!!! Transformar sempre!!!
      Conte comigo e vamos em frente!!
      Valeu
      Carlinhos

  94. 10/10/2011 às 9:53 pm

    VALEU CARLINHOS POR TODAS METODOLOGIAS DADAS!!!!!!!!!!!

  95. Maria Pio
    09/10/2011 às 9:23 pm

    Obrigada querido.
    grande bj
    vou dar uma olhada…
    valeu!!!
    até
    Maria Pio

  96. Maria Pio
    09/10/2011 às 7:39 pm

    Oi Carlinhos!
    tudo bem??
    olha só, tenho que construir um tema de Fuga para disciplina de análise,
    será que você poderia me dar umas dicas? to bem confusa rsrs (só para variar), to sempre confusa, mas assim, eh bem complicado, nossa!!!!
    bjão
    Maria Pio
    até

    • 09/10/2011 às 8:58 pm

      Oi Maria, um tema para uma fuga pode ser uma melodia curta e simples. O bicho pega é depois para escrever os contrapontos e aí vemos que existem temas simples para resolver isso e existem outros mais complexos. Como sugestão, escreva uma pequena melodia de 2 ou 4 compassos (a depender da duração dela) e já pense em uma harmonia que a acompanhe bem. Arpejos funcionam bem e graus conjuntos também.
      Depois esse tema aparecerá transposto, invertido, aumentado, diminuído, retrógrado e tudo mais que for possível.
      Como sugestão, escute algumas invenções de Bach por serem mais simples e perceba como o tema (que sempre é apresentado no início) é trabalhado durante a peça. A invenção n.1 em dó maior é bem tranquila de ouvir o tema sempre que ele aparece. Como sugestão de uma grande fuga, fica o ricercare (a 6 vozes) da Oferenda Musical. É lindíssimo. Ricercare é o termo antes usado para fuga. Isso também é de J.S.Bach.
      Beijão
      Carlinhos

  97. Maria Pio
    09/10/2011 às 12:36 am

    Oi Carlinhos,
    passando para desejar um ótimo domingo.
    agora aos poucos as coisas estão voltando ao normal, ainda temos algumas
    coisas para ajeitar, é muito trabalho, ainda tem a faculdade,
    trabalhos, provas. mas tudo bem, vamos em frente.
    obrigada!!
    grande bj
    até
    Maria Pio

    • 09/10/2011 às 8:35 pm

      Oi Maria, que bom ter notícias suas!!
      Espero que tudo vá se arrumando aí e que consiga logo ficar melhor do que estava!!
      Conte comigo!!
      Beijão
      Carlinhos

  98. 06/09/2011 às 8:40 am

    olá amigo excelentes tutoriais, bom lembra muito meu professor de harmonia linduino pitombeira, poxa! percebe-se sua paixão pelo que você faz e eu admiro muito isso nas pessoas. Você me autorizaria a colocar suas vídeo aulas no meu blo? é claro que respeitando todos os direitos autorais e com a devida indicação de onde e como se pode encontrar mais do mesmo.
    ABRAÇOS

    • 06/09/2011 às 9:41 am

      Oi João, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Pode divulgar a vontade.
      Fico feliz com isso!!
      Forte abraço e conte comigo!!
      Carlinhos

  99. Carlos Gomes
    06/09/2011 às 7:54 am

    Carlinhos
    Já dei uma estudada em todos os vídeos (51) das aulas de Solfejo. Agora vou fazer uma revisão mais acurada para eliminar alguma dúvida que restar.
    Você, em algumas aulas, falou sobre aquela notinha que fica, às vezes, no início da partitura e que não é a número 1. “Ana crusis”? Estou certo? O nome é esse mesmo? Gostaria de saber a origem deste nome…
    Não estranhe se fui rápido na leitura dos vídeos. Isto deve-se ao fato de que eu já tenho conhecimento de muitas coisas que foram ensinadas. Mas parou por aí ou veem mais vídeos de Solfejo?
    Paralelamente vou iniciar o curso de Harmonia.
    Parabéns pela sua dedicação… resta-me dizer que seus vídeos são ótimos.
    Obrigado.
    Um abraço.
    Carlos Gomes

    • 06/09/2011 às 9:44 am

      Oi Carlos, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Pois é, o nome certo é anacruse (uma palavra apenas) e isso é um evento rítmico, ou seja, uma (ou mais) nota(s) que iniciam a melodia antes do tempo 1 (tempo forte) do compasso. Funciona bem como uma preparação. Cuidado apenas para não confundir com o 1 da tonalidade (primeiro grau). A anacruse pode ser qualquer nota.
      Abração
      Qualquer dúvida, pode escrever.
      Carlinhos

  100. Leocy Roberto Ferreira Castro
    25/08/2011 às 4:08 pm

    OLA PESSOAS.Prof Carlinhos, como ja disse, moro em belem-pá, ganhei um teclado e estou aproveitando demais as suas aulas, tanto de solfejo como harmonia e praticas. As coisas ficaram mais faceias depois das videos aulas, pois, atraves de livros a coisa estava complicada. Ja assiti a todos os videos agora estou revisando estudando um a um, inclusive fazendo as devidas anotações. Suas aulas “cairam do ceu”. A titulo de diversão, meu teclado e um Yamaha PSR-E313, gostaria de saber qual o STYLE e o tempo para forró e onde eu acho estes arquivos para baixar? Ola pessoas. Um abraço LEO

    • 26/08/2011 às 4:59 pm

      Oi Leo, obrigado pela mensagem!!!
      Veja só, eu sei que os teclados mais novos têm alguns ritmos brasileiros (samba, baião, etc) mas não sei dizer de cabeça como eles vem definidos. Se o seu teclado tiver um sequencer fica fácil de programar.
      Você conhece mais gente que tenha ele?
      Alguem do blog pode colaborar?
      abração
      Carlinhos

  101. Fabio Mellog
    24/08/2011 às 11:10 pm

    QUE Deus te abençõe sempre vc sua familia.

  102. Fellipe
    17/08/2011 às 8:33 pm

    Carlinhos, é muito bom teu trabalho! Parabéns!
    Olha só, tô com dificuldade nos solfejos, sou muito desafinado. Pode me explicar qual a diferença de solfejo e de técnica vocal? Por que na técnica vocal tem aqueles exercícios e no solfejo não?
    Outra coisa: tuas aulas de harmonia estão ótimas, por favor continue postando novas aulas, é muito difícil encontrar aulas sobre esse assunto na internet. Se puder ensinar harmonai funcional.
    Grande abraço e parabéns, mais uma vez!!!

    • 17/08/2011 às 8:57 pm

      Oi Felipe, obrigadíssimo pela mensagem!!!
      Veja só, no solfejo o seu objetivo é cantar a partitura e para isso não precisa ter a melhor voz do mundo.
      A técnica vocal vai trabalhar a respiração, o timbre, a sonoridade, a amplitude, tudo isso para que se tenha a melhor voz do mundo.
      Acontece de bons cantores não terem bom solfejo. Aliás, é muito comum.
      Para resolver o seu problema de afinação, apenas cante. Cante junto com o rádio, com o cd, cante escalas junto com o computador.
      Se ainda assim tiver dificuldade, diminua para a extensão de uma quinta. Se ainda não rolar, diminua para uma terça. Uma segunda…, uma nota só que seja confortável para sua voz. Depois duas… e por aí vai.
      Precisa fazer muito para fazer bem. E confie em mim, o tempo vai te afinar.
      Vou continuar fazendo os tutoriais sim. Estou apenas parado por um tempinho porque pintaram uns lances aqui!!
      Abração e conte comigo!
      Carlinhos

  103. Cyntia Rosseto
    11/08/2011 às 1:14 am

    Olá Carlinhos!

    Gostaria de te pedir para ensinar sobre escalas modais (modos antigos) frígio, lídio,etc…;sobre empréstimo modal, e transposição para quando precisamos aumentar ou diminuir (x) tons usando outras claves como a de DO, etc… isso é bem complexo!!!!rssr

    Obrigada!
    Será maravilhoso!Você explica muito bem!

    • 11/08/2011 às 8:58 am

      Oi Cyntia, obrigado pela mensagem!!!
      Tem bastante assunto nesse seu pedido!!
      Deve dar uns 20 tutoriais!!!
      Mas vamos pelo início.
      No final de semana eu mando já alguns!!
      Valeu
      Carlinhos

  104. Maria Pio
    09/08/2011 às 1:28 pm

    Obrigada querido,
    vou estudar bastante até conseguir entender e memorizar.
    preciso muito,
    obrigada por sua ajuda, de coração…
    grande abraço
    até mais
    bjussssssss..

    • 09/08/2011 às 10:55 pm

      Valeu, Maria!!
      Pode perguntar sempre!!!
      Abração
      Carlinhos!!!

  105. Maria Pio
    08/08/2011 às 3:33 pm

    Oi Carlinhos,
    Nesta questão, eu gostaria de saber qual a forma mais simples de encontrar as respostas, pois eu fiz todos as escalas para encontrar as respostas,
    ele pede:
    Preencha:
    F é I de ….maior, IV ….. maior, V de ….maior (respondi assim;) – I F, IV Bb, V C

    .Gm é….. de Bbmaior, ….de Eb maior,……de F maior. – R:(IV de Bbmaior, V de Eb maior,IIm de FMaior)

    A é…. de E maior,…..de Amaior, …. de Dmaior. – R:(IV de E maior, I de A maior, V de D maior)

    A#m(b5) é o VIIm(b5) de ……maior. – R: (Bmaior)

    C#m é VI de…..maior, IIIm de …..maior, IIm….maior – (Lá# maior, III de Fmaior, II de D maior)

    Fm(b5) é VIIm(b5) de …..maior. – R: (B maior)

    Outra questão é:

    CIFRE OS ACORDES:

    A clave é Sol:
    tem:

    (1) mi,sol#,Si — (2) Sol, Sib,Ré, (3) Mib,sol,sib, (4) Ré, Fá, Dób.

    fiz a escala de (1) de mi à Si, só que não sei se esta certo, ficou assim:

    de Mi p Fá 1/2 T de Fá p Sol# um T 1/2 de Sol# p Lá 1/2 t de Lá p Si um T.
    então coloquei a cifra de E, aiaia ta confusa rsrsr

    Esses são os outros acordes.

    sol, sib,re —– R; (Cm) Dó#, mi, sol —-R:(C#m) mib,sol,sib —- R: (EbM) ré,fá,láb.R:(Dm)

    Estou fazendo os exercícios Carlinhos, ontem fiquei até as duas da manhã, mas que confuso pra mim.
    mas estou me esforçando rsrsr, uma hora dessas eu aprendo.
    obrigada pela ajuda
    bjus
    até

    • 08/08/2011 às 11:51 pm

      Oi Maria, vamos lá!!!
      Que bom que você está estudando!!!
      Veja só, no começo parece difícil mas é tranquilo.

      Vamos começar pelo mais fácil que é a sensível, ou seja, o sétimo grau que, no campo harmônico maior, é o único grau que tem a tríade diminuta.
      Então vamos lá:

      Sétimo grau é o diminuto que fica meio tom abaixo da tônica.

      A#m(b5) é o VIIm(b5) de ……maior. – R: (Bmaior) – Certíssimo – A# é a sensível de B
      Fm(b5) é VIIm(b5) de …..maior. – R: (B maior) – Errado – F é sensível de quem? Gb

      Vamos aos acordes maiores. No campo harmônico maior, eles estão nos graus I, IV e V.
      Aí aparece a questão:
      F é I de ….maior, IV ….. de maior, V de ….maior
      A primeira está certa: F é I de Fá Maior
      Mas F é IV não de Bb mas sim de C. Cuidado que isso às vezes confunde porque Bb é o IV de Fá maior. Mas o campo harmônico cujo IV é F é Dó Maior.
      E o F é o V de Bb Maior e não de Dó Maior.

      Vamos para o próximo:
      A é…. de E maior,…..de Amaior, …. de Dmaior. – R:(IV de E maior, I de A maior, V de D maior)
      Esse está certíssimo!!! Muito bom!!!

      Na verdade você acertou quando pensou de uma maneira (A é o que de E?) mas se confundiu para pensar o contrário (A é IV de quem?). Percebe a sutileza?

      Vamos aos acorde menores (ii, iii e vi)

      .Gm é….. de Bbmaior, ….de Eb maior,……de F maior. – R:(IV de Bbmaior, V de Eb maior,IIm de FMaior)
      Cuidado com as duas primeiras respostas. Não temos IV nem V menores no campo harmônico maior, ou seja, Gm não pode ser nem I, nem IV, nem V no campo harmônico maior. Só pode ser ii, iii ou vi. Vamos lá:
      Gm é o vi de Bb. Basta olhar na escala e saber o lance dos graus, os que podem ser menores.
      Gm é o iii de Eb. Mesma coisa.
      A outra está certíssima: ii de F.

      C#m é VI de…..maior, IIIm de …..maior, IIm….maior – (Lá# maior, III de Fmaior, II de D maior)
      Esse aqui tá todo com problema:
      C#m é o vi de quem? E
      C#m é o iii de quem? A
      C#m é o ii de quem? B

      Na verdade, se você usar só a escala vai dar certo porque o campo harmônico é oriundo da escala.
      Aquele software do campo harmônico maior pode te ajudar mas sugiro que você só use para corrigir os seus exercícios senão você não vai desenvolver o raciocínio. Quando pega a manha, aí fica fácil. Sem contar que acaba decorando de tanto ter as mesmas respostas porque elas são sempre as mesmas. F é IV de C. Isso não muda.

      Vamos ao próximo exercício:
      Cifrar os acordes.
      Você tem que lembrar da estruturas dos acordes:
      Maior – Terça maior e quinta justa
      Menor – Terça menor e quinta justa
      Dim – Terça menor e quinta diminuta
      Nesse exercício todos estão na posição fundamental, ou seja, o acorde sempre é a primeira nota (fundamental).
      Vamos lá:
      (1) mi,sol#,Si — Mi Sol#, terça maior; Mi Si, quinta justa – E
      (2) Sol, Sib,Ré, – Sol Sib, terça menor; Sol Ré, quinta justa – Gm
      (3) Mib,sol,sib, – Mib Sol, Terça maior; Mib Sib, quinta justa – Eb
      (4) Ré, Fá, Dób. Esse deve ser Lab a última nota. Ré Fá, terça menor; Ré Láb quinta dim – Ré dim

      Vamos ao próximo:
      sol, sib,re —– R; (Cm) – Não – Esse é o Gm
      Dó#, mi, sol —-R:(C#m) – Quase. Lembre que C# sol é quinta diminuta, o que torna o acorde C#dim (ou C#m(b5))
      mib,sol,sib —- R: (EbM) – Certo
      ré,fá,láb.R:(Dm) – Ré láb, quinta diminuta, ou seja Ddim (Dm(b5))

      Lembre que essas coisas são música e só passam a fazer sentido quando ouvimos isso, senão fica sem sentido.
      Você tem aula de piano ou violão?
      Sugiro um tecladinho ou uma pianola apenas para você montar os acordes e ouvir, caso você não tenha aula de piano ou violão.

      Vamos em frente!!!
      Conte comigo.
      Beijão
      Carlinhos

  106. 06/08/2011 às 2:48 pm

    Oi Maria, fique tranqüila e pode perguntar à vontade. Não se preocupe. A sua dúvida pode ser a mesma de muitas outras pessoas.
    No fundo, conhecer bem as armaduras é o segredo para ter um bom solfejo dos graus e para analisar bem as partituras.
    Conhecendo a armadura, conhecendo o campo harmônico maior (I, IV e V maiores; ii, iii e vi menores; vii dim) sabendo onde está o 1 no pentagrama (conhecendo as claves) se vai longe. O resto é se divertir e curtir uma boa música.
    Valeu
    Carlinhos

  107. Maria Pio
    06/08/2011 às 2:37 pm

    Nossa Carlinhos, é verdade, preciso mesmo ficar craque nas armaduras, foi um engano bem “feio” rsrrs, mas olha só, obrigada,muito obrigada Carlinhos,que bom que temos você,
    agora entendi e vou treinar as escalas, queria dizer, se eu estiver perguntando muita coisa,
    (porque tenho muitas dúvidas), mas receio estar abusando de sua bondade, mas fique com liberdade de dizer quando estiver fazendo muitas perguntas, ta bem??? seria compreensível. rsrsr você é muito humano e muito gentil, não gostaria de estar sendo inoportuna..
    valeu querido,
    grande abraço
    bom find pra vc.
    até
    bjussssssssss

  108. 06/08/2011 às 8:38 am

    Oi Maria, obrigadíssimo pela mensagem.
    Vamos lá:
    O primeiro passo, portanto, é ficar bem craque no reconhecimento e escrita das armaduras.
    Vamos ver o caso de Mib Maior:
    A sequência dos bemóis é si-mi-la-re-sol-do-fa e a tonalidade que queremos sempre é a do penúltimo bemol na sequência, ou seja, se queremos Mib Maior, teremos como alterações si, mi e lá (No caso, mi é o penúltimo).
    Feito isso você deve colocar uma clave, colocar essas alterações (armadura) e simplesmente escrever uma escala de mi até mi. Você já escreveu Mib Maior (por causa das alterações da armadura). E depois é só preencher as tríades (lembre: nota no espaço, terça e quinta também no espaço. Nota na linha, terça e quinta na linha).
    Mas ele quer que você coloque as alterações também nas notas. Basta pegar todos os sis, mis e lás e colocar a alteração (bemol).
    E depois ele quer que você analise.
    Lembre que no campo harmônico maior I, IV e V sempre são maiores, ii, iii e vi sempre menores e o vii é diminuto.
    Dessa feita teremos:
    Mib – sol – Sib = I
    Fá – Láb – Dó = ii (repare que você tinha escrito Fá-Lá-RÉ. Cuidado: não é Ré e lembre do bemol do lá)
    Sol – Sib – Ré = iii
    Láb – Dó – Mib = IV
    Sib – Ré – Fá = V
    Dó – Mib – Sol = vi
    Ré – Fá – Láb = vii dim
    Mib – Sol – Sib = I

    Repare que todos os Sis, Mis e Lás são bemóis por causa da armadura. Vi quando você escreveu que algumas notas ficaram sem os devidos bemóis da armadura.
    Por isso lembre que só fica fácil se você já estiver craque na escrita e reconhecimento das armaduras.
    Espero ter ajudado.
    Estou esperando a próxima pergunta.
    Beijão
    Carlinhos

  109. Maria Pio
    06/08/2011 às 1:29 am

    Oi Carlinhos, tudo bem?
    Estou tentando fazer os primeiros exercícios da disciplina de harmonia,
    e estou com dúvidas, o professor pediu para construir tríades diatônicas, escrever as armaduras e repetir as alterações no pentagrama, escrever as cifras e analisar:
    Fá maior, Sol maior, Mib maior e Mi maior.
    Estava fazendo as tríades de Mib maior, e fiquei confusa.olha só, cm fiz:
    l grau, mib,sol,sib, ( Eb) II – ???? III – sol,sib,ré,(Gm) – IV- lá,dó,mi ,(A) V -sib,ré,fá,(Bb) VI -dó,mib,sol, (C) VII -ré,fá,lá(Dm dim), será que é isso?? o segundo grau não consegui fazer,
    as notas são: Fá, Lá, Ré, mas fica uma terça maior?? o II grau é com uma terça menor???!! poderia me ajudar??
    obrigada
    bjus
    até

  110. Cyntia Rosseto
    29/07/2011 às 8:12 pm

    Oi Carlinhos! rs

    Nossa gosto muito do seu site,suas aulas são sempre bem claras, de fácil entendimento, parece até que posso te ver quando assisto pelo youtube(rsrs). Nossa gostarei bastante de me aperfeiçoar em harmonia através desse site maravilhoso. Parabéns pela iniciativa. E poste bastante material para nós, tem grande valor!

    Atenciosamente,
    Cyntia Rosseto

    • 30/07/2011 às 7:52 am

      Obrigadíssimo, Cyntia!!!
      Continuemos estudando, então!!
      Valeu
      Carlinhos

  111. Sônia Katherine Pottier Gama Lobo
    28/07/2011 às 10:22 am

    Carlinhos, estou fazendo os ditados mais simples. Hoje fiz até o cinco e fique super, super feliz porque só errei o rítmo do segundo, os outros todos eu acertei (mas fiz em dó). Era tudo o que eu estava precisando, vou continuar fazendo e só consegui com a sua dica de primeiro memorizar a melodia e depois tentar solfejando. Antes quando eu tentava fazer ditado eu já ia tentando escrever nas primeiras nota e errava tudo. Já te considero meu professor. Obrigada!

    • 28/07/2011 às 11:01 am

      Que maravilha, Sônia!!!
      Excelente notícia!!!
      Você só tem que acostumar com os números e conhecer bem as armaduras para se livrar de Dó Maior. Gaste um tempo nisso!! É super simples!!!
      Parabéns e vamos nessa!!!

  112. 19/07/2011 às 9:36 am

    Obrigada.
    Abraço.
    ruth

    • 19/07/2011 às 8:23 pm

      Oi Ruth, obrigado pela mensagem!!!
      Continuemos estudando!!
      Abração
      Carlinhos

  113. Geovane S. Aguiar
    24/06/2011 às 1:32 pm

    Tenho acompanhado desde o começo seu tutoriais, que são de grande qualidade !
    Gostaria de saber se você pretende falar sobre escalas modos : Lidia, mixolídio e os outros ?
    Abraço !

    • 27/06/2011 às 8:53 am

      Oi Geovane, obrigado pela mensagem.
      Com certeza teremos tutoriais sobre os modos. Não se preocupe.
      Abração
      Carlinhos

  114. Thiago
    23/06/2011 às 4:11 pm

    Muito bom irmão!!!

    Valeu pela iniciativa e com certeza vai nos ajudar no desenvolvimento musical!!!

    Abraços

    Thiago Oberdan

    • 23/06/2011 às 4:59 pm

      Valeu, Thiago!!
      Vamos nessa!!!
      Abração,
      Carlinhos!!!

  115. janete ramos veloso
    16/06/2011 às 12:32 pm

    Olá descobri hoje seus vídeos e foram de grande valia para mim, vou estudá-los arduamente pois quero aperfeiçoar meu grupo de louvor. Deus te abençoe

    • 16/06/2011 às 9:16 pm

      Oi Janete, obrigadíssimo pela mensagem.
      Aproveite mesmo e qualquer dúvida, pode escrever!!!
      Valeu
      Carlinhos

  116. tsrenato
    26/05/2011 às 12:49 pm

    Carlinhos,
    Gostaria de agradecer e parabenizá-lo pelo trabalho!!!
    A didática é muito boa! Tem me ajudado muito.
    Uma dúvida: Você continuará com o tutorial de Harmonia?
    Acredito que sim… Não para nãaaao…
    Um grande Abraço!

    • 26/05/2011 às 12:54 pm

      Oi, Renato, com certeza eu continuarei.
      Estou tirando umas dúvidas do pessoal do solfejo mas no fim de semana já deve ter mais harmonia no mundo. :)
      Um forte abraço,
      Carlinhos.

  117. 15/05/2011 às 7:04 pm

    Poxa, pelo que pude ver suas metodologias são muito boas. Infelizmente não tive a chance de terminar meu curso teórico e vou usar seu blog como forma de revisar algumas coisas que aprendi e aprender muito mais.
    Agradeço pela disponibilidade desse material. :D

    • 15/05/2011 às 10:16 pm

      Oi Stephanie, jogue duro.
      Obrigado pela mensagem.
      Qualquer dúvida pode perguntar!!
      Abração
      Carlinhos

  118. geanderson
    01/05/2011 às 11:01 am

    Carlinhos bom dia, eu tenho acompanhado desde quando começou e não estou achando cansativo, pois sempre você coloca exemplos musicais em quase todos os tópicos que você posta.
    Você podia pedir a pessoa que fez o comentário pra ser mais descritivo em que parte do tutorial está ficando cansativo.

    Estou divulgando muito seu tutorial Carlinhos.
    Galera quando vocês assistirem o tutorial no you tube participe dando seu voto também, pois é um bom incentivo para quem está criando e postando os vídeos.

    Abração!

    • 01/05/2011 às 1:11 pm

      Oi Geanderson, obrigado pelo incentivo!!!
      Vamos em frente!!! Sempre!!!
      Abração
      Carlinhos

  119. Maria Pio
    25/04/2011 às 12:13 am

    Ola Carlinhos!!
    Uma ótima semana pra você!!
    abraço.
    Maria

    • 25/04/2011 às 7:16 am

      Valeu, Maria!!
      Para você também!!!
      Jogue duro aí nesses estudos!!
      Carlinhos

  120. urb1952
    22/04/2011 às 11:13 am

    Carlinhos bacana seus tutoriais, ótima didática, como vc mesmo vem dizendo, não para não. Obrigado.
    Urias

    • 22/04/2011 às 1:48 pm

      Oi Urias, obrigadíssimo!!
      Não pretendo parar por agora não.
      Eventualmente uma pausa para outros trabalhos, mas a produção continua.
      Aproveite.
      Abração,
      Carlinhos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.650 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: